Natal à brasileira com sobremesa de cupuaçu!

Creme de Cupuaçu com castanha do para Natal

É Nataaal!!!!

Creme de Cupuaçu com castanha do para Natal

 

 Sabe quando os dias já tem cheirinho de natal? Aqui em casa (ato falho: na casa dos meus pais) já está neste clima. Todos mais festivos, mais animados, mais amorosos. Da cozinha, vem aromas que me fazem viajar em minhas memórias. Encontros com os amigos, visita à familiares. Tudo me faz ter um fascínio especial por este período. Estar em Belo Horizonte me encanta mais ainda. Engraçado como estranhamente no meu coração tenho certeza que não volto a morar aqui, mas me sinto revigorada a cada volta. São as montanhas…

E sempre falta tempo.

Pela primeira vez na minha vida, não passarei o Natal aqui. É estranho. Quebra de paradigmas. Sou piegas. Achei estranho. Mas será bom. : /

Por sorte – foi mais por coincidência que por juízo – conseguimos nos reunir neste fim de semana anterior. Foi um Natal antecipado.

Uai! Tá ficando bom: 2 Natais em uma semana. Troca de presentes, piadinhas sem graça, e uma bela ceia. Tudo como deve ser.

Quem diria… não foi desta vez que não tive Natal em BH. Tive, mesmo que na data errada.

Para brindar esta época tão especial, divido com você a sobremesa que servimos neste encontro. Algo bem brasileiro e delicioso: Creme de Cupuaçu com Castanhas do Pará. Ouse. MUde. Quebre seus paradigmas. Mas não mude a essência. Não mude data do Natal, faça esta sobremesa! : D

Boas festas!!!

Creme (ou sorvete) de Cupuaçu com Castanhas do Pará
Print
Ingredients
  1. - 5 pacotinhos de polpa de cupuaçu
  2. - 1 xícara de açúcar
  3. - 2 latas de leite condensado
  4. - 3 latas de creme de leite sem soro
  5. - 100g de castanha-do-pará picadas finamente
Instructions
  1. 1- Colocar a polpa e o açúcar em uma panela e levar ao fogo brando para cozinhar por cerca de 20 minutos até soltar da panela como brigadeiro mole. Ele fica com o tom levemente dourado. Colocar para esfriar.
  2. 2- Despejar o leite condensado e creme de leite em uma batedeira ou liquidificador. Acrescentar o doce de cupuaçu já frio. E bater até ficar um creme firme.
  3. 3- Despejar na vasilha que você servirá e salpicar castanha-do-pará.
  4. 4- Levar à geladeira até a hora de servir.
Notes
  1. 1- Você pode utilizar o doce de cupuaçu já pronto se for fácil em sua região.
  2. 2- Você pode aumentar a quantidade de castanhas-do-pará e alternar as camadas: doce, castanha, doce, castanha. Vasilhas individuais dão um charme especial.
  3. 3- Neste calor, leve este creme ao congelador. Ele virará um sorvete especial!
Adapted from Receita da D. Alfa, vizinha da minha mãe em BH
Adapted from Receita da D. Alfa, vizinha da minha mãe em BH
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Chutney de Manga com Damascos para presentear amigos e para perfumar sua ceia de Natal!

Chutney de Manga

Chutney de MangaPromessa de Mamãe Noel é dívida! Conforme prometido e dando continuidade às nossas dicas de presentes e receitas especiais para as festas de fim de ano, hoje a dica é esta receita de Chutney de Manga super fácil e que dá um toque especial à sua ceia ou pode ser um ótimo presente para aqueles que você ama!

Se você nunca fez chutney, sugiro que experiemente esta receita. Acredito que você entrará no maravilhoso mundo das conservas! Práticas, saborosas e curingas!!!

Este chutney é um acompanhamento maravilhoso para o tender fizemos aqui e combina muito com pratos mais picantes, como os com curry, carnes de porco. Funciona até mesmo como acompanhamento de queijos. É realmente super versátil!

Sucesso garantido. Experimente e compartilhe!

