Bolo especial de frutas e castanhas para um Feliz Natal!

Bolo Especial de Natal com frutas secas e castanhas

Bolo Especial de Natal com frutas secas e castanhasQuerido Papai Noel (e leitores mais que queridos)

Sei que não fui a escritora mais assídua neste blog nos últimos meses. Que muitas vezes não me comportei bem, deixando-me vencer pelo cansaço e não fotografei aquela receita perfeita.

Mas, para compensar um pouquinho, coloco aqui uma receita muito especial de Natal.

A escolha desta receita foi pelo sabor e pela simplicidade. Todo mundo consegue fazer mesmo! E o sabor é mais que especial, remete a carinho, conforto, como as lembranças que tenho  desta data.

Então, se você, como eu trabalhou um montão e ainda não conseguiu organizar os detalhes do seu Natal, esta receita vale muito a pena. Ah! E é um ótimo presente para quem você ama (se a preguiça ainda prevalecer, da próxima vez, pode encomendar de mim… rsrsrsrs).

PS: Só não vale ser o meu presente, Papai Noel!

Coloco abaixo a receita e deixo aqui meus carinhosos desejos de Feliz Natal e um Ano Novo ainda mais doce!!!!

Receita de Bolo Especial de Frutas e Castanhas

– 300g de castanhas dos pará

– 140g de ameixas pretas sem caroço

– 140g de damascos secos

– 150g de cereja em calda escorridas (sei que algumas pessoas não gostam, mas a cor é especial…)

– 140g de figos secos cortados pela metade

– 5g (uma colher de chá) de canela em pó

– 5g de cardamomo em pó

– 5g de gengibre em pó

– 1 colher de chá de baunilha

– 3 ovos

– 70g de açúcar mascavo (pode ser retirado da receita para quem não pode ingerí-lo, mas fica mais gostoso com…)

– 80g de farinha de trigo

– 1 colher de chá de fermento em pó

– 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

– Opcional: Chocolate amargo suficiente para decorar (uns 100g é suficiente)

Modo de Prepero:

Untar e enfarinhar uma forma de bolo inglês (aquela retangular que parece de pão de forma). Reservar. Pré-aquecer o forno a 180 graus.

Misturar as frutas e castanhas, acrescentar as especiarias,baunilha, os ovos levemente batidos, o açúcar, farinha, fermento e bicabornato. Misturar e incorporar tudo e espalhar pela forma.

Levar para assar por cerca de 1 hora ou até ficar firme e dourado. Retirar, deixar esfriar e desenformar.

Se quiser dar mais um toque, derreta o chocolate em potência média no microondas ou em banho maria. Faça o choque térmico do chocolate até chegar à temperatura de 29 – 30 graus (fria ao toque) e espalhe com a colher por cima do bolo. Fazendo pequenos risquinhos de chocolate.

Feliz Natal!!!!

 

Prepare-se para o Natal!

Ou para comer uma deliciosa sobremesa hoje mesmo!

Acho que esta é a primeira de uma séria de sobremesas para o Natal!

Este ano me candidatei para fazer a sobremesa para a Ceia de Natal lá em casa. Nem sei o porquê disso. Não sou doceira. Deveria ter levantado a mão na hora de me candidatar para o prato principal. Talvez fosse a saudade de ter passado os últimos 12 anos longe da bagunça e confusão que a minha família faz nesta época. Na verdade, esta saudade me recordou que no final das contas, a sobremesa, que ninguém queria fazer, aparecia em forma de pudim de leite condensado(!). É…  Foi isso mesmo que gerou a ansiedade em preparar a sobremesa!

Fiquei pensando no que eu poderia servir que causasse impacto e ao mesmo tempo agradasse ao paladar da família toda… Chocolate foi a resposta instântanea! E para não aparecer com um brigadeirão (afff!) fui remexer nos meus cadernos de receitas e achei a apostila do curso de bolos que fiz com a Luciane Oliveira. Conheci a Lu no México e logo de cara nos demos bem. Ela, uma doceira de mãos cheias e formada pela Le Cordon Bleu, me deu muitas dicas boas e um curso maravilhoso que será pauta para outro post. Além de uma receita maravilhosa de bolo daquoise e mousse de chocolate.

