Como eu gosto de Feijão Tropeiro!

Feijao tropeiro

Feijao tropeiro jpegBom dia!!! Hoje é sexta-feita e já estou em ritmo de fim de semana! 

Não sei como demorei tanto tempo para escrever esta receita. Talvez porque seja tão comum fazer feijão tropeiro lá em casa, que sempre deixava para a próxima postagem.

Esta foto mesma foi feita às pressas, antes que todos atacassem…

Sempre que chegamos em BH, somos recepcionados com um tropeirinho, quer seja feito em casa, quer seja o do Mercado Central (recomendo muuuito!). O prato é tão amado pelos mineiros que é a atração gastronômica até no Mineirão, nosso principal estádio de futebol. É… feijão tropeiro e futebol, combinam! 

Mas nem preciso dizer que o da minha mãe é o melhor da cidade, né?

NOTA: Mineiro é meio italiano até nisso, os pratos da mãe são sempre os melhores e não discuta isso! Mas te juro que o da minha mãe é o melhor da cidade.. talvez do mundo… quiçá do universo!

Enfim, é uma vergonha ele não fazer parte do Memórias ainda. Então, “bora” corrigir este erro!

Este prato é de fácil preparo e pode ser um prato único ou pode ser acompanhado de uma couvinha refogada, arroz branco e o ovo frito (o meu com gema mole, por favor.).

Feijão Tropeiro da D. Eloíza
Print
Ingredients
  1. - 500g de feijão vermelho
  2. - 450g linguiças calabresa
  3. - 250g de bacon cortado em cubinhos pequenos
  4. - 1 cebola grande cortada em cubinhos
  5. - 5 dentes de alho picados miudinhos
  6. - 1 maço cheiro verde (metade de salsinha e metade de cebolinha)
  7. - 4 ovos
  8. - farinha de mandioca torrada, o quanto baste
  9. - sal e pimenta do reino à gosto
Instructions
  1. 1- Cortar as linguiças ao meio ao longo do seu comprimento e levar ao forno com o bacon já em cubinhos para assar e tirar a gordura por volta de 40 minutos. Escorra o óleo que saiu, e pique a linguiça em cubinhos pequenos e reserve. (não corte antes de assar para não ficar ressecada)
  2. 2- Cozinhar o feijão, com uma folha de louro, coberto por água na panela de pressão por cerca de 15 min (ele deve ficar cozido e firme e cozinha bem rápido, por isso é importante ficar atento).
  3. 3- Em uma panela grande, refogar a cebola em um pouco de óleo (pode-se utilizar um pouco da gordura do bacon que foi assado), acrescentar o alho. Refogar por mais 1 minuto.
  4. 4- Acrescentar a linguiça e o bacon já assados e picados em cubinhos. Em seguida, acrescentar o feijão já cozido (apenas os grãos sem o caldo). Misturar delicadamente para não quebrar os grãos.
  5. 5- Enquanto o feijão vai pegando o gosto das carnes, em uma frigideira, com um pouco de óleo (ou gordura do bacon), frite os ovos. Quando a clara começar a ficar firme, com a própria espatula, quebre-os. Teremos ovos mexidos, mas com pedaços de clara e gemas separados. Tempere com um pouco de sal.
  6. 6- Acrescente os ovos à mistura do feijão, teste o sal. Se for necessário, acrescente mais sal e pimenta, à seu gosto (eu adoro colocar pimenta dedo de moça picadinha também).
  7. 7- Por último, acrescentar a farinha e o cheiro verde.
  8. Servir imediatamente.
Notes
  1. Como falei, o feijão tropeiro pode ser um prato único. Mas sempre sirvo com acompanhamento. O mais perfeito para o feijão tropeiro, para mim, é uma couve bem fininha, refogada com alho, um ovo frito com gema mole e arroz branco.
  2. Bom apetite!!!
Adapted from Letícia Villela
Adapted from Letícia Villela
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
 Bom apetite!!!

 

 

 

Torta com massa de semente de girassol sem lactose e sem glúten, claro!

Visitamos ( Letícia e eu) a padaria Lilóri em São Paulo, especializada em produtos sem lactose, glúten e soja . Lugar aconchegante e  tudo muito gostoso.  Sai de lá cheia de ideias. 

No início da minha incursão pela culinária saudável profissional, foquei em alimentos sem glúten, testei muitas receitas e fiz vários cursos . E neste mundo das restrições, a busca pela textura, vai além do sabor.  Fui atrás de TODAS as farinhas sem glúten existentes no mercado: farinha de arroz, de amaranto, de grão de bico,  flocos de quinua, farinha de maracujá, de berinjela e por aí vai. O problema é que o glúten é que torna a massa elástica e claro, fazer um pão sem glúten com a mesma textura do de trigo, quase impossível. Peraí, nada é impossível!Lilóri chega lá!