Nesta receita, substituí a tradicional uva passa por damasco picadinho. Mas você pode utilizar o que estiver disponível  na sua dispensa. Eu gosto muito do sabor que o damasco acrescenta.

Boas Festas!

Chutney de Manga e Damascos
Print
Ingredients
  1. 2 mangas palmers
  2. 6 damascos secos
  3. 1 cebola
  4. 1 dente de alho
  5. 1 pimenta dedo de moça
  6. 2 colheres sopa de gengibre ralado
  7. 1 rama pequena de canela
  8. 1 anis estrelado
  9. 2 cravos da índia
  10. 1/4 de xícara de açucar mascavo
  11. 1/4 de xícara de vinagre de maçãs
  12. 1/4 de xícara de água
  13. Sal e pimenta do reino
Instructions
  1. 1- Picar as mangas, damascos, cebola, alho e pimenta em cubinhos pequenos.
  2. 2- Colocar todos os ingredientes em uma panela e levar ao fogo médio para cozinhar até obter uma textura próxima à geléia.
  3. Está pronto!
  4. Se for presentear, coloque em vidros previamente lavados e esterelizados. Eles podem durar cerca de 3 meses.
Notes
  1. Você pode dosar a pimenta conforme seu paladar. Aqui em casa adoramos pratos picantes, mas esta quantidade deixa com um nível médio.
  2. Para esterelizar os vidros, forrar o fundo de uma panela com um pano de prato limpo, colocar os vidros, encher de água de deixar ferver por cerca de 15 minutos nesta água abundante. Escorrer e colocar o chutney.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

 

Love me, Tender… O Natal está chegando e o Tender voltou. Oba!

Tender classico natal

Tender classico natalEu também sou da turma que ama Natal! Desde criancinha. Gosto do clima festivo, gosto do clima (aquele calor chuvoso…), gosto dos ingredientes que voltam a ficar disponíveis nos mercados, enfim… gosto de tudo um pouco. Uma das opções que dá as caras é o Tender. Gostaria de começar uma campanha para que ele fique para sempre! #euamotender

Acho uma opção super prática que pode funcionar como petisco, prato principal, recheio de sanduíche, parte de uma salada… um coringa de fato. É prático mesmo. Até quem não sabe cozinhar, pode arriscar-se!

Assim que apareceu no supermercado, lá fui eu atacá-lo!

Como acompanhamento fiz um chutney de manga, que amo (já, já posto a receita e algumas ideias). Mas pode comprar já pronto.

Para o tender, fiz a receita mais tradicional. Acredito que é importante respeitar os clássicos. Claro que gosto de inventar (inclusive com o tender), mas tem tradição que nem precisa. É bom e ponto.

Neste dia, comemos, acompanhado por uma salada verde. Mas, para o Natal, vale caprichar na salada, fazer um couscous, por exemplo aquela receita que a Val postou aqui, ou arroz especial… mas fique tranquilo, ao longo deste mês daremos algumas dicas para você dar um show nas festas de final de ano!

Um brinde!

Receita Clássica de Tender com molho de tangerina
Print
Ingredients
  1. - 1 tender bolinha (em torno de 1 – 1,2kg)
  2. - suco de 2 tangerinas
  3. - cravos, o quanto baste
  4. - 2 colheres de sopa de mel
  5. Utensílio que facilita a vida: saco próprio para assar (dá para fazer sem, mas suja menos)
Instructions
  1. 1- Fazer cortes leves cortes na horizontal e vertical do tender, apenas para marcar e, em cada cruzamento, colocar um cravo. Passar o mel sobre a superfície do tender e colocar no saco para assar.
  2. 2- Dentro do saco, colocar o suco de tangerina e fechar, deixando um furinho para passar o vapor.
  3. 3- Levar ao forno pré-aquecido a 180 graus e assar por cerca de 40 minutos.
  4. 4- Está pronto! O suco de laranja vira um delicioso molho de acompanhamento. Confira se está muito líquido. Em caso positivo, colocar em uma panela para reduzir um pouco e engrossar o molho. Não utilizo espessantes como farinha de trigo ou amido de milho, mas pode ser uma opção.
  5. Sirva com o acompanhamento que preferir.
  6. Boas Festas!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Feliz Dia das Mães e uma receita de Camarão para comer ajoelhada!!!

