Rabanadas Natalinas

Eu estou dizendo que meu Natal está todo confuso este ano… O que será?? Ainda ando atrasada, mas hoje resolvi me adiantar um pouco e ir além da noite de Natal. Já preparei o café da manhã do dia 25 de Dezembro!

Me lembro que quando era pequena passei alguns natais na casa de meus tios em Caraguatatuba e uma das melhores coisas que me lembro de comer por lá eram as rabanadas cheias de açucar e canela. E esta delícia era devorada a noite antes de irmos dormir!!!

E não sei porque me deu uma vontade louca de comê-las quentinhas do jeito que faziamos na casa da Tia Ivone. Ah… Era tão bom! Na verdade era uma chácara e me lembrava muito o Sitio do Pica-Pau Amarelo!!! Subíamos em árvores, atravessavamos riachos, desviavámos de cobras e sapos e a noite um leitinho e fatias de rabanada!

Mas fiquei imaginando que o sabor destas rabanadas vinham acompanhando deste momento da minha infância. Não adiantaria que nunca eu conseguirei reproduzi-lo. Melhor assim… Fica na memória e nunca perderá seu lugar.

Por isso, as rabanadas que fiz aqui foram incrementadas com um louco desejo de comer doce e com um toque mais natalino. Além de serem fáceis, podem ser feitas juntamente com sua ceia e somente assadas na manhã seguinte!

Rabanadas natalinas (serve 6)

6 fatias de pão francês amanhecido, duro de 3cm (eu usei brioche porque tinha na minha despensa)

160 gr de açucar

75 gr manteiga sem sal, mais para untar

120 ml creme de leite fresco

5 ovos inteiros

1 lata de creme de leite sem soro

1 colher de chá de baunilha

2 colheres de chá de Grand Manier ou qualquer outro licor que te agrade

1/2 colher de chá de sal

50 gr de nozes pecan picadas

Cerejas frescas para servir

Primeiro prepare um caramelo. Esta receita é maravilhosa e básica para todas as preparações de molho de caramelo. E pode ser guardada na geladeira por até 2 semanas.

Em uma panela de fundo grosso derreta o açucar em fogo moderado mexendo sempre com um batidor de arame ou uma colher de pau. Quando começar a borbulhar pare de mexer e assim que todos os cristais de açucar  estiverem derretido acrescente a manteiga e bata vigorosamente. Assim que a manteiga derreter e se incorporar ao açucar retire a panela do fogo, conte até 3 e coloque o creme de leite fresco batendo novamente com o batedor de arame até que obtenha uma mistura homogênea. Reserve.

Unte uma travessa que possa ir ao forno com manteiga  e coloque metade do caramelo. Coloque sobre o caramelo as fatias de pão em uma camada única. Não sobreponha. Coloque as nozes por cima. Numa tigela bata os ovos, o creme de leite, a baunilha o licor e o sal. Regue as fatias de pão com esta mistura e reserve na geladeira, coberto com plástico, por, no mínimo 8 horas (o melhor é fazer na noite anterior).

Na manhã seguinte pré aqueça o forno a 180 graus. Retire seu refratário do refrigerador e deixe atingir temperatura ambiente enauqnto seu forno esquenta. Retire o plástico e asse por 35 a 40 minutos, ou até que estejam douradas.

Sirva quente com cerejas e o restante de molho de caramelo.

Com certeza você verá estrelas e até mesmo o Papai Noel enquanto come esta delícia!

O Natal já está na esquina… E eu ainda estou de pijamas!

Afff. Sexta-feira já é noite de Natal. E este ano estou super atrasada. Tanto que não postei nada, ou quase nada, além do tronco, aqui no blog.

Sempre fui muito organizada e a esta altura já tinha feito minhas compras de Natal, decidido o menu, encomendado flores, ingredientes e tudo mais para fazer da festa natalina um grande sucesso. E este ano, confesso que ainda estou na dúvida do único presente que tenho que comprar, do menu, da decoração… O que será que aconteceu? Muito trabalho? Sim, tive muito trabalho, mas nos anos passados eu trabalhava muito mais e tudo era mais fácil. Acho que estou ficando folgada! Ou mais prática e diminuindo minhas prioridades. Mas no final das contas… fica essa bagunça!

Mas para não dizer que não preparei nada para o Natal este ano, alguns cupcakes e pirulitos já foram entregues e algumas assessorias de menus já foram dadas. Nossa, me sinto inútil! hahaha – ou seria hohohoho?!

