Novidade em São Paulo e receita de bolo das arábias…

Bolo das arábias

Romã Armazém GourmetHoje é um dia muito especial para minha amiga e parceira aqui no blog, Patrícia Lopes. Sem divulgar ainda, ela hoje abre as portas de seu mais novo empreendimento, o Romã Armazém Gourmet.

Quem mora em São Paulo, agora tem à mão a facilidade de poder preparar um jantar gourmet, sem muito esforço. Pois pode achar tudo o que precisa no Romã. Lá, diariamente, ela oferecerá opções de pratos gourmets prontos, embalados à vácuo. Isso, além de entradas, sobremesas, bons vinhos, outras gourmadises… Eu provei alguns, como o arroz de pato, e me apaixonei!

O Armazém fica à Rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 57, em Pinheiros, São Paulo.

Não é comum a gente divulgar nada aqui no blog, mas não podia deixar passar em branco. Tinha que dar dar esta nota em primeira mão para vocês que nos acompanham com tanto carinho (me defendam, pois a Pati queria ficar quietinha…).

Pati, com certeza seu negócio será um sucesso, pois é feito com dedicação e amor!

Bem, para completar o post, escrevo aqui uma receita de um bolo simples, mas especial que fiz para presentear uma amiga.

Bolo das arábiasReceita de Bolo das arábias: Bolo de Iogurte com Pistache e Calda de Água de Rosas  

Para o Bolo:

– 1 pote de 170 ml de iogurte

– a mesma medida de óleo

– 3 ovos

– 1 e 1/2 xícaras de açúcar

–  2 xícaras de farinha de trigo

– 1 colher (sopa) de fermento em pó

– 1 xícara de xerém de pistache (pistache, sem casca e sem sal quebrado pequeno)

Para a calda:

– 250g de açúcar de confeiteiro

– 3 colheres (sopa) de suco de laranja

– 1 colher (sopa) de suco de limão

– 1 colher (sopa) de água de rosas

Modo de preparo:

1- Aquecer o forno a 180 graus

2- Bater os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Reservar.

3- Peneirar a farinha e fermento e misturar o pistache.

4- Acrescentar o líquido à parte seca, misturando levemente até incorporar tudo.

5- Colocar em forma untada e enfarinhada. Assar em forno pré-aquecido por cerca de 30 minutos ou até que esteja firme e dourado. Faça o teste do palito.

6- Depois que esfriar, desenformar para colocar a calda.

Detalhe calda no bolo7- Para a calda: levar ao fogo todos os ingredientes, exceto suco de limão, amolecer o açúcar. O resultado deve ser esbranquiçado, mas fluido. Não deixar virar calda transparente mesmo. Se isso acontecer, colocar mais açúcar. Acrescentar o limão no final do preparo. Virar a calda ainda quente sobre o bolo, que fica super macio e molhadinho!

Delicie-se!

Nota: A água de rosas é um ingrediente muito comum na culinária árabe, turca… mas é muito marcante e forte. Cuidado em sua utilização, se você não tem o hábito de utilizá-la, colocar apenas 1/2 colher de sopa e testar o sabor. 

Torta de Santiago, simples assim.

Torta de Santiago

Torta de SantiagoNevou em Curitiba e eu não estava lá! Apesar de estar feliz de ter fugido do frio, fiquei com vontade de estar lá neste momento histórico! Bateu uma saudade de casa.

; )

Nas últimas semanas, antes de partir em férias ainda em Curitiba, andei meio chateada por algumas questões profissionais… Na verdade, não valia nem metade da minha preocupação. E de fato, tenho sido tão agraciada que é até injusto reclamar.

Mas é difícil passar ileso à uma postura desleal. No mínimo, faz você repensar alguns pontos. Como dizem por aí, se ficou lembrança boa, é uma recordação, se o que sobrou é ruim, foi uma experiência. E, como toda experiência, esta foi repleta de aprendizados!

Acho que foi isso, somado ao tempo sem recarregar as energias na terrinha, que me fez curtir tanto esta última passagem por BH. Sensação de alívio!

E, por isso também, apesar de já estar no Rio, ainda escrevo a sequência {Saudades de BH}. Misturando tudo: Rio de Janeiro com visita do Papa, saudades de BH, perdão e agradecimento, resolvi escrever sobre esta torta que mamãe faz.

Ela é de comer ajoelhada. À cada dia, sua receita se aprimora mais…De tão boa, a incorporei ao meu cardápio e é um dos sucessos de encomendas.

