Festa de 1 ano?!?!?!

Bolo de Margarida

Bolo de MargaridaMais uma vez paguei língua neste universo da maternidade! Sempre falei que não faria festa de um ano para filho meu, que isso é gastar dinheiro à toa etc…E, é claro, acabo de comemorar o aniversário de um ano da minha filhota! E para piorar (ou melhorar…), eu recomendo!!! Ela se divertiu horrores! Eu sei, eu sei, muitos devem estar pensando: azar o seu! O que isso tem a ver com o blog? A resposta é: a festa teve tudo a ver com o blog!

Resolvi que faria uma festinha caseira, bem no estilo das festinhas de quando eu era criança. Envolvi a família toda. Todo mundo teve participação: receitas, mão na massa para fazer salgadinhos, docinhos, enfeites etc! Por isso saí um pouco do ar nestes últimos dias. Mas agora vamos ao resultado… (pena que vocês não podem provar as fotos, mas meus quilos a mais podem provar que estava tudo muito maravilhoso!)

Quer fazer uma festinha de criança? Você não precisa fazer tudo, mas dá um prazer danado ver todo mundo elogiando suas maluquices…  ; ) Experimente!

Sugestão de cardápio (para umas 20 pessoas):

Salgados:  Pipoca, Cachorro-quente, Coxinha de frango, Mini quibe assado

Doces: Brigadeiro tradicional e com bolinhas crocantes, Brigadeiro branco com côco e com castanha de caju,  Canudinho, Cocadinha mole,  Cajuzinho no copinho, Goiabada com queijo no copinho, Bolo de Margarida

Receitas  (vou colocá-las aos pouquinhos para não cansar ninguém! Começamos pelas salgadas:

– Pipoca foi a de microondas (escrevi certo? – essa nova regra está me matando…) mesmo. Só pus em pacotinhos pequenos para ficar mais charmosa.

– Vou pular a receita do cachorro-quente. Se alguém tiver dúvida, eu tiro, ok? Ah! Dica: enrole o pão em quadradinhos de papel manteiga para levar à mesa.

Coxinha de frango – (cerca de 60 unidades)

– 1 peito de frango grande

– água para cozinhar o frango

– 1 cebola

– 2 tomates

– 1 cenoura

-1 talo de salsão

– alho, sal a gosto

– 1 punhado de salsinha picada

– 1/2 kilo de farinha de trigo

– 2 claras de ovo

– farinha de rosca para empanar

Modo de Preparo:

Temperar o frango com o sal, alho, deixar marinar por 1 hora. Picar a cebola, cenoura, salsão e o tomate bem picadinho. Na panela de pressão refogar o frango, acrescentar os legumes, refogar por mais 1 minuto, colocar água o suficiente para cozinhar o frango na pressão (normalmente não cozinho na pressão, mas fica mais fácil para desfiar… na correria, vale a pena). Quando estiver cozido, tirar o frango, desfiar. Acrescentar a salsinha picada e corrigir o sal, se necessário. Reservar.

  O resto do caldo, peneirar, medir e levar ao fogo novamente. Completar com água (se necessário) para ter o mesmo volume de caldo que de farinha – (1/2kg de farinha = 5 xícaras de caldo). Quando começar a levantar bolhas, desligar, acrescentar a farinha, misturando para não ficar com grumos (bolinhas de farinha). Virar a massa em uma mesa e amassar até ficar bem lisa. Fazer bolinhas pequenas e, com o dedo,  uma cavidade; colocar o recheio (que deve estar bem sequinho), modelar, puxando a massa com todos os dedos da mão, para fazer o formato de coxinha. Reservar. Após modelar tudo, passar as coxinhas na clara e em seguida na farinha de rosca. Fritar em óleo bem quente. Retirar com uma escumadeira e colocar em prato com folha de papel toalha. 