Camarão empanado com Coco

Camarão empanado com CocoEsta história de mudança é sempre corrida…acaba falando tempo para fazermos coisas que adoramos. Mas aos poucos, a vida vai entrando num ritmo mais normal… ainda estou em um quarto de hotel com as meninas e meu marido com o caos instalado e pouco tempo e espaço (nenhum na verdade) para cozinhar… 

Com esta história, se não fosse a Valéria, o Blog estaria abandonadinho. Mas nos desdobramos em várias, literamente, para uma poder cobrir a outra e para que consigamos escrever e administrar as funções de mãe, mulher, profissional, amante e foodlover!!!!

Por isso, hoje resolvi ligar o computador às 3h da manhã (pós acordada da minha filha de 7 meses que está com dentinho nascendo…) para escrever este post aqui.

Antes de mais nada, FELIZ DIA DAS MÃES!!!!!!!!!!!!!!!! Tenho que render homenagem à minha mãe, minha inspiração, referência e apoio, minha sogra, parceira de muitos momentos especiais,  mãe que ganhei de presente pela vida. Ambas nosso apoio em momentos críticos! Vocês são heroínas!!!! E à minhas filhas que me permitiram apreender o que é ser mãe. Tem que viver… não dá para explicar. Merci!

Deixo aqui uma receita super fácil mas de sabor incrível! Quem sabe os filhos de plantão não resolvem fazer rapidinho para surpreender sua mãe.

Camarão Empanado com Coco
Print
Ingredients
  1. - 800g de camarão grande descascado (apenas com rabinho) e limpo.
  2. - 1 limão
  3. - 3 ovos ligeiramente batidos
  4. - 1 xícara de farinha de trigo (para quem tem intolerância a glúten, pode substituir por fécula de batata, amido de milho)
  5. - 250g de coco seco em flocos, sem açúcar
  6. - sal e pimenta à gosto
  7. - óleo da sua preferência para fritar (o óleo de coco dá um toque especial!)
Instructions
  1. Pegar o camarão, passar em água corrente rapidamente (se ele não estiver limpo, retirar casca e aquele fiozinho preto - o intestino dele). Temperá-lo com limão, sal e pimenta. Reservar.
  2. Separar 3 vasilhas. Colocar os ovos levemente batidos com um pouquinho de sal e pimenta em uma vasilha. Em outra, colocar a farinha de trigo temperada com sal e pimenta. Na terceira, colocar o coco em flocos.
Pegar cada camarão pelo rabinho e empane da seguinte forma
  1. 1- Passe-o pelos ovos, escorra o excesso.
  2. 2- Passe-o (já coberto pelos ovos) pela farinha.
  3. 3- Passe-o pelos ovos novamente e retire o excesso.
  4. 4- Passe-o pelo coco. Reserve e um prato.
  5. Enquanto finaliza este processo, aqueça o óleo. Quando estiver quente, colocá-lo cuidadosamente o camarão na panela e deixe-o dourar.
  6. Voilá! Sirva quente!!!
  7. Nesta foto, servi como acompanhamento em um prato que tinha moqueca de camarão e arroz branco.
  8. Mas adoro serví-lo sozinho. Para acompanhá-lo, faço uma calda rápida de alguma fruta mais azedinha (tamarindo, pitanga funcionam super bem).
  9. Para a calda: 1 xícara de polpa da fruta e 1/2 xícara de açúcar.
Notes
  1. Não é o camarão pistola, mas se quiser fazer com ele, calcule cerca de 3 por pessoa. Pode-se fazer com o camarão menor também, tudo depende de quanto pode gastar.
  2. Você pode fazê-lo naquelas máquinas que fritam sem óleo.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

 

 

Salada de beterraba, porque é Natal!