Esta sobremesa já foi tema de uma festa natalina. Um ensaio de despedida nos meus últimos dias no México. Ah, quantas boas lembranças! Só fazem esta torta ter um sabor ainda mais especial!

 

Bolo Daquoise e Mousse de Chocolate  e Nutella®( serve 8 ) – uma adaptação da receita da Lu Oliveira

Massa daquoise

115 gr de claras

40 gr de açúcar

100 gr de farinha de amêndoa

40 gr de farinha de trigo

115 gr de açúcar de confeiteiro

20 gr de cacau em pó 

Modo de fazer

Bater as claras em neve e aos poucos adicionar o açúcar, até formar um merengue firme. Peneirar as farinhas e o açucar de confeiteiro. Adicionar ao merengue e misturar rapidamente com uma espátula, com movimentos de baixo para cima cuidando para não perder o volume. Colocar em um saco de confeitar  e fazer um caracól sobre uma assadeira coberta com papel manteiga. Para facilitar o trabalho você pode usar a forma de fundo removível que vai usar para montar a mousse desenhar um círculo, 0,5cm menor que o fundo, sobre o papel manteiga para usar de guia. Depois cubra este círculo com uma camada de merengue  (foto) e preencha todo este círculo com a massa. Assar em forno a 180ªC até que as bordas estejam douradas.

Mousse de chocolate

500 ml de creme de leite fresco

1 gema

40 gr de açúcar

170 gr de chocolate meio amargo

1 pote de Nutella® (você pode usar o pequeno, mas eu recomendo o grande. É Natal, afinal de contas!) – reservar para a montagem

1 xícara de amêndoas sem casca torradas e picadas grosseiramente – reservar para a montagem

Chocolate meio amargo ralado para decorar – reservar para a montagem

Modo de fazer

Derreter o chocolate em banho maria ou microondas. Ferver 100 ml do creme de leite. Num recipiente bater a gema com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Misturar o creme de leite fervido sobre a mistura de gema pouco a pouco para não “cozinhar” e voltar ao fogo rapidamente, com cuidado para não queimar. Retirar o fogo e acrescentar a mistura sobre o chocolate derretido e fazer uma ganache. Transferir para um recipiente grande e deixar esfriar, misturando ocasionalmente para não formar uma nata. Na batedeira, bater o restante do creme de leite num ponto um pouco mais suave que chantilly. Misturar 1/3 do chantilly na mistura de ganache fria e misturar bem. Adicionar o restante do creme batido e misturar levemente para não perder volume até estar totalmente homogêneo.

Montagem

1. Colocar a base de daquoise na forma de fundo removível para montar a mousse (deve ter um espaço de aproximadamente 0,5 cm para ser coberto pela mousse e não aparecer a base (foto))

2. Cobrir a base com a Nutella espalhando bem.

3. Polvilhar as amêndoas picadas sobre a Nutella.

4. Colocar a mousse e passar uma espátula para alisar bem. 

Colocar no freezer por algumas horas ou em geladeira de um dia para o outro. Para soltar do aro use um maçarico ao redor ou um pano de prato umedecido  em água bem quente.

Se você não tiver um aro pode usar uma forma de fundo removível.

A delícia de uma homenagem…

Acabo de receber um e-mail da minha querida amiga Ana Lucia. Um e-mail maravilhoso onde ela faz uma segunda homenagem para seu pai. Linda e doída. Na primeira vez, ela fez a paella cuja receita está aqui. Agora ela escreveu um texto lindo que eu não poderia deixar de publicar aqui e compartir com vocês…

 

Ana, minha doce amiga. Hoje você faz o blog e ele está muito mais delicioso!