Enfim, este textinho aqui é mais um desabafo para não guardar comigo essa culpa de estar sentada teclando enquanto deveria estar as voltas com minha ceia, presentes, decoração, etc. Mas acho que vou ao cinema e na volta juro que me preocupo com isso!

P.S. Para as “receitas” dos pirulitos de rena veja aqui. E os cupcakes adaptei da receita da Letícia. Mas fácil, só comprando pronto!!

Home alone!

O espírito do Natal chegou aqui em casa somente hoje.

Andei um pouco ocupada com eventos e festas e massagens!!!

E hoje, sozinha em casa, resolvi montar a arvore de Natal, colocar os enfeites e preparar um Tronco de natal (ou o tradicional Bûche de Noël).

Uma querida amiga peruana é super festeira e celebra todos os dias festivos do calendário. Hoje nos convidou para fazer uma Posada em sua casa. Cada família deveria providenciar algo para comer e brinuqedos para colocar na piñata. Eu logo me lembrei do Tronco de Natal até porque é super fácil de preparar e a receita já foi colocada aqui pela Leticia. Eu usei a mesma receita e só alterei a forma de decorar.

Tronco de Natal.

Receita de Rocambole Facil de Tia Bete

Cobertura de ganache

225 gr de chocolate semi amargo para cobertura

180 ml de creme de leite fresco (double cream)

20 gr de manteiga sem sal

Aqueça o creme de leite e a manteiga en uma panela. Coloque o chocolate picado en uma tigela e assim que o creme levante fervura jogue sobre o chocolate. Deixe descansar por 3 minutos e depois misture vigorasamente até que o chocolate derreta.

Para montar o Tronco de Natal

Antes de enrolar o rocambole cortar uma das extremidades do rocambole no sentido do comprimento no tamenho de 7 cm e depois cortar na metade para fazer os galhos do tronco. Enrole todos as partes do rocambole. cortar os galhos na diagonal para poder encaixa-lo bem no tronco principal.

Colocar o ganache em um saco de confeiteiro e ir cobrindo o tronco. Este processo facilita pois o pão de ló é muito suave e se usar uma espátula poderá quebrá-lo. Deixe descansar por 10 minutos. Com um garfo faça umas riscas no ganache para parecer um tronco.

Decore com cerejas e folhas de menta. Se quiser tamb´m pode polvilhar açucar de confeiteiro para pareceer neve!

E se tiver coragem coma esta delícia! Ou pode deixá-lo decorando a sua mesa!

Dia de Ação de Graças

O dia de Ação de Graças, ou Thanksgiving não é uma tradição brasileira, mas eu cresci celebrando esta data sem entendê-la muito bem.

foto: http://fundacaobradesco.blig.ig.com.br/

Para todos os alunos da Fundação Bradesco, e eu era uma delas,  o mês de Novembro era o mês de ensair todas as tardes no “campão”, para, finalmente passar uma manhã inteira, ensolarada e quente dançando ao som de Roberto Carlos ao vivo televiosionado para todo o Brasil. Eu fui abelhinha, baiana, painel humano… E era só isso que eu me lembrava do Dia de Ação de Graças… Depois fui morar nos Estados Unidos e entendi um pouco mais sobre esta festa e o quão importante é esta data para os americanos.

Na verdade, o Sr. Amador Aguiar também estava celebrando sua “colheita” quando resolveu instituir esta festa dentro da Fundação Bradesco! E não importava a data. O importante era dar graças! E acho que todos nós deveríamos fazer isto também.

Me lembro que em casa criamos uma tradição. Na sexta feira seguinte a festa da Fundação Bradesco nos reuniamos celebrar com os amigos e montar a árvore de Natal. Minha mãe cozinhava um montão de coisas boas e pedia a cada amigo que levasse um enfeite para nossa árvore. Alguns anos depois os enfeites já estavam pendurados na parede pois não havia espaço na árvore que crescia a cada ano! Infelizmente essa tradição desapareceu de nossa casa. Acho que foi depois que saímos da escola e cada um seguiu o seu rumo…

Para celebrar por aqui, pensei em cozinhar os quitutes que minha mãe fazia nas nossas festas. Mas uma onda de nostalgia e saudade me impediu… Então resolvi aderir as tradições americanas e cozinhar meu peru! Um peito de peru para 4 pessoas já que hoje não tenho a casa cheia de amigos. Mas este sentimento me estimulou a retomar a tradição esquecida lá na casa do Parque Continental!

