Uma pausa para o cafezinho

Um espresso muuuuito cremoso!

Que eu sou louca por café muita gente já sabe. Tomo várias xícaras de expresso por dia, de diferentes blends, cafezinho coado, docinhos de café, comidinhas com café. E o melhor de tudo é que eu sou mais poderosa que a cafeína. Nunca deixei de dormir depois de tomar uma xícara de café expresso.

Até estou namorando uma Nespresso City prá colocar na mesinha de cabeceira assim não preciso ir até a cozinha para o primeiro café matinal!

Mas descobri que esta idéia já está ultrapassada já que há no mercado umas maquininhas portáteis! Só preciso de uma bolsa maior!

http://www.thedesignblog.org/entry/mini-nespresso-portable-coffee-machine-for-caffeine-addicts/

http://mypressi.com/

http://www.handpresso.fr/

E que vai uma receita da clássica “pots de creme” utilizando café. Eu sirvo em xícaras de café para dar uma sensação de estar tomando um expresso!

Coffee Pots

Pots de Creme

– 20 ml de café expresso curto e forte

– 450 ml de leite

– 6 colheres de sopa de açúcar

– 225gr de chocolate meio amargo 70% cacau em pedaços

– 2 colheres de chá de baunilha

– 2 colheres de sopa de licor de café

– 7 gemas

– Creme batido para decorar.

Pré aqueça o forno a 160 graus. Coloque 10 xícaras de café, de aproximadamente 100 ml, em uma forma para ir ao forno (esteja seguro de que suas xícaras agüentam a temperatura de 160 graus).

Coloque o café, o leite e o açúcar em uma panela e leve ao fogo médio mexendo sempre. Deixe levantar fervura, mexendo até que o açúcar se dissolva. Retire do fogo e acrescente o chocolate. Mexa até ficar cremoso. Adicione a baunilha e o licor.

Em uma tigela grande bata as gemas. Adicione um pouco do creme de chocolate as gemas para temperar e não cozinhá-las de uma vez.  Junte essa mistura ao creme de chocolate batendo bem até toda a mistura estar homogênea. Passe por um coador e distribua nas xícaras de café. Leve ao forno durante 30 minutos ou até que o creme esteja sólido (teste do palito!).

Retire as xícaras da forma e deixe esfriar. Cubra com plástico aderente e leve para a geladeira por pelo menos 1 hora. Decore com o creme batido e sirva.

Nas Nuvens

doce, doce de casamento, lembrança de casamento, sobremesa, bem casado 

É assim que ficam todos os meus suflês, suspiros, Angel Cake agora que aprendi a cozinhar em altitude.

Logo que cheguei ao México conheci um grupo de brasileiras famintas pela nossa gastronomia. Já não agüentavam mais tanto chili e tortilla e queriam… coxinhas? Empadinhas? Brigadeiros?… Que nada! Logo de cara uma me pediu Bem-casados. E claro que não recusei o pedido. Pensei: Oba! Mal cheguei e já tenho uma clientela. Ledo engano…

Já havia estudado o assunto, mas nem me dei conta que estava a mais de dois mil metros de altitude e o que não deixava meus bem-casados “bem-casados” era a dificuldade da massa crescer com estrutura.  Recorri a todos os meus amigos confeiteiros, as boleiras até a equipe da Conceição, aquela super famosa pelos bem-casados em São Paulo coloquei em meus planos. Passava madrugadas pesquisando e fiz até uns bons amigos na Universidade do Novo México (EUA), quanto recebi uma mensagem doce e clara como suspiro que veio salvar a minha vida. Abri o meu email e li uma receitinha e uns comentários da maravilhosa Marisa Ono, ela mesma, curiosa, inteligente, investigadora. Umas poucas alterações numa receita com os olhos e o conhecimento correto me salvaram nos 45 minutos do segundo tempo. Um final de tarde dominical onde assei 200 bem-casados que nunca se divorciariam!

Hoje, um ano depois, me lembrei desse dia (na verdade nunca me esqueço dele!), pois acabo de fazer um merengue enorme para uma Pavlova que ficou lindo. Era um pedido. Mas sabe o quê? Quebrei-o ao meio e o comi com tanta vontade e felicidade que logo me dei conta que mal teria muito tempo para assar outro. Então, ainda com as migalhas caindo da boca fui correndo bater minhas claras em ponto de neve!

sobremesa, doce, torta, frutas 

Coloco aqui uma tabelinha bem simples que montei para me ajudar nessa tarefa difícil que é assar em altitude, caso algum dia alguém precise!

AJUSTES 915 METROS 1520 METROS 2130 METROS
FERMENTO      
Para cada colher de chá diminua 1/8 colher chá 1/8 a 1/4 colher de chá 1/4 colher de chá
ACUCAR      
Para cada xícara dimunua 1 colher de sopa 2 colheres de sopa 3 colheres de sopa
LIQUIDOS      
Para cada xícara adicione 1 a 2 colheres de sopa 2 a 4 colheres de sopa 3 a 4 colheres de sopa

Fonte

Bem-casados adaptados para a altitude do México por Marisa Ono

100 gramas de claras de ovos
60 gramas de gemas
85 gramas de açúcar
85 gramas de farinha de trigo

Doce de leite (para recheio)

Aquecer o forno a 200 graus. Bater as claras em neve, juntar o açúcar e continuar a bater até formar um merengue. Bater as gemas até ficarem claras e adicionar ao merengue, em duas ou três operações, misturando bem em cada uma delas.
Adicione a farinha, peneirada e misture com paciência. Ela não vai cair da espátula formando pelotas, vai ser um quê fluida (mas não demais, claro).
Formar as porções com um saco de confeiteiro com bico redondo liso. Assar em forno quente e retirar antes de corar demais.

Quanto estiverem frios recheie com doce de leite e forme sanduíches

Pavlova

2 claras de ovos grandes

110gr de açúcar refinado

½ colher de sopa de amido de milho (Maizena)

½ colher de sopa de Vinagre branco

250 ml de creme de leite fresco

500 gr de morangos cortados ao meio

2 bananas cortadas em rodelas

5 kiwis

3 maracujás doce

Aquecer o forno a 140 graus. Colocar papel manteiga ou silpat em uma assadeira para biscoitos.

Coloque as claras em um bowl totalmente limpo e com uma batedeira bata em velocidade baixa por 2 minutos, até que as claras comecem a tomar corpo e estejam suaves. Passe para velocidade média e bata por mais 3 minutos até que as claras estejam em picos firmes. Passe para velocidade alta e comece a adicionar o açúcar, uma colherada por vez até que as claras estejam brilhantes e firmes. Adicione o amido de milho e o vinagre e envolva com uma espátula, sem bater.

Coloque a mistura na assadeira forrada em forma de um circulo com uma ligeira cavidade no centro. Asse por 1 hora. Deslique o forno e deixe que o merengue seque até estar completamente frio.

Para montar, bater o creme de leite em ponto de chantilly e cobrir a superfície do merengue. Colocar as frutas por cima regando com o suco e sementes de maracujá.