 

“Graças à gentileza da minha querida amiga Patricia, já apareci duas vezes aqui no Memórias Gastronômicas – na primeira, porque me meti na viagem dela para SanFrancisco (Pê, qual é a próxima viagem??) e, na segunda, porque resolvi me aventurar a fazer uma paella de presente de Dia dos Pais para meu amado pai. Fiquei devendo a foto da paella por muito tempo e agora resolvi pedir licença para não apenas publicar a foto, mas também falar um pouco sobre a deliciosa memória que essa paella deixou. 
Quando tive a ideia de fazer a paella e pedi a receita à Patricia, era porque já não sabia mais o que dar de presente a meu pai. E ele, como bom descendente de italianos, sempre apreciou muito comer bem e suas histórias muitas vezes envolviam a lembrança de sabores que havia conhecido ao longo de sua vida. Com a minha mãe ele aprendeu acozinhar (há controvérsias…rs) e, curioso, assistia programas, lia e foi desenvolvendosuas receitas, suas técnicas. E assim, comer em casa era uma delícia!
Até por conta disso, enquanto morei com meus pais, minha participação se limitava a passar pela cozinha para ver de onde vinha aquele cheirinho gostoso que eu estava sentindo e a comer!
Somente quando passei a morar sozinha, descobri que trouxe o gosto pela boa comida comigo e que não ia dar para viver de congelado e sanduíche. Aos poucos, passei a fazer minhas experiências – algumas deram certo, outras nem tanto – e fui curtindo isso cada vez mais, comprando acessórios de cozinha, lendo blogs (este inclusive, claro!) e fazendo cursos. Meu pai e minha mãe foram, obviamente, minhas primeiras “cobaias”.
Meu pai se surpreendeu com essa minha descoberta como cozinheira e não escondia oorgulho de ver a filha fazendo algo de que ele mesmo gostava e pedindo instruções e dicas. Até por isso, achei que fazer um prato de que ele gostava como a paella no Dia dos Pais era uma ótima ideia.

E foi! Com a valiosa ajuda da Patricia, para quem pedi a receita aos 45 minutos do segundo tempo, comprei os ingredientes e no Dia dos Pais de 2011 meu pai, minha mãe e eu nos reunimos na cozinha do meu apartamento para preparar a paella. Acabou sendo uma festa! Curtimos tudo, desde a preparação dos ingredientes, o momento de colocar na panela e, enfim, a hora de saborear! Ele ficou muito feliz e a paella ficou uma delícia!!! 

Depois dessa vez, repetimos a receita no Reveillon seguinte e já fazíamos planos defazê-la de novo no Dia dos Pais deste ano.
Infelizmente, não tivemos essa oportunidade. Na verdade, o Dia dos Pais de 2011 acabou sendo o último que passei junto com meu pai. A falta que ele faz é enorme, mas a lembrança dessa paella me faz ter certeza da sorte que tive de viver momentos como este ao lado dele. E, se como diz Leonardo da Vinci, “para estar junto não é precisoestar perto, e sim do lado de dentro”, meu pai sempre estará junto de mim, dentro demeu coração e nas minhas memórias, inclusive as gastronômicas!”

Sobremesa azedinha para um pai muito doce!

Quando eu conheci meu marido ele logo me disse: “Nao quero me casar nem ter filhos!” (Ou algo assim…). Ele nega, mas eu sei que, na verdade, ele era assim e mudou!

Claro que quando a nossa cria nasceu ele ficou hipnotizado e se apaixonou no primeiro instante. E a genética foi bem generosa com ele. Nosso filho é a miniatura do pai. E isso é maravilhoso!!

Hoje, ao ouvir meu marido dizer que nunca sentiu amor tão grande quanto ao que ele sente pelo filho me faz ter certeza de que toda a persistência do passado valeu a pena! Fico muito feliz em não ter desistido la atrás  e não consigo imaginar pai mais doce e carinhoso para o meu filho.

E para curar tanta doçura e festejar o dia dos pais fizemos, a quatro mãos, essa sobremesa que além de tudo é a preferida do papai!

 

Potinhos de limão siciliano com coulis de framboesa (Serve 8 )

 

1 lata de leite condensado

a mesma medida de creme de leite fresco

suco de 2 limões sicilianos 

4 ovos

raspas da casca dos limões – somente a parte amarelinha

Para o coulis:

150 gr de framboesa

2 colheres de açucar

1/2 colher de suco de limão

 

Pré aquecer o forno a 180 graus.