Peito de Peru de Ação de Graças

Recheio

1 colher de sopa de manteiga sem sal

1 cebola pequena picada finamente

1/3 de xícara de tâmaras picadas

1/4 de xícara de damascos secos picados

3 colheres de sopa de avelãs picadas

2 colheres de sopa de salsinha picada

2 colheres de sopa de sálvia picada

3 colheres de pão de forma moído (não use farinha de rosca pois seu recheio ficará muito seco)

sal e pimenta do reino a gosto

Peito de Peru

1 peito de peru desossado e se possível com a pele de aproximadamente 1 kg

sal e pimenta do reino a gosto

2 fatias de bacon

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 e 1/2 xícaras de vinho Marsala

A equivalência das medidas você pode checar aqui.
Comece preparando o recheio. En uma panela derreta a manteiga a fogo baixo. Adicione a cebola e refogue até que esteja translucida mas não dourada, mais ou menos 4 minutos. Deixe esfriar. Coloque as frutas, as avelãs, as ervas e a cebola em um processador de alimentos e triture até formar uma pasta. Transfira para um bowl, acrescente o pão moído e tempere com sal e pimenta.
Aqueça o forno a 180 graus e prepare o peito de peru. Faça um corte la lateral do peito de peru para abrir uma cavidade, mas não corte até o final para não separá-lo em duas fatias. Tempere com sal e pimenta e coloque o recheio deixando um espaço nas bordas para poder fechá-lo e o recheio não sair.
Coloque o bacon sobre o peito de peru. Isto ajudará a deixá-lo mais úmido. Amarre-o com barbante de cozinha para dar forma e assegurar que o recheio não escape!
Tempere com sal e pimenta e aqueça o azeite em uma frigideira. Doure o peito de peru em ambos os lados e transfir-o para uma assadeira e coloque-o para assar por 20 minutos. Retire do forno, vire o peito de peru e asse por mais 20 minutos ou até que um termômetro marque a temperatura interna de 75 graus.
Retire do forno, cubra com papel alumínio e deixe descansar por 10 minutos. Nesse meio tempo você prepara o glaceado.
Coloque a assadeira na qual foi assado o peru no fogo baixo e junte o vinho Marsala. Vá raspando todo o  fundo da assadeira com uma espátula ou colher de pau para aproveitar todo o sabor do seu assado. É aí que está todo o “sazón”!
Deixe reduzir para aproximadamente 5 a 6 minutos ou até que obtenha 1/4 de xícara de glaceado. Coe e reserve..
Para servir corte o barbante. Eu retirei as fatias de bacon, mas se você quiser pode deixá-las. Estarão muito saborosas! E pincele o glaceado por todo o peito de peru. Corte em fatias de aproximadamente 2 dedos de espessura e sirva com legumes. Mas antes de comer não se esqueça de dar graças!

Projeto verão em plena ação!

Quibe de Quinua e Legumes

Quibe de Quinua e LegumesApesar do tempo ainda estar maluco e eu continuar oscilando entre meus doces testes doces e meus pratos lights, continuo firme e “mais ou menos” forte no meu projeto verão. Ele está surtindo efeito, o que é bom…

E, para equilibrar estas duas realidades preciso de comidinhas deliciosas… ou caio em tentação e fico só na parte 2.

Como prometido por uma das nossas leitoras especiais nos comentários do post Fase light… mas com sabor!, recebi uma receita que testei e adorei! Perfeita para esta fase: nutritiva na medida certa, desitoxicante e super saborosa.

Vale a pena experimentar!

Receita de Quibe de Quinua e Legumes (receita da Chef Valéria Rúbio  do Parada Saudável)*

– 2 xíc. de quinua  pode ser branca, preta vermelha ou todas misturadas- fica bem bonito)

– 4 xíc. de água

– 3 xíc de abóbora japonesa cozida e espremida (medida após espremida)

– azeite, sal e noz-moscada a gosto

– 1/2 xíc. de brócolis picado

– 1/2 xíc. de ervilhas frescas

– 1/2 xíc. de alho-poró picado

– 1/2 xíc de shitake picado

– 1/2 cebola picada em cubos

– 20ml de sakê

Modo de Preparo:
Ferva a água e cozinhe a quinua, conforme orientação do produtor. Quando pronta, misture com a abóbora e tempere com a noz-moscada, sal e azeite. Reserve.

Refogue a cebola, o alho-poró, acrescente os demais legumes e o shitake. Flambe-os com o sakê e deixe-os
o mais al dente possível. Monte em um pirex, colocando metade da mistura de quinua, depois o recheio, cobrindo com o restate da quinua. Coloque no forno pré-aquecido a 200 graus por cerca de 15 minutos, para a massa secar um pouco.