Mini quibe assado

– 1 kg de trigo

– 700g de carne moída

– 100 g de farinha de mandioca

– 1 colher de sopa de canela moída

– sal a gosto (coloquei uma colher de sopa)

– pimenta a gosto

– 1 cebola

– 2 dentes de alho

– 1 punhado de hortelã

Modo de preparo:

Deixar o trigo de molho em água até amolecer o grão. Escorrer a água restante e espremer com a mão os grãos para retirar o excesso de água. Reservar. Triturar todos os temperos. Misturar todos os ingredientes (trigo, carne, temperos e farinha) até a massa ficar bem homogênea. Corrigir o sal, se necessário. Modelar os kibes do tamanho desejado (eu fiz com cerca de 3 cm), colocar em uma formar untada com azeite e colocar para assar em forno pré-aquecido a 180 graus. Pode pré-assar e, na hora da festa, só finalizar.

Nota: a farinha de mandioca serve para não rachar o quibe.

Nota 2: estas receitas são de uma quituteira de mão cheia, a Ana. Muito obrigada pela ajuda e carinho!

No próximo post, coloco as receitas dos docinhos e do bolo… aguardem!

Uma mulher Pioneira!

Créditos www.thepioneerwoman.com

Ando numa fase horrível. Muito estresse, cansaço, desencontros… Então nessa hora, nada de ir para a cozinha. Acredito muito nos efeitos que o humor causam na comida. Não é à toa que meus filmes favoritos relacionados com comida são “A Festa de Babette” e “Como água para Chocolate”. Ah… Ganhei o livro deste último em caderninhos de receita. Tão lindo!

Então tirei a semana de folga e me enfiei no sofá, deprimida, deixando que a vida, em seu curso normal, resolva meus problemas. Grande tolice… Só perdi tempo. Well, descansei um poquinho e perdi alguns quilos. Não levantei nem para comer! ;o)

E hoje resolvi trabalhar um pouquinho. Não é justo com vocês leitores deixar o barco à deriva e toda a família sem comer por não haver receitas novas no blog! Mas precisava de alguma inspiração… Então fui vasculhar no computador os textos que já tinha rascunhado, os blogs que já tinha visitado e encontrei a melhor inspiração que poderia ter num dia como hoje: The Pioneer Woman (abriu um sol maravilhoso agora e entrou pela janela do meu quarto. Será um sinal dos céus?!) Levante-se daí! hahaha

Ree é uma mulher incrível. Parece ficção. As vezes nem acredito que ela seja real! Garota mimada da cidade que se apaixona por um cawboy e vai viver num rancho no meio do nada Nos Estados Unidos? Não parece mesmo roteiro de um romance? Bem, ela está escrevendo um! Mas que mulher inspiradora! Eu no lugar dela já teriado cortado os pulsos e servido pro jantar! Deem uma espiada lá. Além de cozinhar ela faz um montão de coisas! Então ela é uma fonte inspiradora pra muita gente!!!

Mas mas voltando ao blog, acho que tudo estava se conjuminando para eu ir para a cozinha. Meu marido entrou correndo no quarto dizendo: “Fulano topou reunir a turma hoje prum jantarzinho. Não se preocupe, coisa simples!” Coisa simples pra 10? Já são 11 horas! Vamos já para o fogão! Mas antes, passei pelo blog da Ree e me deliciei com sua vida! E ela me inspirou muito a sair deste sofá! Era tudo o que eu precisava!

Jantar rapidinho para os Amigos (Serve 10)

2 filés de salmão inteiros (ou seja, 1 salmão inteiro sem cabeça, rabo, espinhas ou pele – peça para seu peixeiro fazer isso!)

900 gr de creme de leite fresco

1 ramo de dill

raspas de 1 limão (de preferencia amarelo)

Sal e pimenta a gosto

20 tomates beef

500 gr de semola (couscous marroquino)

700 ml caldo de legumes

Azeite de oliva, o quanto baste

200 gr azeitonas verde e pretas picadas

1 cabeça de alho picado

1 cebola picada brunoise

2 colheres de sopa de salsinha picada

Limpe as aparas da barriga do salmão e ajeite-o numa assadeira que caiba os 2 filés um ao lado do outro. Tempere com sal e pimenta e polvilhe as raspas de limão. Destrosse o dill por cima do salmão. Pode-se usar uma tesousa! Cubra os filés com o creme de leite. Reserve.

