Paçoca de carne de sol


Paçoca de carne de solAcabo de voltar de uma viagem muito especial. Depois de mais de 15 anos, voltei à Januária, uma cidade do norte de Minas Gerais, banhada pelo Rio São Francisco e onde nasceu meu pai. Além de todas as lembranças e encontros, pude explorar alguns lugares que ainda preserva formas centenárias de se preparar ingredientes e receitas. Uma delas é a Paçoca de Carne de Sol. Desde a época dos tropeiros, que a levavam na sua matula, cada casa da região tem o hábito de preparar a sua receita. Esta que escrevo aqui é a mais básica e com maior durabilidade.

Produção da Farinha de Mandioca

Mulheres da Associação da Trabalhadores Rurais de Vargem, norte de Minas Gerais, fazendo farinha de mandioca

Receita de Paçoca de Carne de Sol

- 500g de carne de sol

- 800g de farinha de mandioca

- 1 colher (chá) de cominho em pó

- 1 colher (chá) de pimenta do reino

- 1 colher (chá) de pó de café

- fio de óleo

- sal à gosto

Modo de Preparo

1- Dessalgar a carne, deixando-a de molho em água por uma noite.

2- Colocá-la para cozinhar em panela de pressão por cerca de 20 minutos ou em panela comum por cerca de 50 minutos. Ela deve ficar macia – o tempo de cozimento variará de acordo com o tipo da carne)

3- Fritar a carne, já cozida, em um pouco de óleo até ficar bem dourada.

4- Levá-la junto com os temperos para um pilão e socá-la até ficar bem desfiada. (Se não tiver pilão, você pode levá-la rapidamente ao processador).

5- Voltá-la para a panela e, com fogo baixo, acrescentar a farinha ao poucos até misturá-la por completo. Corrigir o sal, se necessário.

Carne de sol

Carne secando ao sol em açougue de Bonito de Minas

Notas:

1- Originalmente a farinha é acrescentada ‘a carne no pilão e socada. Porém como poucos terão o pilão grande, a receita original foi adaptada.

2- O café é para dar o gostinho da receita da vovó. Pois o pilão de socar a paçoca normalmente também era utilizado para pilar o café. Então, no fundinho sempre tinha um toque deste ingrediente.

3- Esta receita pode ser armazenada fora da geladeira pois até 2 semanas. Caso você queira fazer para consumo imediato, pode acrecentar outros temperos, como cebola frita, alho, coentro etc.

leticia

Sou publicitária de formação. E sou cozinheira de nascimento, pode ser? É que nasci no meio de uma turma que gostava mesmo era de um bom papo na cozinha enquanto preparava alguma delícia… dizem que isso é mal de mineiro… Só sei que desde de cedo, vivo entre panelas e receitas.

3 Comentários



  • leticia

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Email*



Você também pode gostar de:

Newsletter

Siga o Blog

Mais Lido Neste momento

Twitter

Só uma salada salva neste calor!... fb.me/6RN89o6q2

Cerca 6 dias atrás a partir de Memórias Gastronomic's Twitter via Facebook

Seguir @memoriasgastronomicas