Bater todos os ingredientes no liquidificador, exceto as raspas das cascas dos limões. Passar a mistura por uma peneira.

Acrescentar as raspas e colocar em ramequins individuais. Colocar os ramequins em uma assadeira e encher com água quente até a metade dos ramequins. Assar em banho maria por 1 hora ou até que estejam firmes. Faça o teste do palito.

Deixe esfriar sobre uma gradinha e coloque na geladeira por 1 hora.

Pulsar os ingredientes do coulis no liquidificador. Servir uma colherada sobre o creminho já frio. E desfrute esta delícia azedinha porque de doce já basta o papai!

 

Almoço para o Dia das Mães

O dia das mães está chegando e aquela neura de compras, reservas de restaurantes, estresse já invade a casa de todo mundo. Hoje fui andar pelas ruas da vizinhança para me “adaptar” e vi que todos os restaurantes estão com faixas enormes de “reserve seu almoço para o dia das mães”. E todo ano é aquela mesma história: Filas enormes, mesas grudadinhas, preços absurdos (ainda mais caros dos que os restaurantes paulistanos estão praticando? Affff!). Meu conselho: fuja dessa roubada. Quer presentear sua mãe? Então não caia na ladainha e leve-a num dia mais tranquilo onde todo o almoço será mais prazeroso e honesto.

Mas aí fica a dúvida: quem vai cozinhar, então? Não é justo a sua mãe ir prá cozinha, não é mesmo? Pensando nisso me lembrei de uma receita deliciosa, com cara de almoço de domingo de Dia das Mães (não poderia ser qualquer domingo!) e que não vai deixar ninguém plantado na cozinha. Se você tiver 30 minutos para preparar a receita, o forno faz o restante. É tudo de uma vez!

E, para a sobremesa, abale o coração da sua mãe com um doce simples mas que alimenta corpo e alma: Pudim de Leite com Calda de Laranja.

 

Frango Assado da Condessa Descalça (Serve 4)

1 frango inteiro de aproximadamente 1,5kg (dê preferência para os frangos de granja, orgânicos, em razão da excessiva quantidade de hormônios dos frangos comuns)

100 gr de manteiga sem sal em temperatura ambiente

1 ramo de alecrim picado

1 ramo de tomilho

6 folhas grandes de sálvia picada

sal e pimenta a gosto

1 limão siciliano cortado em quartos

1 cabeça de alho grande cortada ao meio

2 cebolas roxa

2 cenouras

2 talos de salsão

1 batata doce

2 mandioquinhas

 

Retire o frango da geladeira 30 minutos antes de assar.

Em uma assadeira grande coloque os legumes, tubérculos e raízes cortados fazendo uma “cama” para o frango. Coloque também meia cabeça de alho com casca e tudo. Reserve.

Aqueça o forno a 200 graus.

Lave bem o frango, seque-o com papel toalha e retire o excesso de gordura. Levante a pele do frango cuidadosamente na parte do peito mas não desgrude totalmente (vide foto).  Tempere a cavidade do frango com sal e pimenta a gosto. Misture a manteiga com as ervas picadas e com as suas mãos coloque 2/3 dessa mitura debaixo da pele do frango, deixando o peito bem untado.

Recheie o frango com meia cabeça de alho e com 2 quartos do limão. Amarre as coxas para o recheio não sair e pincele o restante da manteiga sobre o frango, caprichando nas coxas! Esprema o limão restante sobre o frango, tempere com sal e pimenta e coloque-o na assadeira.

Asse na grade do meio do forno por 1 hora ou até que, quando espetado na coxa o líquido que saia seja claro sem vestígios de sangue. Talvez você pode precisar de mais 1/2 hora, dependendo do tamanho do seu frango. Também fique de olho na pele do frango que deve estar bem corada e crocante. Hummm!

Retire o frango da assadeira e deixe-o descansar por 10 minutos antes de cortá-lo. Sirva-o com os legumes que estarão tenros e cheios de sabor! Se quiser uma salada de folhas também é um bom acompanhamento.