Chegou o Natal! Bom, quase! Ok, nesta época do ano damos férias às saladas e comidinhas leves, mas estou aqui pra lembrar que pra aguentar a maratona das festas, precisamos de combustível do bom! Então, que tal uma salada de beterraba assada? Ela contém uma boa quantidade de ácido fólico que  faz dela um alimento interessante para o sistema imunológico e para a formação de glóbulos vermelhos. Além disso, contém: sódio, que protege o organismo contra a perda excessiva de líquido, potássio, necessário para a atividade muscular normal, zinco, essencial aos tecidos cerebrais, e magnésio, regula as funções musculares e nervosas. Perfeito para esta época! Bom, chega de churumelas e vamos a receita: 0,5 kg de beterrabas, 30g de amêndoas picadas, suco de 1 limão, uma cebola pequena picada, azeite de oliva virgem, sal a gosto.

Modo de fazer:

Compre beterrabas do mesmo tamanho de preferência pequenas. Embrulhe-as ( com o lado brilhante virado pra dentro, tive uma aula outro dia sobre isso, pena que não conseguiria reproduzir rsrs) e as disponha em uma assadeira em fogo baixo. O processo é demorado! Elas estarão prontas quando espetar um garfo e estiverem tenras ( depende do seu forno, mas normalmente mais de 40 minutos, demora, mas vale a pena!). Em uma frigideira, coloque as amêndoas cortadas e o azeite, acenda o fogo mais baixo que  tiver no fogão e fique de olho, porque quando começar a “soltar” um aroma de amêndoa forte, desligue e tire imediatamente do fogo e do fogão. Eu não gosto da acidez da cebola, pra mim fica meio indigesta, por isso, eu faço o seguinte depois que as cortei em cubinhos: em uma panela fervo um pouco de água, enquanto isso, coloco outro tanto de água gelada em um refratário ou assadeira, acrescente cubos de gelo e reservo. Quando a água da panela estiver borbulhando, jogo sobre a cebola cortada, passo em água corrente potável e coloco no refratário com água fria até resfriarem (isso evita que continuem cozinhando e assim continuem crocantes) .

Depois de assadas e frias, corte as beterrabas em fatias finas. Misture o azeite e as amêndoas com suco de limão, a cebola e tempere com sal. Tempere as beterrabas, caso queira causar na ceia ou no almoço sirva como entrada como fiz na foto abaixo, caso contrário, deixe no recipiente bem bonito pra galera experimentar e não acreditar no sabor, huumm delicioso , porque beterraba assada é muito mais gostosa. Dúvida? Faça, prove e  aprove. Feliz Natal!!!!! Beijos pra todos!

SAM_0438

Felicidade tem cheiro de Natal 2: receita especial de Peru para sua ceia

Peru de Natal como fazer

Peru de Natal como fazerHá muito tempo não curtia tanto os preparativos do Natal. A casa está tomada pelo cheiro de um bolo que amamos e será meu presente para as famílias que passam conosco. A receita? Está aqui.

Muita gente tem dúvida de como fazer um peru assado. O grande medo é que ele fique seco. Por isso, hoje, a receita é o tradicional Peru de Natal.

Confira o passo-a-passo para prepará-lo e deixá-lo bem macio e saboroso.

 

 