Corte uma tampa nos tomates e retire as sementes deixando-os com uma cavidade para serem recheados. Unte-os com azeite de oliva por fora.

Prepare o couscous. Coloque-o num refratário raso, mas que comporte bem a semola. Ferva o caldo de legumes e despeje sobre o couscous. Tampe e espere 5 minutos. Enquanto isso refoque a cebola, o alho em abundante azeite de oliva. Quando a cebola estiver tomando uma cor dourada, junte as azeitonas. Sazone com sal e pimenta. Volte ao couscous e separe-o com um garfo. Junte o refogado ao couscous e prove o tempero. Recheio os tomates.

Isso tudo pode ser feito antecipadamente. Agora vá se arrumar pois seus convidados estão chegando. Assim que eles chegarem, aqueça o forno a 180 graus.

Coloque o salmão e os tomates recheados de couscous para assar por 20 minutos. Sirva este delicioso salmão com tomates recheados sem nenhum estresse com um maravilhoso vinho branco . Aproveite para se divertir e dar muitas risadas!


P.S. Neste jantar também foi servido uma perna de cordeiro assada e uma torta de amendoas e ameixas frescas. Mas estas receitas ficam pra depois!

Dia dos Pais

Shanks de Cordeiro

Quer curtir seu pai e toda a familía com o melhor presente? Então, cozinhe você o almoço! 

Sugerimos aqui um menu super simples, delicioso, confortante e que não levará horas para fazer. Enquanto está tudo no forno você curte o paizão e ainda ganha os méritos de cozinheira do ano!

Nota especial: Este menu foi preparado carinhosamente para os pais maravilhosos que nossos filhos tem! Feliz Dia dos Pais!

Sugestão para 6 pessoas

Entrada:  Salada de rúcula e camembert

Prato Principal:  Shank de Cordeiro com polenta cremosa

Sobremesa: Torta de maçã

Salada de Rúcula e Camembert

– 3 maços de rúcula orgânica

– 6 queijos camembert pequenos (3cm de diâmetro)

– 2 ovo

– 1  xícara de farinha de rosca

– 1 xícara de castanha de cajú moída

– 3 colheres de sopa de vinagre balsâmico com pera (este é melhor porque é mais adocicado e a pera combinha com o queijo, mas pode-se substituí-lo pelo tradicional)

– 9 colheres de sopa de azeite de qualidade

– sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:

Lavar as folhas de rúcula, secar, dispor em pratos individuais e reservar.

Bater ligeiramente com um garfo os 2 ovos em uma vasilha aberta. Misturar a farinha de rosca e castanha e colocar em outra vasilha aberta. Pegar os queijos e empanar, passando-os pelo ovo e depois pema mistura da farinha. Repetir este processo por 2 vezes, cobrindo toda a superfície do queijo.

Colocar os queijos empanados para dourar em uma frigideira antiaderente, untada com óleo,  aquecida em fogo baixo. Virar cuidadosamente com uma pinça ou espatula, até dourá-lo por completo, inclusive as laterais.

Enquanto isso, misturar o azeite, vinagre, sal e pimenta, emulsionando ligeiramente com um misturardor ou garfo até engrossar um pouco. Distribuir o molho sobre as folhas e colocar os queijos sobre tudo. Servir imediatamente.

Shank de Cordeiro com polenta cremosa

– ½ xícara de farinha de trigo
– 6 shanks de cordeiro
– Sal e pimenta-do-reino, o quanto baste
– 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
– 2 colheres (sopa) manteiga
– 2 cenouras, finamente picadas
– 1 cebola, finamente picada
– 1 talo de salsão, finamente picado
– 1 ramo de alecrim picado
– 2 colheres (sopa) de tomilho picado
– 4 dentes de alho picados
– 2 xícaras de caldo de galinha
– 2 xícaras de vinho tinto
– 200 g tomate pelado, sem sementes e picados
– ½ litro de água
– ½ litro de leite
– 1 xícara de fubá de milho pré-cozido ou polenta pré cozida
– 4 colheres (sopa) de manteiga
– sal a gosto

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 160 graus. Cubra a ponta do osso de cada shank com papel alumínio. Isso ajudará que o pouco de carne que estiver no osso não se queime e manterá uma aparência melhor. Tempere a carne com sal e pimenta. Passe a carne pela farinha.