 

Pudim de leite com calda de Caramelo de LaranjaPudim de Leite com Calda de Laranja

4 ovos

1 lata de leite condensado

a mesma medida (lata) de leite

raspas de 2 laranjas bahia

Para a Calda:

250g de açúcar

raspas de 1 laranja bahia

suco de 2 laranjas bahia

 

Comece pela calda: Em uma panela, coloque o açúcar e leve-o ao fogo para começar a caramelizar. Não pode queimar, mas deve ter aquela cor dourada.

Quando começar a formar esta cor, acrescente o suco e as raspas. Deixe ferver até formar uma calda de fio grosso. Forre o fundo da(s) forma(s) com esta calda, espalhano-a pelas laterais.

Em seguida, bata todos os ingredientes do pudim no liquidificador até ficar uniforme.

Coloque este conteúdo na(s) forma(s) e leve para assar em banho maria – coloque a forma do pudim sobre outra forma com um pouco de água – eu coloco também um pano de prato no fundo para não bater.

Ah! O forno deve ser pré-aquecido a 180 graus e deixe assar por cerca 40 min ou até ficar levemente dourado. Deixe esfriar e leve para a geladeira por pelo menos 2 horas antes de servir.

 

E no final curta a vida ao lado daqueles que você ama!

Folia de reis!!! Prometo ser a última das próximas semanas….

Galette des Rois 2, Torta de reis, Bolo de Reis

FELIZ ANO NOVO!!!!! Espero que tenham tido celebrações maravilhosas, cercada de amigos, boa conversa, boa bebida e, é claro, comidinnhas sensacionais! Vocês fizeram a lentilha da Patrícia? Eu fiz. Sucesso total!

Bem, sei que é a primeira promessa que não cumpro (desta vez bati o recorde – 6 dias foi o que durou…), mas foi por uma ótima causa. Hoje, dia de Reis, acabo de receber a visita especial de 2 amigos que amo e de sua filha amada. Fala que não merecem uma super recepção?

Por isso, resolvi fazer um bolo de reis. Mas a primeira dúvida surgiu: faço a versão luso-brasileira ou a versão francesa. As duas deliciosas, mas completamente diferentes. Na verdade um bolo e o outro uma torta.

Resolvi fugir um pouco das frutas secas e partir para a versão francesa: Galette des Rois.

A brincadeira nas duas é bem parecida. Basta esconder uma fava ou qualquer outro item que possa ser descoberto (sem nenhum acidente, please) no meio da torta. E quem comer o pedaço premiado será o rei do dia.

Só que, siceramente, esta torta vale a pena ser feita em qualquer dia do ano! E é super fácil!

 

Gallette des Rois (Torta de Reis)
Print
Ingredients
  1. - 3 discos de 25 cm de massa folhada (como estava na correria, usei massa pronta)
  2. - 200g de manteiga
  3. - 200g de açúcar
  4. - 200g de farinha de amêndoas
  5. - 4 ovos
Instructions
  1. Em uma batedeira, bater a manteiga até ficar em forma de pasta. Com a batedeira ligada, acrescentar aos poucos o açúcar, farinha e ovos. Levar à geladeira enquanto corta os discos de massa.
  2. Em uma forma de 25 cm, untada, colocar a primeira massa, a metade do recheio, com cuidado para não espalhá-lo até a borda (deixar 1 cm). Seguir com novo disco de massa, mais recheio e último disco. Fechar as bordas como um pastel (grudando-as com um pouco de água com maizena ou manteiga ou mesmo água) e fazer pequenhas ranhuras com o lado sem corte de uma faca sobre o disco, para enfeitar. Use a criatividade: flores, estrela, arabescos. Mas cuidado para não furar!
  3. Levar ao forno pré-aquecido à 180 graus por cerca de 35 minutos ou até dourar.
  4. Deixar esfriar e se acabar nesta folia de Reis!
Notes
  1. PS: Faça uma coroa e coloque sobre a torta para a brincadeira ser completa. O Rei tem que usá-la é claro... A minha ficou bem feia e por isso não deu o ar da graça aqui.
  2. PS2: Nem preciso dizer que fiz a simpatia da romã...
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Feliz Ano Novo, com lentilhas!

