O Natal já está na esquina… E eu ainda estou de pijamas!

Afff. Sexta-feira já é noite de Natal. E este ano estou super atrasada. Tanto que não postei nada, ou quase nada, além do tronco, aqui no blog.

Sempre fui muito organizada e a esta altura já tinha feito minhas compras de Natal, decidido o menu, encomendado flores, ingredientes e tudo mais para fazer da festa natalina um grande sucesso. E este ano, confesso que ainda estou na dúvida do único presente que tenho que comprar, do menu, da decoração… O que será que aconteceu? Muito trabalho? Sim, tive muito trabalho, mas nos anos passados eu trabalhava muito mais e tudo era mais fácil. Acho que estou ficando folgada! Ou mais prática e diminuindo minhas prioridades. Mas no final das contas… fica essa bagunça!

Mas para não dizer que não preparei nada para o Natal este ano, alguns cupcakes e pirulitos já foram entregues e algumas assessorias de menus já foram dadas. Nossa, me sinto inútil! hahaha – ou seria hohohoho?!

Enfim, este textinho aqui é mais um desabafo para não guardar comigo essa culpa de estar sentada teclando enquanto deveria estar as voltas com minha ceia, presentes, decoração, etc. Mas acho que vou ao cinema e na volta juro que me preocupo com isso!

P.S. Para as “receitas” dos pirulitos de rena veja aqui. E os cupcakes adaptei da receita da Letícia. Mas fácil, só comprando pronto!!

Home alone!

O espírito do Natal chegou aqui em casa somente hoje.

Andei um pouco ocupada com eventos e festas e massagens!!!

E hoje, sozinha em casa, resolvi montar a arvore de Natal, colocar os enfeites e preparar um Tronco de natal (ou o tradicional Bûche de Noël).

Uma querida amiga peruana é super festeira e celebra todos os dias festivos do calendário. Hoje nos convidou para fazer uma Posada em sua casa. Cada família deveria providenciar algo para comer e brinuqedos para colocar na piñata. Eu logo me lembrei do Tronco de Natal até porque é super fácil de preparar e a receita já foi colocada aqui pela Leticia. Eu usei a mesma receita e só alterei a forma de decorar.

Tronco de Natal.

Receita de Rocambole Facil de Tia Bete

Cobertura de ganache

225 gr de chocolate semi amargo para cobertura

180 ml de creme de leite fresco (double cream)

20 gr de manteiga sem sal

Aqueça o creme de leite e a manteiga en uma panela. Coloque o chocolate picado en uma tigela e assim que o creme levante fervura jogue sobre o chocolate. Deixe descansar por 3 minutos e depois misture vigorasamente até que o chocolate derreta.

Para montar o Tronco de Natal

Antes de enrolar o rocambole cortar uma das extremidades do rocambole no sentido do comprimento no tamenho de 7 cm e depois cortar na metade para fazer os galhos do tronco. Enrole todos as partes do rocambole. cortar os galhos na diagonal para poder encaixa-lo bem no tronco principal.

Colocar o ganache em um saco de confeiteiro e ir cobrindo o tronco. Este processo facilita pois o pão de ló é muito suave e se usar uma espátula poderá quebrá-lo. Deixe descansar por 10 minutos. Com um garfo faça umas riscas no ganache para parecer um tronco.

Decore com cerejas e folhas de menta. Se quiser tamb´m pode polvilhar açucar de confeiteiro para pareceer neve!

E se tiver coragem coma esta delícia! Ou pode deixá-lo decorando a sua mesa!

Dia de Ação de Graças

O dia de Ação de Graças, ou Thanksgiving não é uma tradição brasileira, mas eu cresci celebrando esta data sem entendê-la muito bem.

foto: http://fundacaobradesco.blig.ig.com.br/

Para todos os alunos da Fundação Bradesco, e eu era uma delas,  o mês de Novembro era o mês de ensair todas as tardes no “campão”, para, finalmente passar uma manhã inteira, ensolarada e quente dançando ao som de Roberto Carlos ao vivo televiosionado para todo o Brasil. Eu fui abelhinha, baiana, painel humano… E era só isso que eu me lembrava do Dia de Ação de Graças… Depois fui morar nos Estados Unidos e entendi um pouco mais sobre esta festa e o quão importante é esta data para os americanos.

Na verdade, o Sr. Amador Aguiar também estava celebrando sua “colheita” quando resolveu instituir esta festa dentro da Fundação Bradesco! E não importava a data. O importante era dar graças! E acho que todos nós deveríamos fazer isto também.