Pronto, delicioso e super saudável!

 * Receita adaptada de original da Tatiana Cardoso do restaurante Moinho de Pedra (São Paulo)

Parada Saudável

Tel: +55 15 3282-3769

email: valeriamrubio@yahoo.com.br

 

Fase light… mas com sabor! Gnocchi de ricota e espinafre

Gnocci de Ricota com Espinafre - Receita

Gnocci de Ricota com Espinafre - ReceitaPassei uma semana no Rio. Essa cidade é maravilhosa mesmo! Como é bom ter aqueles dias ensolarados, brisa do mar… é impossível não se animar a dar uma passeada no calçadão, a comer uma comidinha mais saudável…

E para completar tudo isso, minha sogra resolveu me dar de presente uma semaninha de spa urbano, com direito a malhação, massagens e comidinhas maravilhosas planejadas pela Pique o espinafre bem miudinho. Pegue a ricota, de uma espremida com a mão para sair um pouco de soro e misture ao espinafre. Acrescente noz moscada, sal e pimenta do reino (eu pus bastante noz moscada). Molde bolas (como almôndegas) de cerca de 2 – 2,5cm de diâmetro e coloque em forma untada com um pouco de óleo. Com o dedo faça um buraco (um vale na verdade) no centro de cada bolinha, coloque um pedacinho de tomate em cada gnocci, salpique pistache e o queijo ralado. Leve ao forno pré-aquecido em 180 graus. Deixe assar por uns 15 minutos ou até o queijo dar uma leve dourada.

Servir imediatamente. Para cada prato, colocamos ao fundo um pouquinho do molho, por cima cerca de 7 – 8 bolinhas de gnocchi.

Maravilhoso!

Dia das crianças com atitude de gente grande!

Eu sempre comemorei o dia das crianças em restaurantes fast food, parques, cinema. Mas desde que fiquei grávida imaginava comemorar esta data com um grande feast ajudada pelo meu pequeno. Bem, nem sempre foi assim… Muito bebê, meu filho nem sabia do que se tratava esta data. Para ele era uma comida como outra qualquer aqui em casa.

Mas este ano resolvi fazer diferente. Com muito entusiasmo contei a ele sobre a data festiva e que deveriamos preparar o menu que ele quisesse  com muita guloseima e mãos a obra. E qual foi minha surpresa! Ele escolheu entrada, prato principal, sobremesa e guloseima. Então resolvi postar aqui o que uma criança que sabe das coisas (!) gosta de comer no dia das crianças. E o melhor é que todas as receitas são super fáceis de fazer e a garotada pode ajudar! Só lembre-se que a parte de cortar, cozinhar e assar deve ser feita por um adulto e nunca deixe sua cria sem supervisão numa cozinha!

Canudinhos de salmão defumado (serve 4)

100gr de salmão defumado em finas fatias

cream cheese

pepino

abacate

salsinha ou ciboulette para decorar

Descasque o pepino e retire as sementes. Corte-os em cuadrinhos. Faça o mesmo com o abacate. A partir daqui seu filhote pode colocar a mão na massa! Mescle o cream cheese com o pepino e o abacate. Unte o salmão com a pasta de cream cheese. Enrole e amarre com a ciboulette ou polvihe com salsinha picadinha. Eu ainda fiz umas firulas com o bico de confeitar! Afinal, estamos celebrando!

Maccaroni and cheese (serve 4)

*Perdão, mas este mac and cheese é simplesmente delicioso e super gourmet! Não há adulto que resista!

50gr de manteiga

50gr de farinha de trigo

300ml de leite

1/2 cebola

1 folha de louro

60gr de queijo gruyere ralado

40gr de queijo parmesão ralado

140gr de queijo mascarpone

sal, pimenta e noz moscada a gosto

400gr de maccaroni

Coloque o leite para ferver com a cebola e a folha de louro. Numa panela de fundo grosso prepare um roux; derreta manteiga e adicione a farinha cozinhando por alguns minutos a fogo baixo, até que tenha uma consistencia de areia de praia molhada.

Adicione o leite fervido descartando a cebola e o louro. Cozinhe por 5 a 6 minutos mexendo sempre até que tenha um creme liso e sem grumos. Você acaba de preparar um molho bechamel! Adicione os queijos gruyere e parmesão até que derretam. Salpimente e adicione noz moscada ao seu gosto. Misture o queijo mascarpone. Reserve.

Cozinhe a pasta em abundante água salgada que esteja fervendo. Eu uso a esta proporção. Quando estiver al dente escorra e sirva com o molho de queijos. Hmmmmmm!