Peru de Natal com Escamas de Damasco e com Farofa mais que especial
Print
Ingredients
  1. - 1 Peru (ele já vem temperado, mas você pode (e deve) incrementar este tempero com uma vinha d’alhos)
  2. - 6 fatias finas de bacon
  3. - 50g de manteiga
  4. - folhas de salsão
Para a vinha d’alhos
  1. - 1 garrafa de vinho branco seco
  2. - 2 dentes de alho picado miúdo
  3. - 1 colher de sopa de sal
  4. - folhas de salsão e alho poró
  5. - pimenta do reino à gosto
Para a farofa
  1. - 150g de bacon picado miudinho
  2. - 100g de manteiga
  3. - miúdos do peru
  4. - 6 ovos
  5. - 1 cebola grande picado miudinho
  6. - 3 dentes de alho picados miúdos
  7. - 3 tomates picados miudinhos
  8. - 1/2 molho de cheiro verde (salsinha e cebolinha) picado miudinho
  9. - 150g de castanha do pará picadas miudinhas
  10. - 300g farinha de milho branco em flocos (você poderá usar outra farinha como a de mandioca, de pão etc)
  11. - azeitona à gosto
  12. Utensílios: tabuleiro, papel alumínio, palito e barbante
Decoração
  1. - 150g de damascos abertos (partir ao meio preservando o formato circular)
  2. - 1 colher de sopa de mel
  3. - frutas diversas como: kiwi, figos, pêssego, uva, maçã, ameixa, carambola, morangos
Instructions
  1. 1- Descongelar o peru, retirar os miúdos que ficam em um saquinho na sua parte interna.
  2. 2- Fazer a vinha d’alhos misturando todos os ingredientes e colocar o peru e seus miúdos para ajustar o tempero por cerca de 12h.
  3. 3- NO DIA: Preparar a farofa. Colocar os pedacinhos de bacon para fritar, sem óleo. Ele soltará o próprio óleo. Deixar ficar bem dourado. Retirar apenas o bacon (deixar a gordura). Fritar os miúdos. Acrescentar a cebola, alho, tomate e deixar refogar levemente. Reservar.
  4. 4- Derreter a manteiga, fritar os ovos, mexendo-os sempre. Reservar.
  5. 5- Retornar com todos os itens já fritos, acrescentar demais ingredientes (exceto o cheiro verde). Deixar torrar um pouco. Ajustar tempero. Desligar e acrescentar o cheiro verde.
  6. 6- Rechear a parte interna do peru com esta farofa (lembrar de encher também pelo espaço do pescoço). O que sobrar da farofa, siva em uma vasilha à parte.
  7. 7- Envolver as pontas com papel alumínio (asas, rabinho) para não queimar. Prender a ponta das coxas para não abrir ao assar.
  8. 8- Em um tabuleiro, abrir um grande pedaço de papel alumínio, suficiente para cobrir todo o peru. Forrá-lo com salsão.
  9. 9- Sobre o salsão, colocar o peru, regá-lo com um pouco da vinha d’alhos (2 conchas). Prender as fatias de bacon sobre o peito com palitos, fechar com o papel alumínio para conservar o vapor.
  10. 10- Assá-lo em forno pré-aquecido à 180 graus por cerca de 2:30 horas, regando-o sempre com a vinha d’alhos a cada 30 minutos.
  11. 11- Após este período, retirar a cobertura do papel alumínio, retirar as fatias de bacon, besuntar de manteiga (pincelá-la sobre toso o peito e coxas) e deixar dourar (cerca de 30/40 minutos).
  12. 12- Após assado, transfira para a vasilha que será servido. Decore com as frutas ao seu redor.
  13. 13- Pincele o peito com a colher de mel e coloque as escamas de damasco. Esta colocação deve ser feita de forma ordenada, na mesma direção (começar pelo lado do pescoço).
Notes
  1. Para acompanhá-lo, arroz com amêndoas, marron glacê ou até um molho rosé picante ou mesmo um molho de mostarda e mel… na verdade, o mais importante neste dia é servir coisas que fazem bem para o corpo e para a alma!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
Boas Festas!!!

Felicidade tem cheiro de Natal: receita especial para ceia – parte1

Coroa de Costela de Porco

Coroa de Costela de PorcoJingle bells, Jingle bells, jingle all the way…

Eu sou simplesmente apaixonada pelo Natal. Por tudo.

Sim, é muito corrido. A gente tenta fazer mil coisas e, ao final, normalmente acaba exausto. Mas é um esgotamento deliciosamente prazeroso…

Não ache que mudei de tema, não. Estou falando da correria das celebrações, daquela vontade de demonstrar para os amigos o quanto eles fazem diferença em nossas vidas, daquele clima quente e chuvoso, daquele cheirinho delicioso das especiarias e das comidas!

Áh! As comidas… isso é um caso a parte.

Lá em casa, sempre tem aqueles pratos tracionais e alguma inovação, que se faz sucesso, entra no cardápio do ano seguinte. Mas você acha que sai alguma coisa do cardápio??? Nada! Ou seja, só aumenta a comilança!

