Arroz e feijão é o mais brasileiro dos pratos e um dos mais saudáveis também! Que tal revisitá-lo?

“Hoje tenho o prazer de apresentar a mais nova coluna do nosso Blog: Vida Saudável. Nela, uma grande amiga e parceira profissional de longas datas escreverá receitas e dicas para termos uma alimentação deliciosa e extremamente saudável. O seu desafio será mostrar-nos que comida saudável é saborosa e que podemos incluí-la no nosso dia-a-dia, sem perder o prazer! Arroz com Feijão Releitura

Seja bem-vinda, Valéria Rubio. Como é bom trabalhar com pessoas amigas e do bem! – Letícia Villela”

Todo mundo tem sua preferência na hora de comer este duo maravilhoso, não só em termos de sabor, mas nutricionalmente falando. Uns gostam do feijão com caldo, outros sem, com arroz queimadinho, com farofa, com banana, com laranja, enfim de muitos jeitos. Pena que o brasileiro está abandonando este prato e o trocando pelos industrializados! Para inaugurar a minha participação no blog destas meninas fantásticas, vou dividir uma receita muito saudável que revisita este clássico, fazendo uma homenagem ao arroz com feijão .

Vocês conhecem o feijão azuki? É rico em proteínas, fósforo, cálcio, ferro, potássio, zinco, fibras solúveis e vitaminas do complexo B. Tem uma característica interessante, pois fermenta menos do que os demais tipos de feijão. Além de auxiliar na formação dos ossos, ele é indicado para quem sofre de problemas renais, hipertensão e diabetes. Além disso, o seu sabor é suave perfeito para variar o cardápio.

Substituindo o arroz convencional, o  branco, faço um mix de grãos ( arroz integral, centeio em grão, trigo em grão, aveia, arroz vermelho, quinua) que a quantidade de fibras, vitaminas e minerais não dá pra comparar no caso do arroz branco. Acompanhando couve picadinha refogada e ovo poché. Que tal? Boa ideia, né?

Vamos as receitas:

Receita de Feijão Azuki com Mix Multigrãos, Couve e Ovo Poché

Para o Feijão Azuki:

– 1 xícara de feijão,

– 2,5 xícaras de água,

– 2 dentes de alho,

– 1 folha de louro e sal.

Este feijão cozinha mais rapidamente, este o único cuidado. Pra finalizar, regue o feijão com um fiozinho de azeite de oliva extravirgem hummmm!

Modo de fazer:

Cada um tem uma receita pra fazer feijão, esta é a minha : deixar o feijão de molho por algumas horas. Eliminar a água e cozinhá-lo com temperado com alho, folhas de louro e sal.  Em panela de pressão, 5 minutos depois da pressão, desligar e deixar a pressão naturalmente. Na panela comum, mínimo de 20 minutos. Quanto mais cozinha, mais o caldo engrossa!

Para os grãos:

O mix você pode comprar pronto ou montá-lo, comprando os grãos a granel e misturando a gosto.

– 1 xícara de grãos

– 1/2 de cebola picada

– sal a gosto

Modo de fazer:

Cozinhe os grãos como macarrão, porque cada grão tem um tempo de cozimento, se você esperar secar a água ou um grão poderá ficar duro demais e outro papa. Em uma panela ferva  4 ou 5 vezes a quantidade de água, acrescente meia cebola picada e sal. Quando a água borbulhar, acrescente os grãos, cozinhe em fogo baixo até que estejam macios. Você pode usar a água da fervura para fazer um caldo.

Para couve:

– um maço de couve,

– 2 dentes de alho,

– meia colher de chá de pimenta jalapeño e sal.

Modo de fazer:

Cortar a couve em fatias finas. Ferver duas xícaras de água, em um recipiente coloque a couve e regue a água quente sobre ela. Deixe por alguns minutos e descarte a água. Temperar com pimenta e sal. Em uma panela refogue 2 dentes de alho em azeite de oliva extravirgem ( um pouco mais que uma colher de chá), acrescentar o couve misturar bem e refogar por 2 ou 3 minutos.

Para o Ovo poché:

Pra quem não tem o acessório culinário, ensinarei uma solução caseira. Cubra um prato fundo com uma quantidade de filme plástico que deixe uma pequena parte para fora. Unte com azeite de oliva extravirgem. Quebre o ovo no centro do prato e com as pontas do plástico, faça uma trouxinha. Em uma panela ferva uma quantidade de água tal para cobrir a trouxinha, adicione sal, quando estiver borbulhando, mergulhe a trouxinha por 4 minutos (melhor usar um cronômetro) e fique mexendo o tempo todo, por 2 motivos: 1 pra não doer/queimar a mão e pra que a água aqueça o ovo todo! Dá trabalho, mas fica tão gostoso e bonito que vale a pena!

Pronto, uma receita antiga com cara de nova, nutritiva que dá pra manter a forma! Espero que gostem, tenho muitas receitas mais pra compartilhar!