Eu não acredito que eu estou aqui sentada escrevendo este post. O que é uma paixão!! Em 12 horas vou pegar um avião e ainda nem arrumei as malas, estou no meio de uma bagunça de caixas de mudança, mas arrumei tempo de vir escrever no blog que anda meio abandon… de férias coletivas!

 

Em meio a passaportes, roupas, caixas de mudança estou despedindo-me de 2012. Na verdade, não sou supersticiosa e para mim, o Ano Novo é só um calendário novo na parede! Para mim, a Vida É Agora e não espero o ano vindouro para fazer resoluções ou tomar atitudes.

 

Apesar disso não deixo de comer um pratinho de lentilhas na virada do ano. Superstição? Eu diria que não. Apenas adoro esta leguminosa e esta receita em particular. Esta receita eu copiei do site Merchand Gourmet e já perdi as contas de tantas vezes que a preparei. É fácil, mas tem um toque gourmet que deixam as lentilhas comuns morrendo de inveja!!!

 

Superstiosa ou não, não importa. Esta lentilha é para comer o ano todo!

Só peço desculpas por não ter fotos desta receita. Eu já fiz muitas vezes mas nunca fotografei… Mas prometo que será meu primeiro prato assim que voltar de viagem! 😉

 

Lentilhas Beluga com Rack de Cordeiro (serve 4)

Esta é a receita original, mas você pode omitir o cordeiro e taurus daily horoscope men will also arouse your interest. preparar somente as lentilhas.

2 cebolas roxas pequenas, picadas

4 dentes de alho

200 gr de lentilhas Beluga (se não encontrar pode usar qualquer outra)

5 ramos de tomilho

8 costeletas de cordeiro

4 colheres de chá de cominho

2 pimentas vermelhas, picada

8 tomates cereja, cortados em metades

2 colheres de sopa de coentro, picado

suco de 1 limão amarelo

creme fraiche, o quanto baste

sal e pimenta, o quanto baste

azeite de oliva, o quanto baste

 

En uma panela frite a cebola e o alho, em azeite de oliva, até ficarem suaves. Acrescente a lentilha, 1 ramo de tomilho e cubra com água. Deixe ferver e cozinhe por 40 minutos (se usar outra lentilha cozinhe conforme as instruções). Coe e reserve.

Tempere as costeletas de cordeiro com sal, pimenta e cominho. Aqueça uma grelha/frigideira até que comece a sair fumaça. Coloque um fio de azeite e grelhe as costeletas por 4 minutos de cada lado. Reserve em um lugar aquecido. Coloque na grelha os tomates, o coentro e a pimenta e mexa bem. Em seguida acrescente as lentilhas já cozidas. Acrescente mais azeite de oliva e o suco dos limões. Prove o tempero.

 

Sirva as costeletas de cordeiro sobre as lentilhas com uma colherada de creme fraiche. Termine com uma pitada de cominho e um Ano muito Próspero!

 

P.S. Para a sobremesa recomendo esta delícia!

 

Um MUITO OBRIGADA em forma de uma torta mousse de chocolate.

Nossa! Quanto tempo…trufa gigante Pessoas queridas, descupem-me pelo sumiço… mas a correria está tanta que achei que ia consegui postar alguma ideia de Natal só no ano que vem! Todo final de ano é corrido pra todo mundo, né? E sempre temos uma explicação. A minha deste ano é boa! MUITO BOA MESMO!!!!

É que a Dorothy está bombando! Realmente não esperava por isso. Fui começando tão devagarzinho… mas várias oportunidades foram aparecendo,  atropelando o plano inicial, vários amigos ajudando… na verdade, muuuuiiiitos amigos ajudando mesmo… e, voilà: agenda cheia de pedidos! Ueba!!!

Este foi o meu presente de Papai Noel antecipado: muito trabalho!!!!

Então, mais do que nunca, agradeço por tudo que aconteceu, pelo carinho de todos vcs que nos acompanham aqui no “Memórias”,  pelo apoio que tive em todos os momentos… por cada pedacinho deste ano, fácil ou difícil.