É uma receita espanhola à base de amêndoas, cuja tradição é expressada até em sua apresentação final: açúcar de confeiteiro salpicado, destacando o formato da Cruz de Santiago, repleta de significados.

Aí, não tem jeito: amêndoas, ovos, manteiga e açúcar… impossível não amar! Huuummm… e é perfeita para acompanhar um café!

A receita foi executada por D. Eloíza, a foto foi tirada pelo meu primo Thiago, a quem agradeço a participação especial novamente!

Nota: acabei de receber uma foto que incluo aqui da torta feita por uma leitora assídua. No mesmo dia já executou a receita. Obrigada, Marília Paes.

Torta de Santiago

Receita da Torta Santiago de D. Eloíza

Ingredientes para Massa:
– 1 xícara e meia de farinha de trigo
– 150 g de manteiga sem sal
– 1 ovo
– 1 colher (de chá) de casca de limão ralada
– 3 colheres (de sopa) de  açúcar
Ingredientes para o Recheio:
– 350 g de amêndoas, grosseiramente processadas
– 5 ovos
– 280 g de açúcar
– 1 colher (de chá) de canela
– 1 cálice (50ml) de licor de amêndoa
 – açúcar de confeiteiro para polvilhar
Modo de Preparo:
1- Em uma tigela colocar o ovo, o açúcar, as raspas da casca de limão, a manteiga.  Misturar até incorporar os ingredientes.
2- Aos poucos, adicionar a farinha de trigo, mexendo sempre, até obter uma massa lisa e homogênea.
3- Forrar uma forma de 24 ou 30 cm de diâmetro.  Se for de fundo removível, coloque um tabuleiro para amparar, pois pode vazar manteiga. Caso contrário, polvilhe o fundo e as laterais, para não agarrar.
4- Misturar todos os ingredientes (exceto 3 col. sopa das amêndoas trituradas) – pode ser no liquidificador ou à mão.
5- Despejar o recheio sobre a massa e polvilhar a amêndoa sobre o recheio.
6- Levar ao forno preaquecido à 180 graus e assar por 40 minutos ou até dourar.
7- Retirar do forno. Esperar esfriar. Desenformar. Polvilhar o açúcar de confeiteiro.
Nota: para fazer a cruz, fazer um molde em acetato ou papelão, colocar sobre a torta e polvilhar o açúcar. O molde que deixo aqui é diferente do aplicado na torta, mas mais correto. Deixo a imagem para molde abaixo.
 Cruz de Santiago Molde

Torta de limão siciliano com gostinho de quero mais

Torta de Limão Siciliano

Torta de Limão SicilianoFinalmente, fui autorizada a viajar. Última chance antes da chegada da minha outra pequena. Por isso, não pensei duas vezes. Destino: BH e Rio. Beber na fonte, recarregar as energias, resgatar as raízes. Enfim, a definição que você quiser para o famoso matar a saudade!

O tempo, para variar foi curto para tantas vontades, até porque tive que ficar um pouco mais quieta. Mas a energia já é outra! Não sei se são as montanhas, as pessoas, as recordações, ou tudo junto misturado. Mas a sensação de voltar para onde você foi criado é muito boa!

Em um destes poucos dias, fui conhecer o filho de um primo querido que nasceu há pouco tempo. Por sinal, este primo é filho do meu tio Ronaldor, que eu havia mencionado no post anterior. E já que estávamos com aquele clima nostálgico, ele preparou uma torta de limão para nos encher de lembranças e acabar com qualquer dieta! Nem preciso dizer que ainda estou sonhando com mais um pedaço…

 

 

Receita da Torta de Limão Siciliano (receita do Thiago, notas minhas)

Massa:
– 2 gemas de ovo (as claras serão usadas no suspiro)
– 2 col. (sopa) manteiga
– 2 xic de farinha de trigo peneirada (aproximadamente)
– 1 pitada de sal
– 3 col (sopa) de açúcar
– 3 col (sopa) de leite
– 1 col (sopa) rasa de ferment em pó
Recheio:
– 2 latas de leite condensado
– 1 xíc de suco de limão siciliano (antes, retirar as raspas da casca para salpicar sobre a torta)
Suspiro:
– 2 claras de ovo
– 4 col (sopa) de açúcar
– 1 pitada de sal
Modo de preparo:

Massa:
1- Misturar todos os ingredientes, exceto a farinha. Acrescentar aos poucos a farinha até a massa desgrudar da tigela (pode ser que você não utilize toda a farinha ou que precise de um pouco mais). Ficar atento ao ponto.