Barcos de gelatina de camomila e frutas (faz 16 barquinhos)*

4 laranjas grandes

300ml de chá de camomila frio

400ml de suco de fruta (eu usei de melancia)

6 folhas de gelatina sem sabor

1 colher de chá de suco de limão siciliano

Açucar a gosto – eu não usei

16 palitos de churrasquinho

4 folhas de papel de arroz

Corte as laranjas pela metade. Retire toda a polpa e a membrana branca. Reserve. Ou deixe que seu pequeno se delicie, como aconteceu aqui!

Hidrate a gelatina em um pouco de agua fria por uns 5 minutos. Aqueça 100ml do chá de camomila, mas não deixe ferver. Esprema o excesso de água das folhas de gelatina e misture no chá quente. Dissolva completamente a gelatina e adicione o restante do chá frio, o suco de fruts e o suco de limão. DICA: não adicione a gelatina dissolvida ao líquido pois a tornará fibrosa!

Divida a mistura de gelatina nas metades de laranja. Deixe na geladeira durante toda a noite. No dia seguinte quando estejam firmes, corte as meias laranjas em quartos. Para facilitar aqueça uma faca em água quente.

Corte o papel de arroz em triangulos e passe o palito por eles. Espete nos “barquinhos” fazendo uma vela. Eu não tinha papel de arroz e usei papel sulfite. Só não deixe os pequenos comerem!!!

* Foto: http://www.stockfood.com/

Cookies de 3 chocolates  – Afinal é dia das crianças! (40 cookies)

125g manteiga pomada
1 xícara de açucar mascavo 220gr
1/4 xícara de chocolate em pó, peneirado
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 ovo
1 1/4 xícara de farinha de trigo

1 1/2 xícara de gotas de chocolate semi amargo e branco

Aqueça o forno a 170 graus. Em uma tigela  grande misture a manteiga, o açucar, o chocolate em pó, fermento, bicarbonato e o extrato de baunilha. Bata a massa até que obtenha uma massa homogenea e lisa. Adicione o ovo e bata até mesclar.

Adicione a farinha e as gotas de chocolate e continue batendo  até que se misture. Não bata demais. A massa terá uma aperencia de grumos. Assim é para ser!

Com uma colher de sorvete retire porções de massa e coloque em uma assadeira untada com manteiga ou forrada com papel manteiga.

Deixe espaços entre suas bolas de cookies pois eles se expandirão ao assar.

Asse no forno pré-aquecido por 12 a 15 minutos. Ao retirar os cookies do forno você sentirá que ainda estão suaves. Assim que devem ser!

Deixe na assadeira por 5 minutos e depois transfira-os para uma gradinha para esfriarem completamente (se você conseguir esperar! ).

Não coma quente. Dá dor de barriga! Hahaha!! Isto dizia a minha avó!

Agora algumas dicas para os seus pequenos comerem como o meu:

– Não escondam nem disfarcem os alimentos. Ao contrário. A comida fica muito mais interessante se a criança souber o que está comendo. Não só as vitaminas e nutrientes contidas num ingrediente são importantes, mas também a consciência do paladar.

– Prepare um prato atraente. Comemos primeiro com os olhos.

– Dê o exemplo. Muitas vezes a criança não come pois não vê os pais comerem determinado alimento ou rejeitam pelo mesmo motivo.

– Leve o seu pimpolho para o mercado com você e deixe que ele escolha as frutas e verduras. Depois em casa lave, descasque, brinque com os alimentos junto com seu filho.

– Se o seu pequeno já passou desta fase e já não quer saber de comer berinjela, por exemplo, prepare-a e coma na sua frente. E deixe a disposição para que ele tenha o interesse em experimentar.

Alguns livros e sites que adoro!

http://www.annabelkarmel.com

http://www.bbc.co.uk/cbeebies/bigcooklittlecook/makes/cookbook/

http://kitchenforkids.com/welcome/about.htm

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=753295&sid=92161312412109815022250374&k5=11BFF272&uid=

E a garotada se divertiu muito fazendo e COMENDO os cookies!!!

Um dia mais leve – Receita Salada Morna de Quinoa, Camarão e Lula

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarão e Lula

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarão e Lula

Depois dos abusos gastronômicos do fim de semana, eu – e mais 90% da população feminina – tento começar a semana com umas comidinhas mais leves… nem sempre consigo, mas sigo tentando e experimentando. E se levar em conta meus quilos a mais, acho que sigo experimentando mais que tentando… ; )

Uma destas receitas, que particularmente adoro, é a Salada Morna de Quinoa com Camarões e Lula. Vale a pena experimentar!