Tenho uma amiga que faz uma dieta sem glúten, sem lactose e sem açúcar para o seu filho autista. Impressionante como o Juninho melhorou depois de poucos meses de dieta. Nós duas trocamos muitas receitas e principalmente dicas de uso de ingredientes mais fáceis de encontrar aqui no interior. E por isso, comecei a usar  farinha de milho, fubá, farinha de mandioca, o resultado é muito bom. Depois disso, parti para pesquisas mais generalizadas de alimentação saudável. E mesmo assim, num mundo que os cardápios com poucas opções, com pão francês e leite de manhã,  pizza de muçarela  no almoço e esfiha no jantar, conhecer opções sem glúten e sem lactose abre horizontes,  inclui sabores e nutrientes importantes.

 A semente de girassol é um ingrediente que vivo testando. Possui alto teor de vitamina B, é rica em gorduras poli-insaturadas (ômegas 3 e 6) e também contém vitaminas E e A. São fontes de cálcio, fósforo, potássio e magnésio.E além disso, fácil de achar!  E essa torta? Ficou ótima! Macia por dentro e crocante por fora. Sobremesa perfeita para uma visita vegana rs! Rápida e agrada a todos os paladares! 

Espero que gostem, como eu ! Beijo e até a semana!

 

 

 

Torta de massa de semente de girassol
Print
Ingredients
  1. 1 xícara de semente de girassol descascada
  2. 1 colher sopa de azeite de oliva extra virgem
  3. 100g de tofu firme orgânico
  4. 1/2 xícara de açúcar fit ( stévia+demerara)
  5. 6 colheres de sobremesa de geleia orgânica sem açúcar
  6. raspas de limão
Instructions
  1. Leve ao fogo baixíssimo (aquele que a chama fica quase invisível) a semente de girassol e o azeite. Assim que estiver ligeiramente dourado, desligue. Em um processador, depois de frias, processe bem a semente de girassol, até virar uma farinha. Acrescente o tofu e a açúcar fit. Assim que formar uma massa uniforme desligue. Em forminhas de silicone untadas com óleo ou azeite, coloque uma colher de sopa de massa, alise e alinhe. Leve ao forno preaquecido a 180º por aproximadamente 20 minutos. Retire delicadamente a massa e sirva com 1 colher de sopa de geleia e raspas de limão.
Notes
  1. Você pode substituir o açúcar fit por açúcar. A geleia pode ser substituída por qualquer recheio que a sua imaginação permitir ou o que tiver na geladeira rs.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Creme de brócolis com ghee, conforme prometido!

Depois da repercussão do post passado, posso concluir sem medo de errar que o ghee é um sucesso rs! O legal é que o”ouro do leite” a maioria das pessoas pode consumir, com moderação, é claro! É uma gordura de origem animal, calórica, mas do bem rs!

Eu adoro o desafio de trabalhar com alimentos polêmicos, como berinjela, abobrinha e o brócolis pode ser colocado nesta lista. Pelo sabor e como o preparo tradicional é cozido, produz um odor pouco agradável e as pessoas não curtem tanto! Porém,  se refogado com ghee, o resultado é muito sabor.

O brócolis, além do seu elevado teor de cálcio,  estudos recentes relataram que contém um elemento fitoquímico que inibe o desenvolvimento da bactéria Helicobacter pylori (H Pylori) é a causa principal de gastrite e úlcera estomacal. Um santo remédio!

Esse creme de brócolis cai bem nestes dias de frio que daqui a pouco se despedirão, principalmente aqui no interior de São Paulo que só esfria um pouco quando o sul do Brasil neva ( um pouquinho de exagero rs, mas só um pouquinho)!

Se o seu ghee está pronto, dá pra fazer pro jantar!Bom apetite! E até semana que vem! 

Creme de Brócolis com ghee
Print
Ingredients
  1. 1 brócolis picado ( use os talos e folhas)
  2. 1 colher de sopa de ghee
  3. 1 cebola média em fatias
  4. 1 litro de caldo de legumes ou de frango
  5. sal a gosto
Instructions
  1. Em uma frigideira refoge a cebola no ghee até ficar transparente. Acrescente o brócolis e refogue por 5 minutos. Deixe esfriar. Liquidifique o brócolis, a cebola e o caldo. Ajuste o sal. O sabor é sensacional, eu garanto rs!
Notes
  1. Não tem caldo em casa? Prepare o seu: 1 e1/2 litros de água, sal, 1/2 cebola, 1/2 cenoura e 1 folha de couve leve ao fogo alto. Ao ferver, abaixe o fogo, deixe cozinhar por 15 minutos e desligue. Deixe esfriar com a panela tampada. Obs: talos e cascas também podem ser usados no caldo, assim diminuímos o desperdício na cozinha!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Nós também temos ghee!