2- Distribuir a massa em uma forma com fundo removível e fazer furos com um garfo em oda a massa, inclusive nas laterais. Levar ao forno pré-aquecido a 180 graus por 7 minutos. Retirar a massa, fazer mais furos com o garfo e deixar no forno por mais 5 minutos. Retirar do forno e reservar.

Recheio:
– Misturar(pode ser no liquidificador, batedeira ou à mão) todos os ingredientes até a mistura ficar homogênea. Reservar.

Nota da autora: eu gosto de bater bem no liquidificador ou batedeira, pois o creme já fica bem firme.
Suspiro:
– Bater as claras em neve. Quando já estiver esbranquiçando, acrescentar a pitada de sal e depois, aos poucos, o açúcar até ficar em ponto de neve (se você virar, ela não cai ou, menos arriscado, forma picos que não se desfaz).

Nota da autora: ao invés deste suspiro tradicional, pode-se utilizar também o merengue italiano. Para ele, você faz uma caldade açúcar em ponto de fio grosso e despejar sobre a clara batida em neve. Bater até esfriar. Deste modo, ele dissora menos. 

Torta de Limão como fazerMontagem:
– Colocar o recheio sobre a massa pré-assada, espalhar o suspiro e salpicar as raspas de limão sobre a torta. Levar ao forno novamente para ficar levemente dourada (cerca de 7 minutos). Levar para a geladeira e sevir gelado.

Almoço com gostinho de infância: Lagarto com Creme de Milho

Lagarto com Creme de Milho

Lagarto com Creme de Milho Neste fim de semana, fiz uma receita que há muito tempo não fazia aque em casa, mas que tem cara de fim de semana com crianças.

Lembro-me da mamãe fazendo para a gente. Era sempre um sucesso!

Resgatei esta receita entre umas que o meu tio dava em suas aulas de culinária, na época que não era moda e quase não existia curso de culinária. Ele dava aulas jantares em sua residência. Na época, quase não tínhamos produtos importados no mercado, Ou seja, as receitas eram mais restritas. E assim mesmo, foi lá que conheci muitas coisas que hoje encontramos facilmente no  mercado.

O grupo era pequeno e divertidíssimo. Eu, ainda pequena e muito curiosa, ia para lá com a desculpa de ajudar, mas na verdade aproveitava cada dica dele.

Não sei bem ao certo o que veio primeiro, a aula ou a tradição de fazê-la em nossa casa, nem de onde surgiu a receita, mas o importante é que é sucesso garantido.

Receita de Lagarto com Muçarela e Creme de Milho (Lagarto Nobre) – Baseada em receita de Ronaldor com pequenas alterações:

– 1 peça de lagarto inteira e limpa

– alho, sal, cebola, pimenta do reino para temperar e marinar a carne

– 2 xícaras de vinho branco para a marinada

– água o quanto baste para cozinhar a carne

– 500g de muçarela fatiada

– 400g de milho verde congelado ou em lata (2 latas)

– 2 latas de creme de leite (ou 600g de creme de leite fresco)

– 200ml de leite

– 2 col. (sopa) de maizena

– noz moscada, sal e pimenta do reino a gosto para temperar creme

 

Modo de Preparo:

1- Marinar a carne com os temperos e vinho (calcular cerca de 1 col rasa de sopa para cada quilo de carne). Deixar marinar por pelo menos 2 horas.

2- Esquentar o óleo na panela de pressão. Selar (fritar até dourar) a carne. Acrescentar água e a marinada para cozinhá-la em panela de pressão por cerca de 1 hora. Desligar e retirar a carne do caldo.

3- Fatiar a peça de carne finamente, se possíve com uma faca elétrica, sem cortá-la até o final.

4- Colocar o lagarto em um pirex. Cobrir cada fatia de carne com uma fatia pequena de muçarela. Reservar.

5- Para fazer o molho, bater o milho no liquidificador com o caldo da carne. Refogá-lo e adicionar o leite. Se estiver muito líquido acrescentar um pouco de maizena diluída em um pouco do creme. Desligar e acrescentar o creme de leite e ajustar o tempero.

Lagarto como fazer6- Despejar o creme sobre o lagarto e levar ao forno pré-aquecido a 210 graus até levantar fervura. Sevir imediatamente.

Nota: esta receita rende bastante, servindo cerca de 12 pessoas, dependendo do tamanho do lagarto. Se preferir, separe em porções menores.

Bom apetit!