Se você faz parte da turma que adora cozinhar no Natal, nesta semana, teremos 3 receitas especiais para tornar sua ceia ainda mais deliciosa. Vamos à primeira:

Um dos pratos que fiz há alguns anos e que faz sucesso tanto para o Natal como para a ceia do Ano-Novo é a Coroa de Costela de Porco. É prática (tem muito ingrediente, mas é fácil de fazer), saborosíssima e ainda enfeita a mesa!

Receita de Coroa de Costela de Porco com crosta de castanhas e ervas

– 1 peça de costela de porco com o lombo (normalmente pedimos ao açougueiro uma coroa de costela com lombo) com cerca de 4 – 5kg. O segredo está nesta peça. Se você tem um açougueiro de confiança e que já faça o tempero, pode pedir à ele que a peça já venha temperada.

Para a vinha d’alhos (tempero):

– 1 garrafa de vinho branco seco de sua preferência

– 1 cabeça de alho (cerca de 8 -10 dentes), descascado e amassado ou picado

– pimenta do reino e sal a gosto (para referência, utilizo 1/2 colher de sopa de sal/kg de carne… tem pessoas que chegam a 1 colher/kg)

-1 colher de chá de cominho

– 1 anis estrelado

– 2 a 3 zimbros

– folhas de salsão

– 1 ramo de alecrim

– 1 folha de louro

– folhas de alho poró

– 1 cebola triturada ou picada miudinha

– raspa de 1 limão

Para a crosta:

– 100g de xerém de castanha de cajú (é aquela triturada grosseiramente)

– 4 pães franceses triturados grosseiramente

– 1 dente de alho picado miudinho

– 1 colher de sopa de ervas finas (herbes de provance) secas.

– cerca de 3 colheres de sopa de azeite (o suficiente para unir a mistura)

– sal e pimenta do reino a gosto

Materiais e Utensílios: papel alumínio, barbante (ou elástico próprio para assados) e tabuleiro para assar.

 

Modo de preparo:

1- Antes de mais nada verifique, se possui tabuleiro e papel alumínio para o preparo e se a grade do forno está na altura adequada para colocar a peça.

2- Se você não comprou a carne já temperada, 1 dia antes de assá-la, faça a vinha d’alhos, misturando todos os ingredientes listados, e coloque a carne para pegar o tempero. Esta mistura de carne e temperos deverá ficar na geladeira até a hora de assar. Portanto, você pode acondicioná-la em um saco plástico resistente ou em uma vasilha fechada.

3- Outra observação sobre a carne: se você comprou apenas a costela com o lombo sem que ela esteja preparada para formar a coroa, corte entre os ossos da costela, retirando a carne entre elas, deixando o ossinho solto em cima. Faça cortes leves e superficiais no lombo na direção dos vãos da costela. Tudo isso, para que você possa fechar um círculo, formando a coroa. Lembro que você pode pedir isso ao seu açougueiro.

NO DIA: 

4- Pré-aqueça o forno em 220 graus.

5- Forre o tabuleiro com papel alumínio em quantidade suficiente que você consiga fechá-lo depois que colocar a carne. Unte com um pouco de óleo acondicione a carne, unindo as pontas para formar a coroa. Amarre-a com um barbante. Enrole um pedacinho de papel alumínio em cada ossinho da costela para não queimar. Despeje duas conhas da vinha d’alhos e feche o papel alumínio por toda a carne.

6- Asse em forno pré-aquecido por cerca de 3h30min. Deixe assar as primeiras 2h, sem abrir. Depois, a cada 30 min, abra e regue com mais um pouco da vinha d’alhos, feche e volte para o forno. Quando completar 3h30, passe para a próxima etapa:

7- Enquanto assa, misture todos os ingredientes da crosta e reserve.

8- Após 3h30 de carne ao forno, abra o papel alumínio, coloque a mistura para crosta em volta do lombo, pressionando levemente para grudar e cobrindo toda a carne. Volte a carne, sem fechar o papel alumínio por mais cerca de 1 hora ou até ficar dourado.

Para acompanhar, você pode fazer legumes salteados, purê de maçã, chutney de manga ou geléia de abacaxi com pimenta.