Este é um post a quatro mãos! Essa foto linda foi feita pela Letícia! Fazer o ghee foi uma questão de honra pra nós rsrs!

O ghee é uma manteiga purificada ( como dizem os adeptos da a ayurveda ) que nada mais é que a manteiga sem caseína – proteína do leite. Descobri, estudando para este post, que a manteiga já tem uma quantidade insignificante de lactose.

 Todo mundo conhece alguém com intolerância a lactose/caseína! Minha irmã descobriu depois de muito sofrimento! Então, começou uma vida nova, uma vida sem leite e seus derivados. No caso da Viviane que tomava leite de manhã, comia queijo à tarde e iogurte à noite ( não necessariamente nesta ordem) não foi fácil não! Mas, dá pra viver sem lactose e caseína! E com prazer!

É necessário mudar hábitos! E ter algo pra substituir o que é proibido é um alento! Você pode substituir  qualquer gordura pelo ghee.  A culinária indiana e ayurveda usam muito. Dito “ouro do leite”,  ele é nutritivo (calórico), antioxidante (rejuvenescedor), elimina toxinas,  é levemente laxativo, emoliente e antiácido, porém, contra-indicado em caso de colesterol . Tem um sabor maravilhoso e é um ótimo óleo para cozinhar. Além de seu aroma refinado e sabor delicado, tem alto nível de resistência ao calor e não queima facilmente.  

Além de poder usá-lo no café da manhã, o grande drama de quem deve deixar os derivados do leite, com ele podemos saltear os legumes, usar em bolos, tortas que ganharão um sabor muito especial.

Se você não tem colesterol alto e intolerância alguma como eu , experimente, substitua as gorduras das receitas pelo ghee, você vai se surpreender! Na semana que vem darei uma receita de  de creme de brócolis delicioso, vá preparando o seu ghee! Beijo e até a próxima!

Ghee
Print
Ingredients
  1. 200 g de manteiga sem sal sem conservantes e aditivos
Instructions
  1. Coloque a manteiga na panela, de preferência, de vidro. Em fogo baixo, depois de derretida, começará a levantar uma espuma que deve ser delicadamente retirada. Um óleo translucido se separará de um camada branca ( a caseína e outras substâncias). Com muita paciência, retire as colheradas esse óleo e coe em filtro de papel, evitando a parte branca, pois ela passará pelo coador! Assim que o óleo estiver devidamente separado, acondicione em um vidro pré-higienizado. O óleo condensará e formará uma pasta amarelinha ( como na foto). Pode ser guardado fora da geladeira, mas eu guardo nela rs.
Notes
  1. É fácil de fazer, mas exige paciência. Existem marcas de manteiga sem conservantes e aditivos, fique de olho no rótulo. Se puder, use manteiga caseira, muito melhor!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

 

Pão de cebola e uma centrífuga!

 

Estou em relacionamento sério com a minha centrífuga rsrs! Esse era aquele eletrodoméstico comprado e depois abandonado, afinal eram  muitas peças e  se você usa, e demora pra lavar é um suplício, além do mais, tira todas as fibras do suco. Pois é,  ele andava abandonado e eu atrás de novidades. Então nesta onda de sucos detox, retomei o seu uso diário. E, então num surto criativo rsrs cheguei a esta receita, deliciosa, nutritiva e simples. 

O mais legal que esta receita é base, você pode trocar a cebola por beterraba, cenoura até couve! E as cores e os nutrientes vão mudando e os sabores mais ainda! E mais importante você usa tudo, pode e deve colocar as folhas também! Pode até  acrescentar aveia, linhaça e até nozes  (antes de colocar a farinha branca) huuum!

Pão é terapia, se estiver com raiva, bota na hora de sovar rs! Quando a gente faz um, fica viciada no sabor, sem contar o inúmeros benefícios nutricionais! Se puder, use o máximo de ingredientes orgânicos.

É isso, tire a sua centrífuga do armário e divirta-se! Beijos e até a próxima!