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarões e Lula

– 250g de Quinoa

-2 xic. de água (ou conforme indicação do produtor)

– 200g de camarão sem casca

– 200g de lula em anéis

– 10 vagens francesas cozidas “al dente” no vapor

– suco de 2 limões

– 1 cebola picada em cubinhos

– 1/2 xic. coentro e cebolinha picado miudinhas

– 1 dente de alho

– 1/2 pimenta dedo de moça sem semente

– 1 col. de sopa de molho de ostra

– 1 col. chá de óleo de gergelim

– sal e pimenta do reino à gosto

– 1 colher de óleo de girassol

Modo de preparo:

Limpar os camarões: fazer corte na parte superior e retirar o fio preto. Limpar as lulas (mesmo que vc já as compre em anéis, retire os pedacinhos de de cartilagem que fica). Em um pilão, socar o sal, alho, pimentas, e metade do coentro e cebolinha. Em seguida, acrescentar o suco de 1 limão. Jogar esta mistura no camarão e lula. Reservar.

Colocar a água para ferver. Quando levantar fervura, adicionar a quinoa, cozinhar como arroz até o grão ficar macio. Reservar.

Em uma frigideira, colocar o óleo de girassol. Quando estiver quente, acrescentar, a cebola. Em seguida, adicione o camarão e logo depois a lula. Esperar esbranquiçar e adicionar a quinoa e a vagem picada com cerca de 3 cm. Desligar e passar para uma vasilha, onde está misturado o molho de ostra, óleo de gergelim, o resto do coentro e da cebolinha e limão. Servir ainda quente.

Dica: Vale servir com uma salada de agrião.

Bom apetite!

Se eu não estiver por aqui, procure-me na cozinha! AKA – Cozinhando para celebrar

Confesso que sumi! (Ainda bem que tem a minha maravilhosa amiga, comadre, companheira de blog, prá alimentar as vossas almas)

Acreditem se quiser que ainda estou na novela – quase mexicana – de procura de casa. Já vejo até o capítulo de abertura onde Maria Guadalupe e José Miguel buscam insessantemente um lar para cuidar do pequeno rebento que acaba de nascer!… Bendita hora que resolvi mudar de casa achando que o mercado estava aquecido. Bem, está. Mas acho que ainda não chegou a minha vez. E já ouvi tant0: “Quem espera sempre alcança”, “O que é do homem o bicho num come”, ” Deixe nas mãos de Deus” que resolvi deixar mesmo nas mãos dEle e aproveitar meu “tempo livre” para voltar ao o trabalho. Assim continuaria sumida, mesmo!!! Mas desta vez era fácil me encontrar: na cozinha!

Esta semana cozinhei para celebrar. Foram 3 jantares maravilhosos. Um deles, um aniversário que foi um arraso! 3 da manhã e a turma, já super bem alimentada (!), não saia da pista de dança nem com reza braba! Adoro quando cozinho para celebrar. Na verdade, acho que sempre que cozinho estou celebrando algo. Pelo menos a minha oportunidade de cozinhar!!

Um dos outros jantares foi para uma amiga e excelente cliente que conheci aqui no México. É incrível como o tempo vai passando e a cada dia uma surpresa nova aparece na nossa porta! E esta amiga, para celebrar a amizade ofereceu um almoço para seis ladies who lunch regado a muita champagne, besteirol, fotos e um frango ao curry que estava divino! Eu já disse prá ela que não sei porque ela me contrata tanto para preparar seus jantares. Espero que ela não leia este post. Acho um tanto quanto remota esta possibilidade. Além de tudo ela é seguidora assídua do blog e a mais nova detentora de um Thermomix. Xiiiii. Agora acho que perdi o emprego, mesmo!!!

Frango ao Curry by AP (Serve 6)

1 frango (aproximadamente 1,2 kg) sem pele e cortado em pedaços.

2 a 3 cebolas médias picadas

3 colheres de sobremesa de genjibre fresco e ralado

5 dentes de alho picados

4 tomates médios picados

2 chiles verdes picados

3 colheres de sopa de óleo de canola

Sal a gosto

1 litro de água

2 colheres de sopa de coentro fesco picado

2 folhas de louro

2 sementes de cardamomo negro

4 sementes de cardamomo verde

2 paus de canela

4 cravos da índia

1 colher de chá de pimenta preta inteira

2 colheres de cha de cominho moído

1 colher de chá de coentro moído

1 colher de chá de garam masala *

1 colher de chá de pimenta chili moída

1 colher de chá de açafrão da terra ou cúrcuma

Lave a limpe o frango. Reserve.