Boas festas!

Presentes de Natal Personalizados

Eu adoro presentear com comida. E ainda mais quando eu mesma preparo!

Mas, além do carinho do preparo a embalagem diz muito. O cuidado com que envolvemos aquilo de nos custou algumas horas na cozinha também demonstra afeição, apreço pela pessoa que receberá o presente.

Mesmo que você não tenha muito dotes para preparar estas guloseimas aqui, ou estas e tantas outras para presentear e resolva comprar algo pronto, você poderá dar o seu toque pessoal amarrando uma fita diferente, um galho de erva fresca, uma colherinha de bambu, fazendo uma etiqueta personalizada, ou mesmo um cartão escrito a mão com a receita do simples bolo de caneca!

Que tal tentar e deixar seus presenteados ainda mais felizes e surpresos com tanto afeto!

Aqui deixo algumas fotos com idéias lindas que ainda dá tempo de fazer!

xmas food1xmas food4xmas food2christmas food tags photo2xmas food3

Coelhinho da Páscoa o que trouxestes prá mim???

ovos de pascoaSe você anda prá lá a prá cá pensando o que vai fazer com tanto chocolate espalhado pela casa, não se desespere! 10 entre 10 casas tem um excesso enorme de chocolate pós Páscoa. E, principalmente, as casas onde habitam crianças e que não deveriam comer tanto chocolate.

Eu sempre achei – e coloco em prática este pensamento aqui em casa – que o coelhinho deveria trazer mais brinquedos e menos doces… Ah! Mas é Páscoa, diriam uns. O problema é que não é só na Páscoa, pois a despensa está cheia de guloseimas em qualquer época do ano. E uma barra de chocolate que ali está nada difere do ovo de chocolate…

Foi pensando nisso que eu pensei em escrever este post. Para que ninguém seja obrigado a comer os intermináveis “tecos” de ovo de chocolate que ficam espalhados pela casa de uma vez só bolei umas idéias de reaproveitamento para o excesso da Páscoa. Mas vale lembrar que continua sendo chocolate. Só que apresentado de uma maneira diferente. Por isso, muita calma nessa hora! E outro detalhe muito importante: só vale este excesso se o chocolate for de boa qualidade!

 

Dica #1 – Separe os restos de chocolate por categorias: [recheados, empipocados e similares], [ao leite puro], [branco], [amargo e semi-amargo]

Dica #2 – Se o ovo é recheado, empipocado, cheio de firulas, não há muito o que fazer. Sugiro quebrá-lo em pedacinhos e colocar sobre um sorvete de creme

Dica #3 – Para cada 250gr de chocolate ao leite ferva 250 ml de leite + 200 ml de creme de leite e misture até derreter. Fica um delicioso chocolate quente cremoso

Dica #4 – O chocolate branco pode ser utilizado em pedacinhos nos cookies, receita aqui ou batido com leite e morangos para fazer um “milkshake” milk shake

Mas é o chocolate meio amargo ou amargo que vai ganhar um destaque delicioso neste post. Uma vez comi um prato delicioso num curso que fiz no Sesc Tirandentes durante o Festival Gastronômico daquela cidade. Um  filé mignon deliciosamente coberto com um molho de chocolate com pimenta.

E este é o delicioso presente de Páscoa que eu deixo para vocês. Dá próxima vez, escrevam uma carta para o coelhinho pedindo mais presentes assim!!!!

 

file chocolateChateaubriand ao Molho de Chocolate com Pimenta (Serve 4)

 

4 x 200 gr do centro do filé mignon

sal e pimenta a gosto

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 cebola pequena picada

1 dente de alho picado

1/2 de colher de chá de pimenta calabresa em flocos (reserve alguns flocos para decorar)

5 ramos de tomilho, 4 são para decorar

125 ml de vinho tinto

250 ml de caldo de carne

80 gr de chocolate meio amargo puro

50 ml de creme de leite fresco (opcional)

 

Tempere os filés com sal e pimenta. Aqueça o forno a 200 graus.