Me lembro que em casa criamos uma tradição. Na sexta feira seguinte a festa da Fundação Bradesco nos reuniamos celebrar com os amigos e montar a árvore de Natal. Minha mãe cozinhava um montão de coisas boas e pedia a cada amigo que levasse um enfeite para nossa árvore. Alguns anos depois os enfeites já estavam pendurados na parede pois não havia espaço na árvore que crescia a cada ano! Infelizmente essa tradição desapareceu de nossa casa. Acho que foi depois que saímos da escola e cada um seguiu o seu rumo…

Para celebrar por aqui, pensei em cozinhar os quitutes que minha mãe fazia nas nossas festas. Mas uma onda de nostalgia e saudade me impediu… Então resolvi aderir as tradições americanas e cozinhar meu peru! Um peito de peru para 4 pessoas já que hoje não tenho a casa cheia de amigos. Mas este sentimento me estimulou a retomar a tradição esquecida lá na casa do Parque Continental!

Peito de Peru de Ação de Graças

Recheio

1 colher de sopa de manteiga sem sal

1 cebola pequena picada finamente

1/3 de xícara de tâmaras picadas

1/4 de xícara de damascos secos picados

3 colheres de sopa de avelãs picadas

2 colheres de sopa de salsinha picada

2 colheres de sopa de sálvia picada

3 colheres de pão de forma moído (não use farinha de rosca pois seu recheio ficará muito seco)

sal e pimenta do reino a gosto

Peito de Peru

1 peito de peru desossado e se possível com a pele de aproximadamente 1 kg

sal e pimenta do reino a gosto

2 fatias de bacon

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 e 1/2 xícaras de vinho Marsala

A equivalência das medidas você pode checar aqui.
Comece preparando o recheio. En uma panela derreta a manteiga a fogo baixo. Adicione a cebola e refogue até que esteja translucida mas não dourada, mais ou menos 4 minutos. Deixe esfriar. Coloque as frutas, as avelãs, as ervas e a cebola em um processador de alimentos e triture até formar uma pasta. Transfira para um bowl, acrescente o pão moído e tempere com sal e pimenta.
Aqueça o forno a 180 graus e prepare o peito de peru. Faça um corte la lateral do peito de peru para abrir uma cavidade, mas não corte até o final para não separá-lo em duas fatias. Tempere com sal e pimenta e coloque o recheio deixando um espaço nas bordas para poder fechá-lo e o recheio não sair.
Coloque o bacon sobre o peito de peru. Isto ajudará a deixá-lo mais úmido. Amarre-o com barbante de cozinha para dar forma e assegurar que o recheio não escape!
Tempere com sal e pimenta e aqueça o azeite em uma frigideira. Doure o peito de peru em ambos os lados e transfir-o para uma assadeira e coloque-o para assar por 20 minutos. Retire do forno, vire o peito de peru e asse por mais 20 minutos ou até que um termômetro marque a temperatura interna de 75 graus.
Retire do forno, cubra com papel alumínio e deixe descansar por 10 minutos. Nesse meio tempo você prepara o glaceado.
Coloque a assadeira na qual foi assado o peru no fogo baixo e junte o vinho Marsala. Vá raspando todo o  fundo da assadeira com uma espátula ou colher de pau para aproveitar todo o sabor do seu assado. É aí que está todo o “sazón”!
Deixe reduzir para aproximadamente 5 a 6 minutos ou até que obtenha 1/4 de xícara de glaceado. Coe e reserve..
Para servir corte o barbante. Eu retirei as fatias de bacon, mas se você quiser pode deixá-las. Estarão muito saborosas! E pincele o glaceado por todo o peito de peru. Corte em fatias de aproximadamente 2 dedos de espessura e sirva com legumes. Mas antes de comer não se esqueça de dar graças!

Dia das crianças com atitude de gente grande!

Eu sempre comemorei o dia das crianças em restaurantes fast food, parques, cinema. Mas desde que fiquei grávida imaginava comemorar esta data com um grande feast ajudada pelo meu pequeno. Bem, nem sempre foi assim… Muito bebê, meu filho nem sabia do que se tratava esta data. Para ele era uma comida como outra qualquer aqui em casa.