Obrigada por me ajudarem a ser uma pessoa melhor do que era antes. Obrigada do fundo do coração!

Para reforçar esta gratidão, nada melhor que dividir com você uma doce receita, que por sua vez, você pode fazer e dividir com pessoas amigas para celebrar e agradecer por este ano.

Receita de Dôme aux Griottes (lá em casa, chamamos de Trufa gigante… mais popular….  rsrsrsrs) – é uma sobremesa de chocolate especial. É cheia de detalhes, mas não é difícil. Ótima para o Natal!

Ingredientes:

Para o Pão de Ló

– 4 ovos

– 1 gema

– 120g de açúcar de confeiteiro

– 100g de farinha de trigo

– 20g de cacau em pó

 

Para o Mousse

– 400g de chocolate amargo

– 500ml de creme de leite fresco

– 2 ovos

– 5 gemas

– 130g açúcar cristal

– 75ml de água (5 colheres de sopa)

 

Para Guarnição

– 200g de cereja ao maraschino (drenar, mas reservar a calda para embebedar o pão de ló)

– cacau em pó

– açúcar de confeiteiro

Modo de Preparo:

Pão de ló

Bater as gemas com metade do açúcar até esbranquiçar. Bater as claras em neve, online casino acrescentar o açúcar restante e bater mais um pouco. Aos poucos, adicionar as gemas já batidas sobre as claras e incorporá-las com movimentos leves, de baixo para cima. Misturando da mesma forma, acrescentar aos poucos a farinha peneirada com o cacau até formar um creme homogêneo.

Colocar em um saco de confeiteiro (ou em algum saco firme com um furo de 1 cm de diametro embaixo – aqueles ziplock funcionam bem para substituir…), com bico redondo. Em uma forma, untada e enfarinhada (ou com papel manteiga), fazer 3 discos (um pequeno, outro médio e um grande). Polvilhar com um pouco de açúcar de confeiteiro e levar para assar em forno pré-aquecido a 180 graus.

pão de ló em discos

Mousse

Derreter o chocolate em microondas em potência média. Reservar. Levar a água com açúcar para ferver por 3 minutos para fazer uma calda. Reservar. Bater bem os ovos e as gemas. Depois que dobrar de volume, virar a calda, aos poucos, bater mais até esfriar e dobrar novamente de volume.

Bater o creme de leite para virar chantily. Acrescentar parte sobre o chocolate. Misturar. Acrescentar o restante e misturar. Depois, incorporar as gemas batidas com a calda, sem mexer muito para não tombar (desandar) o chantily.

Montagem:

Utilizar um bolw grande ou uma forma redonda, forrada com papel filme. Colocar 1/4 do mousse. Sobre ele, colocar o disco menor. Regá-lo com um pouco do licor. Salpicar um pouco de cereja picada. Repetir o processo até terminar os ingredientes, terminando com um pouco de mousse.

Fechar com o papel filme. Levar aocongelador por pelo menos 1 hora.

Na hora de servir, desenformar e salpicar o cacau pó. Enfeitar com as cerejas. Se estiver animada, faça folhas de chocolate para enfeitar tb. Basta escolher folhas bonitas. Lavá-las e secá-las bem. Passar uma camada de chocolate já derretido e temperado e levar à geladeira. soltá-lo das folhas e enfeitar…

Feliz Natal!!!!torta mousse

Torta de Nozes Pecan para o Natal

Afff! Sempre dizemos que o blog é o nosso filho. Mas acho que não. Eu não abandonaria o meu assim, desse jeito! Mas a correria é tamanha… Mudança, desayunos, amigos secretos (alguns não tão secretos assim!), festas na escola, Posadas… Quem dá conta do recado??? Eu sei que anda todo mundo me cobrando, inclusive mandando receitas… Porfis, ahorita sale!