Aqueça o óleo em uma panela de fundo grosso. Adicione a cebola e todas as especiarias inteiras – não as moídas! e frite até a cebola começar a ganhar um tom translucido, aproximadamente 5 minutos.

Adicione o alho, gengibre e continue refogando, sempre mexendo até a cebola estar dourada. Adicione o frango e as especiarias moídas, exceto o garam masala. Frite o frango até que esteja bem dourado e coberto por todas as especiarias.

Agregue os tomates e o chilli e cozinhe por 15 minutos em fogo lento. Adicione a éagua, garam masala e o coentro e deixe cozinhar por 10 minutos até que o frango esteja cozido e o caldo tenha espessado.

Sirva com arroz com grãos de cominho e naan.

*garam masala é uma mescla de especiarias muito usada na cozinha indiana. A composição varia de região para região, havendo uma grande variedade por toda a Índia. Alguns dos ingredientes mais comuns são grãos de pimenta preta e branca, cravo, louru, cominho, sementes de cominho, canela, cardamomo,  noz-moscada e sementes de coentro.

Doce festa

Doce festa infantil

Doce festa infantilPromessa é dívida. E para completar o post anterior sobre a festa de aniversário da minha filhota, agora conto para vocês os detalhes da parte mais doce da festa! Para relembrar, o cardápio dos docinhos foi: 

Brigadeiro tradicional e com bolinhas crocantes, Brigadeiro branco com côco e com castanha de caju,  Canudinho, Cocadinha mole,  Cajuzinho no copinho, Goiabada com queijo no copinho, Bolo de Margarida.

Vamos ao que interessa, as receitas,  que são para o rendimento de 25 unidades – depende muito do tamanho da bolinha / copinho e das lambiscadas da turma. Lá em casa, fiz uma receita a mais para os ajudandes se esbaldarem… Ah! E considere, pelo menos, 8 unidades de docinhos por pessoa.

 Brigadeiro tradicional  ou com bolinhas crocantes

– 1 lata de leite condensado

– 1 col. sopa de chocolate em pó

– 1 col. sopa de menteiga

-1 gema

– chocolate granulado, raspas de chocolate ou confeito de chocolate crocante para cobrir.

– cerca de 25 forminhas número 4

Modo de preparo: Colocar todos os ingredientes em uma panela e cozinhar em fogo bem baixo e mexendo sempre até a massa se descolar completamente do fundo. Despejar em vasilha untada. Quando esfriar, fazer as bolinhas, passar pelos confeitos e colocar em forminhas.

 Brigadeiro branco com côco ou castanha de cajú: para este doce utilizar os ingredientes acima (exceto chocolate em pó e para confeitar) e para confeitar utilizar côco ralado – branco ou queimado – e xerém de castanha de cajú. O modo de preparo é igual.

Canudinho como fazer CanudinhoCanudinho: Este é uma história a parte. Minha mãe não gosta dos canudinhos comprados prontos por causa do gosto do óleo, da crocância etc. Portanto, fizemos o canudinho, mas para que ninguém desista de fazer a festa ao ler este pedaço, vou considerar a massa pronta, ok? Então não tem mistério, rechear a massa do canudinho com o doce de leite e passar no açúcar. Mas este é o doce que deve ser feito no dia da festa para ficar bem crocante.

Cocadinha mole:

– 1 côco maduro grande inteiro

– 600g de açucar

Modo de preparo:  Retirar a água do côco reservar. Ralar o côco e reservar. Em uma penela, levar o açúcar e a água de côco ao fogo brando e fazer uma calda em ponto de fio. Adicionar o côco. Desligar e deixar esfriar. Nesta festa, fiz a cocadinha mole em copinho. Se quiser serví-la cortadinha, deixar secar mais um pouco no fogo.

 Cajuzinho no copinho

– 1 lata de leite condensado

– 300g de amendoim sem casca torrado e moído

– 1 col. sopa de chocolate em pó

Modo de preparo:  Misturar todos os ingredientes, reservando apenas 2 col. (sopa) de amendoim, e distribuir nos copinhos. Enfeitar com o amendoim.

Goiabada com queijo no copinho

 – 500g de uma goiabada mole de qualidade (eu particularmente gosto de uma que se chama Zélia)

– 1 pote de cream cheese ou 200g de queijo minas meia cura.

– 250g de creme de leite fresco.