Mas este ano resolvi fazer diferente. Com muito entusiasmo contei a ele sobre a data festiva e que deveriamos preparar o menu que ele quisesse  com muita guloseima e mãos a obra. E qual foi minha surpresa! Ele escolheu entrada, prato principal, sobremesa e guloseima. Então resolvi postar aqui o que uma criança que sabe das coisas (!) gosta de comer no dia das crianças. E o melhor é que todas as receitas são super fáceis de fazer e a garotada pode ajudar! Só lembre-se que a parte de cortar, cozinhar e assar deve ser feita por um adulto e nunca deixe sua cria sem supervisão numa cozinha!

Canudinhos de salmão defumado (serve 4)

100gr de salmão defumado em finas fatias

cream cheese

pepino

abacate

salsinha ou ciboulette para decorar

Descasque o pepino e retire as sementes. Corte-os em cuadrinhos. Faça o mesmo com o abacate. A partir daqui seu filhote pode colocar a mão na massa! Mescle o cream cheese com o pepino e o abacate. Unte o salmão com a pasta de cream cheese. Enrole e amarre com a ciboulette ou polvihe com salsinha picadinha. Eu ainda fiz umas firulas com o bico de confeitar! Afinal, estamos celebrando!

Maccaroni and cheese (serve 4)

*Perdão, mas este mac and cheese é simplesmente delicioso e super gourmet! Não há adulto que resista!

50gr de manteiga

50gr de farinha de trigo

300ml de leite

1/2 cebola

1 folha de louro

60gr de queijo gruyere ralado

40gr de queijo parmesão ralado

140gr de queijo mascarpone

sal, pimenta e noz moscada a gosto

400gr de maccaroni

Coloque o leite para ferver com a cebola e a folha de louro. Numa panela de fundo grosso prepare um roux; derreta manteiga e adicione a farinha cozinhando por alguns minutos a fogo baixo, até que tenha uma consistencia de areia de praia molhada.

Adicione o leite fervido descartando a cebola e o louro. Cozinhe por 5 a 6 minutos mexendo sempre até que tenha um creme liso e sem grumos. Você acaba de preparar um molho bechamel! Adicione os queijos gruyere e parmesão até que derretam. Salpimente e adicione noz moscada ao seu gosto. Misture o queijo mascarpone. Reserve.

Cozinhe a pasta em abundante água salgada que esteja fervendo. Eu uso a esta proporção. Quando estiver al dente escorra e sirva com o molho de queijos. Hmmmmmm!

Barcos de gelatina de camomila e frutas (faz 16 barquinhos)*

4 laranjas grandes

300ml de chá de camomila frio

400ml de suco de fruta (eu usei de melancia)

6 folhas de gelatina sem sabor

1 colher de chá de suco de limão siciliano

Açucar a gosto – eu não usei

16 palitos de churrasquinho

4 folhas de papel de arroz

Corte as laranjas pela metade. Retire toda a polpa e a membrana branca. Reserve. Ou deixe que seu pequeno se delicie, como aconteceu aqui!

Hidrate a gelatina em um pouco de agua fria por uns 5 minutos. Aqueça 100ml do chá de camomila, mas não deixe ferver. Esprema o excesso de água das folhas de gelatina e misture no chá quente. Dissolva completamente a gelatina e adicione o restante do chá frio, o suco de fruts e o suco de limão. DICA: não adicione a gelatina dissolvida ao líquido pois a tornará fibrosa!

Divida a mistura de gelatina nas metades de laranja. Deixe na geladeira durante toda a noite. No dia seguinte quando estejam firmes, corte as meias laranjas em quartos. Para facilitar aqueça uma faca em água quente.

Corte o papel de arroz em triangulos e passe o palito por eles. Espete nos “barquinhos” fazendo uma vela. Eu não tinha papel de arroz e usei papel sulfite. Só não deixe os pequenos comerem!!!

* Foto: http://www.stockfood.com/

Cookies de 3 chocolates  – Afinal é dia das crianças! (40 cookies)

125g manteiga pomada
1 xícara de açucar mascavo 220gr
1/4 xícara de chocolate em pó, peneirado
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 ovo
1 1/4 xícara de farinha de trigo

1 1/2 xícara de gotas de chocolate semi amargo e branco

Aqueça o forno a 170 graus. Em uma tigela  grande misture a manteiga, o açucar, o chocolate em pó, fermento, bicarbonato e o extrato de baunilha. Bata a massa até que obtenha uma massa homogenea e lisa. Adicione o ovo e bata até mesclar.