Em uma panela suficientemente grande que caibam os 6 shanks e que possa ir ao forno aqueça 2 colheres de azeite e 2 colheres de manteiga. Coloque a carne para dourar, uma de cada vez, para que a temperatura do azeite não caia e você não acabe cozinhando a carne ao invés de dourá-la. Reserve.

Em fogo médio, despeje as duas colheres restantes de azeite na panela. Adicione a cenoura, a cebola, o salsão, o alecrim e o tomilho e refogue, mexendo até que os vegetais estejam tenros – de 6 a 8 minutos. Acrescente o alho e cozinhe por mais 1 minuto.

Regresse a carne para a panela. Tenha o cuidado de colocá-las em pé, ou seja, os ossos para cima. Acrescente o vinho e espere que o alcool se evapore. Uns 3 a 4 minutos. Misture o caldo de galinha e os  tomates com o refogado da panela. Cozinhe em fogo baixo com alguns minutos de fervura e retire a espuma que vai se formando com uma escumadeira. Tampe a panela e leve ao forno por cerca de 2 horas, até que a carne esteja bem macia, começando a soltar do osso.

20 minutos antes de terminar o cozimento da carne, prepare a polenta. Coloque a água para ferver com a manteiga. Misture o fubá com o leite. Quando a água levantar fervura acrescente a mistura de fubá e cozinhe, em fogo baixo mexendo sempre até que a polenta esteja cremosa (o tempo de cozimento dependerá do fubá que você utilizar. Dê uma checada nas instruções da embalagem). Corrija o sal, se necessário.

Para servir (nada de panelas sobre a mesa!), retire o papel aluminio dos ossos. Coloque uma porção de polenta no prato e por cima um shank de cordeiro. Regue com o molho.

Torta de maçã

– 2 xícaras de farinha de trigo
– 2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
– 150 g de manteiga gelada, cortada em pedaços
– 4 a 6 colheres (sopa) de água

Recheio (pode ser preparado com antecedência):
– 1,5 kg de maçãs
– 1/3 xícara de farinha de trigo
– 1/2 xícara de açúcar mascavo
– 1/2 colher (chá) de canela em pó
– 1/4 colher (chá) cravo moído
– 1/4 colher (chá) anis estrelado moído
– Suco de 1 limão
– 2 colheres (chá) de conhaque

Cobertura:
– 1/3 xícara de açúcar
– 1 gema de ovo

Modo de preparo:

Aqueça o forno a 160° C. Misture a farinha, o açúcar e a manteiga num processador de alimentos utilizando a tecla pulsar até que obtenha a consistência de farofa. Não bata muito pois a manteiga se derreterá e não é isso que queremos! Transfira esta farofa para uma bancada de trabalho. Adicione a água, uma colher de cada vez e amasse delicadamente com as pontas dos dedos até formar uma massa homogênea. Leve à geladeira por aproximadamente 15 minutos para descansar.

Misture os ingredientes secos do recheio. Descasque e fatie as maçãs (para esta torta eu prefiro pedaços ou fatias grossas) acrescente o limão, o conhaque e a mistura acima aos poucos. Deixe descansar para formar caldo.

Montagem da torta:
Divida a massa em duas partes. Abra em superfície enfarinhada com um rolo na espessura de 3 mm ou entre duas folhas de clingfilm para facilitar a transferência para a forma.

Transfira a massa para uma forma ou pirex de 24 cm untada com manteiga, deixando uma borda para fechar depois com a parte superior. Coloque o recheio, mas sem muito caldo e cubra com o restante da massa. Aperte as laterais como na foto. Faça cortes na tampa para que saia o vapor.

Pincele com a gema e polvilhe o açucar. Asse em forno pré-aquecido por cerca de 45 minutos ou até dourar. Sirva quente acompanhada de uma bola de sorvete de creme.