Modo de preparo: Distribuir a goiabada entre os copinhos e reservar. Bater o creme de leite em chantily e adicionar o queijo. Com a ajuda de um saco de confeitar, colocar sobre a goiabada.

Bolo MargaridaBolo de Margarida – finalmente!!!!

Eu fiz 2,5 receitas de bolo, sendo 1,5 de chocolate e outra de laranja em forma retangular grande. E delas cortei as pétalas com molde que desenhei em papel manteiga. Foram 12 pétalas cortadas. A receita do bolo de laranja, você tem aqui no blog, a receita do bolo de chocolate é um que eu adoro e que aprendi com uma doceira de mão cheia, a Paulinha do Doce Lucila. Os dois fizeram o maior sucesso. Vamos ao resumo do que é necessário:

– 1 receita de bolo de laranja 

– 1,5 receita de bolo de chocolate

– 1 receita de brigadeiro tradicional, mas retirá-lo do fogo um pouco antes do ponto de enrolar

– 1 receita de casca de laranja em calda

– guaraná, água de rosas para cozinha ou calda de laranja para molhar o bolo.

– 1 receita de quindim 

– 1 receita de glacê real para a cobertura

Bolo de chocolate

Ingredientes (a minha receita está um pouquinho diferente da da Paulinha por causa do açucar mascavo ok?):

– 2 xíc de farinha de trigo

– 1 xíc. e 3/4 de açúcar mascavo

– 1 col. sopa de fermento

– 3/4 de xíc. de chocolate em pó

– 1 copo de iogurte natural(170ml)

– a mesma medida (copo iogurte) de óleo

– 3 ovos

Modo de preparo:  Bater os ovos, o iogurte e o óleo no liquidificador. Misturar os ingredientes secos numa vasilha a parte. Juntar tudo nessa vasilha. Misturar até ter bolhas estourando na massa. Colocar numa forma untada com manteiga e farinha de trigo.

Casca de laranja em calda

– 250g de casca de laranja deixada de molho em água por 24h (trocar pelo menos umas 4 águas durante o processo)

– 500g de açucar

-200ml de água

– 200g de creme leite

Modo de preparo:  Em uma penela, levar todos ingredientes (exceto creme de leite) ao fogo brando e deixar cozinhar até a fazer ponto de fio. Desligar e deixar esfriar. Na batedeira, bater o creme de leite em chantily. Desligar a batedeira, acrescentar o doce, deixando um pouco da calda separada para molhar o bolo. Misturar levemente até ter um creme homogêneo.

Glacê real – separar em 2 porções. Fazer 1/2 receita. Depois outra 1/2 receita, para não ressecar.

– 4 claras de ovos

– 1 kg de açúcar de confeiteiro

– suco de 1 limão

Modo de preparo: Bater as claras em neve. Quando estiverem bem firmes, acrescentar o açúcar – uma colher de cada vez (dica da minha mãe). Depois que estiver completamente diluído o açucar, colocar o suco do limão e bater mais um pouquinho. Utilizar imediatamente.

Quindim

– 6 gemas de ovos caipira

– 6 ovos caipinhas inteiros

– 50g de manteija sem sal

– 175g de açucar

– 125g de côco ralado

Modo de preparo: passar as gemas em peneira (não passar a colher na parte de baixo). Reservar. Derreter a manteiga. Misturar todos os ingredientes e colocar em forma untada com manteiga e açucar (a forma deve ter o tamanho do miolo da flor). Colocar em uma forma maior com um pouco de água e um pano de prato – funcionará como um cozimento em banho-maria. Levar para assar em forno já pré-aquecido a 180 graus até ficar dourado por cima.

Bolo Margarida – Montagem:

Em uma bandeja redonda de 45-50 cm dispor as pétalas já cortadas, sendo uma de chocolate outra de laranja. Umidecer cada pétala com cerca de 2 col. (sopa) de calda ou guaraná. Rechear cada bolo com o seu recheio (brigadeiro e creme de laranja). Colocar a sua pétala correspondente. Umidecer. Cobrir com o glacê real da seguinte forma: fazer uma primeira camada de glacê, cobrindo todo o bolo. Deixar secar. Fazer nova receita (1/2 porção) e confeitar com bico. Quando o quindim estiver frio, virar no miolo da flor. Salpicar açúcar colorido (verde) na bandeja, entre as pétalas. Voilá!

Para finalizar não podia deixar de agradecer ao carinho e dedicação de todos que me ajudaram a  fazer esta festinha à distância, principalmente à minha mãe querida e amada, que tanto me inspira. A maioria das receitas deste post são dela. Boa festa!!!!!!