Adicione a farinha e as gotas de chocolate e continue batendo  até que se misture. Não bata demais. A massa terá uma aperencia de grumos. Assim é para ser!

Com uma colher de sorvete retire porções de massa e coloque em uma assadeira untada com manteiga ou forrada com papel manteiga.

Deixe espaços entre suas bolas de cookies pois eles se expandirão ao assar.

Asse no forno pré-aquecido por 12 a 15 minutos. Ao retirar os cookies do forno você sentirá que ainda estão suaves. Assim que devem ser!

Deixe na assadeira por 5 minutos e depois transfira-os para uma gradinha para esfriarem completamente (se você conseguir esperar! ).

Não coma quente. Dá dor de barriga! Hahaha!! Isto dizia a minha avó!

Agora algumas dicas para os seus pequenos comerem como o meu:

– Não escondam nem disfarcem os alimentos. Ao contrário. A comida fica muito mais interessante se a criança souber o que está comendo. Não só as vitaminas e nutrientes contidas num ingrediente são importantes, mas também a consciência do paladar.

– Prepare um prato atraente. Comemos primeiro com os olhos.

– Dê o exemplo. Muitas vezes a criança não come pois não vê os pais comerem determinado alimento ou rejeitam pelo mesmo motivo.

– Leve o seu pimpolho para o mercado com você e deixe que ele escolha as frutas e verduras. Depois em casa lave, descasque, brinque com os alimentos junto com seu filho.

– Se o seu pequeno já passou desta fase e já não quer saber de comer berinjela, por exemplo, prepare-a e coma na sua frente. E deixe a disposição para que ele tenha o interesse em experimentar.

Alguns livros e sites que adoro!

http://www.annabelkarmel.com

http://www.bbc.co.uk/cbeebies/bigcooklittlecook/makes/cookbook/

http://kitchenforkids.com/welcome/about.htm

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=753295&sid=92161312412109815022250374&k5=11BFF272&uid=

E a garotada se divertiu muito fazendo e COMENDO os cookies!!!

Dia dos Pais

Shanks de Cordeiro

Quer curtir seu pai e toda a familía com o melhor presente? Então, cozinhe você o almoço! 

Sugerimos aqui um menu super simples, delicioso, confortante e que não levará horas para fazer. Enquanto está tudo no forno você curte o paizão e ainda ganha os méritos de cozinheira do ano!

Nota especial: Este menu foi preparado carinhosamente para os pais maravilhosos que nossos filhos tem! Feliz Dia dos Pais!

Sugestão para 6 pessoas

Entrada:  Salada de rúcula e camembert

Prato Principal:  Shank de Cordeiro com polenta cremosa

Sobremesa: Torta de maçã

Salada de Rúcula e Camembert

– 3 maços de rúcula orgânica

– 6 queijos camembert pequenos (3cm de diâmetro)

– 2 ovo

– 1  xícara de farinha de rosca

– 1 xícara de castanha de cajú moída

– 3 colheres de sopa de vinagre balsâmico com pera (este é melhor porque é mais adocicado e a pera combinha com o queijo, mas pode-se substituí-lo pelo tradicional)

– 9 colheres de sopa de azeite de qualidade

– sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:

Lavar as folhas de rúcula, secar, dispor em pratos individuais e reservar.

Bater ligeiramente com um garfo os 2 ovos em uma vasilha aberta. Misturar a farinha de rosca e castanha e colocar em outra vasilha aberta. Pegar os queijos e empanar, passando-os pelo ovo e depois pema mistura da farinha. Repetir este processo por 2 vezes, cobrindo toda a superfície do queijo.

Colocar os queijos empanados para dourar em uma frigideira antiaderente, untada com óleo,  aquecida em fogo baixo. Virar cuidadosamente com uma pinça ou espatula, até dourá-lo por completo, inclusive as laterais.

Enquanto isso, misturar o azeite, vinagre, sal e pimenta, emulsionando ligeiramente com um misturardor ou garfo até engrossar um pouco. Distribuir o molho sobre as folhas e colocar os queijos sobre tudo. Servir imediatamente.