Mas hoje, eu, que já havia fechado as portas da minha cozinha pra “encomendas”, tive a visita da Jojo Wanderley para dividir as honras de cozinheira comigo!!! Foi uma tarde deliciosa, voltei a ser adolescente, “tipo assim”! E fizemos – mais ela do que eu! – uma torta de nozes pecan maravilhosa! Até o Pedroca ajudou. Com as suas técnicas de mestre-cuquinha e muito bossy o pequeno até cantou uma trilha sonora para nosso encontro! No final gravamos um “acústico” que deixo aqui de canja para vocês!!!!!

E depois de muito papo bom, risadas e muito carinho a torta de pecan, ou Pecan Pie, de acordo com a Jojo ficou maravilhosa e cheia de memória. E parece que eu até despertei um certo interesse culinário na menina!!! Ojalá!

 

Torta de Nozes Pecan (Serve 16 adolescentes dependendo da larica!)

Massa:

400 gr de farinha de trigo

200 gr de manteiga gelada cortada em cubinhos

2 ovos

20 gr de açucar de confeiteiro

1 pitada de sal

Recheio:

5 ovos

280 gr de açucar mascavo

150 gr de maple syrup (eu usei um mel de flor de laranja que eu comprei no Eataly e estava louca para usar!!!!)

1 colher de sopa de baunilha

2 colheres de sopa de Bourbon (poderia ter usado mais, mas como são todos menores de idade…)

400 gr de nozes pecan picadas finamente – reservar algumas para decoração

 

Comece preparando a massa. Todas as instruções estão aqui. Esta é a massa super versátil. Rendeu uma forma de 30cm e 2 mini. 

Aqueça o forno a 180 graus. Em uma tigela grande mescle os ovos até obter uma mistura homogênea. Acrescente os demais ingredientes, um de cada vez, mesclando bem depois de cada adição. Deixe o recheio descansar por 15 minutos. Mescle o recheio novamente e despeje sobre a massa de torta já descansada e gelada*. Leve para assar por 40 minutos, aproximadamente, ou até que o recheio esteja firme.

Coloque sobre uma gradinha para esfriar. Você pode serví-la morna ou fria. Com sorvete ou creme batido, ou só!

*Para a decoração eu não coloquei as nozes pecan antes de ir ao forno. Deixei a torta esfriar completamente e decorei com florzinhas de doce-de-leite e em cima de cada uma uma nóz!

 

 

 

E, aqui, conforme prometido, a trilha sonora a capela!

 

Feliz Dia de Ser Feliz!

Este post não tem receita. Ou melhor, tem sim. Uma receita de amor, carinho e de uma amizade sem fim. A minha querida amiga Lulu, aquela que mandou a Receita de Rosbife fez este bolo com suas filhas e maridos e não poderia ter sido uma tarde mais divertida e saborosa.

Aproveite você, também, e brinque de ser criança outra vez!

“Bolo Tobogã (Serve quantos quiserem comer)  

A receita básica é o nega maluca…bater tudo na mão, fazendo bastante sujeira….não esquecer de colocar um pouco de bolo cru no nariz do papai ou da mamãe enquanto bate a massa….

Depois de assado (as crianças devem ficar longe do forno), cobrir o bolo com tudo o que você mais gostar: confete, confeito, muitas velas, chantily, brigadeiro mole, nutela….tudo junto e misturado!!!!

Aí é só chamar todos os bonecos e cantar parabéns, mesmo se não for aniversário de ninguém!!! Bom apetite!!!”

Ah! E de lambuja ela escreveu esta outra receita:
Receita de Felicidade (Toquinho)

 

Pegue uns pedacinhos de afeto e de ilusão;
Misture com um pouquinho de amizade;
Junte com carinho uma pontinha de paixão
E uma pitadinha de saudade.
Pegue o dom divino maternal de uma mulher
E um sorriso limpo de criança;
Junte a ingenuidade de um primeiro amor qualquer
Com o eterno brilho da esperança.
Peça emprestada a ternura de um casal
E a luz da estrada dos que amam pra valer;
Tenha sempre muito amor,
Que o amor nunca faz mal.
Pinte a vida com o arco-íris do prazer;
Sonhe, pois sonhar ainda é fundamental
E um sonho sempre pode acontecer.