Em uma frigideira que possa ir ao forno, ou uma grelha, coloque 1 colher de sopa de azeite e grelhe os filés por 3 minutos de cada lado. Leve os filés para o forno pré aquecido por 5 minutos para uma carne ao ponto.

Em uma panela coloque o restante do azeite e refogue a cebola e o alho. Junte a pimenta o tomilho e refogue por mais 1 minuto. Acrescente o vinho, o caldo de carne e o chocolate e deixe ferver, mexendo sempre, até que o chocolate derreta. Abaixe o fogo e cozinhe por 5 minutos.

No momento de servir, retire os filés do forno. Coe o molho e acrescente o creme de leite (se for usar). Prove e corrija o sal. Cubra os filés com o molho de chocolate e decore com flocos da pimenta calabresa reservado e um raminho de tomilho.

Sirva com batatas gratinadas ou polenta cremosa.

 

 

Feliz Ano Novo com “O Pote da Fortuna”

Estava aqui confabulando com as minhas memórias e lembrei que no ano passado, nesta altura do campeonato eu estava entre caixas, malas, mudanças e escrevendo uma receita de lentilhas para o ano de 2012.

Este ano, já com a vida ajeitada, muito mais sossegada depois de uma semana tsunami antes do Natal fiquei pensando como seria meu ano novo. Claro que nada trivial, 7 ondas, caroços de uva, flores para Iemanjá… Quando o sino tocar as 12 badaladas estarei, provavelmente, na fila de embarque de um vôo no aeroporto de Cumbica. Do jeito que eu gosto! Rumo às férias! *Só espero que a torcida do Corinthians não apareça por lá!*

Mas queria antecipar a tradicional comemoração. Como aqui em casa não seguimos muito as regras eu pensei: – “Por que não comer lentilhas hoje mesmo? Afinal, acho que não encontrarei nada parecido no aeroporto!” Além do que esta leguminosa é hors concours por aqui. Desde muito pequeno ensinei ao meu filho que as lentilhas são moedas de ouro. O bichinho devora cada grão! E tem tudo a ver com o pote a fortuna que eu estava pensando em preparar.

Esta receita é da sempre maravilhosa Diva da Cozinha Nigella Lawson. Eu adaptei um pouquinho pois queria fazer a apresentação parecer um potinho da fortuna. Sabe aquele cheio de mandingas e afins? Alho, pimenta, pé de coelho… Esta cumbuca representa sorte, paz, amor e fortuna. E que venha 2013!

 

Pote da Fortuna (Serve 4 – se a sua turma for grande pode dobrar ou triplicar a receita sem problema!)

 

Azeite de oliva, o quanto baste 

1 cebola pequena cortada em cubinhos

1 cenoura cortada em cubinhos

2 dentes de alho picado

250 gr de lentilhas ( a receita original pede lentilhas Puy – são melhores e mais firmes, mas eu usei a nossa lentilha nacional)

1 ramo de tomilho

1 ramo de salsinha

1 folha de louro

100 ml de vinho branco

300 ml de caldo de legumes ou água

2 chalotas picadas finamente

4 colheres de sopa de vinagre de jerez

sal e pimenta o quanto baste

sementes de 1 romã

2 colheres de sopa de ciboulete picada

 

 

Em uma panela média aqueça 2 colheres de sopa de azeite de oliva. Acrescente a cebola, a cenoura e o alho e salteie por 3 minutos, sem deixar dourar. Junte as lentilhas, as ervas e o vinho branco. Deixe ferver para que o alcool evapore e acrescente o caldo ou água. Cozinhe em fogo médio por 20 minutos ou até que todo o líquido seja absorvido. Mas atenção: as lentilhas devem ficar  al dente. Não cozinhe muito pois elas ficaram empapadas.

Retire as ervas e coe caso haja algum líquido. Em uma tigela misture a chalota, o vinagre e azeite de oliva. Tempere com sal a pimenta. Coloque este vinagrete sobre as lentilhas e sirva em potinhos ou ramequins. Coloque as sementes de romã e a ciboulete sobre as lentilhas com muita fé e pensamento positivo. Sirva morno e coma 7 garfadas em um pé só!

 

Feliz Ano Novo!!