Shank de Cordeiro com polenta cremosa

– ½ xícara de farinha de trigo
– 6 shanks de cordeiro
– Sal e pimenta-do-reino, o quanto baste
– 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
– 2 colheres (sopa) manteiga
– 2 cenouras, finamente picadas
– 1 cebola, finamente picada
– 1 talo de salsão, finamente picado
– 1 ramo de alecrim picado
– 2 colheres (sopa) de tomilho picado
– 4 dentes de alho picados
– 2 xícaras de caldo de galinha
– 2 xícaras de vinho tinto
– 200 g tomate pelado, sem sementes e picados
– ½ litro de água
– ½ litro de leite
– 1 xícara de fubá de milho pré-cozido ou polenta pré cozida
– 4 colheres (sopa) de manteiga
– sal a gosto

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 160 graus. Cubra a ponta do osso de cada shank com papel alumínio. Isso ajudará que o pouco de carne que estiver no osso não se queime e manterá uma aparência melhor. Tempere a carne com sal e pimenta. Passe a carne pela farinha.

Em uma panela suficientemente grande que caibam os 6 shanks e que possa ir ao forno aqueça 2 colheres de azeite e 2 colheres de manteiga. Coloque a carne para dourar, uma de cada vez, para que a temperatura do azeite não caia e você não acabe cozinhando a carne ao invés de dourá-la. Reserve.

Em fogo médio, despeje as duas colheres restantes de azeite na panela. Adicione a cenoura, a cebola, o salsão, o alecrim e o tomilho e refogue, mexendo até que os vegetais estejam tenros – de 6 a 8 minutos. Acrescente o alho e cozinhe por mais 1 minuto.

Regresse a carne para a panela. Tenha o cuidado de colocá-las em pé, ou seja, os ossos para cima. Acrescente o vinho e espere que o alcool se evapore. Uns 3 a 4 minutos. Misture o caldo de galinha e os  tomates com o refogado da panela. Cozinhe em fogo baixo com alguns minutos de fervura e retire a espuma que vai se formando com uma escumadeira. Tampe a panela e leve ao forno por cerca de 2 horas, até que a carne esteja bem macia, começando a soltar do osso.

20 minutos antes de terminar o cozimento da carne, prepare a polenta. Coloque a água para ferver com a manteiga. Misture o fubá com o leite. Quando a água levantar fervura acrescente a mistura de fubá e cozinhe, em fogo baixo mexendo sempre até que a polenta esteja cremosa (o tempo de cozimento dependerá do fubá que você utilizar. Dê uma checada nas instruções da embalagem). Corrija o sal, se necessário.

Para servir (nada de panelas sobre a mesa!), retire o papel aluminio dos ossos. Coloque uma porção de polenta no prato e por cima um shank de cordeiro. Regue com o molho.

Torta de maçã

– 2 xícaras de farinha de trigo
– 2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
– 150 g de manteiga gelada, cortada em pedaços
– 4 a 6 colheres (sopa) de água

Recheio (pode ser preparado com antecedência):
– 1,5 kg de maçãs
– 1/3 xícara de farinha de trigo
– 1/2 xícara de açúcar mascavo
– 1/2 colher (chá) de canela em pó
– 1/4 colher (chá) cravo moído
– 1/4 colher (chá) anis estrelado moído
– Suco de 1 limão
– 2 colheres (chá) de conhaque

Cobertura:
– 1/3 xícara de açúcar
– 1 gema de ovo

Modo de preparo:

Aqueça o forno a 160° C. Misture a farinha, o açúcar e a manteiga num processador de alimentos utilizando a tecla pulsar até que obtenha a consistência de farofa. Não bata muito pois a manteiga se derreterá e não é isso que queremos! Transfira esta farofa para uma bancada de trabalho. Adicione a água, uma colher de cada vez e amasse delicadamente com as pontas dos dedos até formar uma massa homogênea. Leve à geladeira por aproximadamente 15 minutos para descansar.

Misture os ingredientes secos do recheio. Descasque e fatie as maçãs (para esta torta eu prefiro pedaços ou fatias grossas) acrescente o limão, o conhaque e a mistura acima aos poucos. Deixe descansar para formar caldo.

Montagem da torta:
Divida a massa em duas partes. Abra em superfície enfarinhada com um rolo na espessura de 3 mm ou entre duas folhas de clingfilm para facilitar a transferência para a forma.

Transfira a massa para uma forma ou pirex de 24 cm untada com manteiga, deixando uma borda para fechar depois com a parte superior. Coloque o recheio, mas sem muito caldo e cubra com o restante da massa. Aperte as laterais como na foto. Faça cortes na tampa para que saia o vapor.

Pincele com a gema e polvilhe o açucar. Asse em forno pré-aquecido por cerca de 45 minutos ou até dourar. Sirva quente acompanhada de uma bola de sorvete de creme.