Pão de Cebola
Print
Ingredients
  1. 1 cebola grande
  2. 1 xícara de água
  3. 1 tablete de fermento biológico fresco
  4. 1 colher de sobremesa de açúcar demerara orgânico ( se não tiver pode ser agave ou stévia ou açúcar mascavo).
  5. 4 colheres de sopa de azeite extra virgem
  6. 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo integral
  7. 1 xícara de farinha branca ( poderá ser mais)
  8. 1 colher de chá de sal
Instructions
  1. Descascar a cebola e colocá-la na centrífuga. Reservar o suco e toda cebola moída e desidratada. Pegar o suco da cebola e completar com a água até 1 e 1/2 xícara de líquido ( pode ser mais ou menos de 1 xícara de água, depende da quantidade do suco da cebola). Levar ao fogo para aquecer até ficar morna. Esmigalhe o fermento, acrescente o açúcar e o líquido, misture bem e deixe reagir por mais ou menos 5 minutos. Quando o fermento reagir ( borbulha e cresce) acrescente o azeite. Misture bem. Acrescente a farinha integral e a cebola esmagadinha misture bem ( pode levar a cebola ao fogo antes, para dar uma tostadinha fica muito bom, também). Acrescente o sal e comece a acrescentar a farinha branca ( pode ser mais ou menos depende da marca, do tempo, enfim esta quantidade é variável) e vá trabalhando a massa até soltar bem das mãos. Sove e coloque em uma assadeira de pão de 35 cm ( se não tiver, divida em duas) e deixe descansar por 20 minutos ou até dobrar de tamanho. Agora no inverno, um truque para ajudar a massa a crescer, ascenda o forno e deixe esquentar um pouco, desligue e coloque a massa para crescer, vc vai se surpreender. Asse em forno 180º por 40 minutos.
Notes
  1. Congele o pão em pedaços e vá descongelando na medida do consumo, assim você poderá comê-lo sempre fresquinho. Ah, você pode substituir a cebola por cenoura, beterraba, salsinha, cebolinha, nossa o céu é o limite rsrs!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Creme de cenoura e alho-poró porque o que ganha o jogo é planejamento!

Eu tenho feito muitas reflexões depois do fiasco da nossa seleção!

Pra gente ter uma vida boa, saúde é primordial, então como estou cuidando da minha saúde? Como estou me alimentando? Nutrindo ou matando apenas a fome? Como pra viver ou vivo pra comer? infelizmente, continuo achando que as pessoas andam pensando mais em como aparecer melhor do que viver melhor… Mas se você é como eu e quer acordar com disposição, não pegar gripe à toa, enfim se sentir bem, a alimentação é um ponto de partida. Como está sua alimentação? Faz 3 refeições diárias? Entre estas refeições faz lanchinhos? Qual é a qualidade destas refeições? 

Para te ajudar nesta reflexão, realizar o planejamento e ganhar o jogo, vou lembrar de algumas dicas para mudar,  manter ou melhorar a alimentação :

1-Consome refrigerante ? Pare com isso! Este é o tipo de coisa , digo coisa porque pode ser tudo, menos alimento. Não tem nenhum benefício, só açúcar ou pior só adoçante! 

2- Se você ainda tem o saleiro na mesa, tire-o imediatamente. Sal é um realçador de sabor, não tempero!Para diminuir o sal, experimente usar especiarias e pimentas que irão acrescentar nutrientes  a sua alimentação.

3- Come muita fritura? Diminua ao máximo, troque por assados ou deixe-os apenas para o fim de semana! 

4-  Qual o percentual de alimentos industrializados na sua alimentação? A indústria alimentícia está transformando comida em coisa. Enchendo de conservantes e aditivos  pra vender mais! Troque o máximo de comida industrializada por comida de verdade, pelo menos, diminua o máximo possível. Sem tempo? Veja: os nuggets que são tudo menos frango, estão congelados e demoram pra ficarem prontos e serem consumidos. Temperar um peito de frango e  grelhá-lo, leva o mesmo tempo e é muuuuuito melhor para a sua saúde! Existem muitas receitas rápidas, práticas e é possível prepará-las em menos de 20 minutos. Aqui mesmo no memórias você encontra várias.

5-  Mantenha-se hidratado! Você bebeu água hoje?

6- E frutas? Estão no seu cardápio diário? Coma diariamente, principalmente as da estação!

7- Azeite de oliva extra virgem já! 

8- Experimente um novo sabor sempre! Assim, você pode incluir no seu cardápio e aumentar os nutrientes ingeridos.

E pra fechar uma receita de creme de cenoura e alho-poró muito fácil, afinal este é um blog de receitas rsrs!  O sabor é marcante, mas é muito leve, esquenta sem comprometer a dieta rsrs!

 Aprende BRASIL! Bom apetite!

Creme de Cenoura e Alho-poró
Print
Ingredients
  1. 4 cenouras pequenas
  2. 1 alho-poró pequeno
  3. 1,2 lts de água
  4. 1/4 de xícara de quinoa
  5. 1/2 colher de chá de especiarias do chef( cardamomo, noz moscada, pimenta preta, pimenta rosa)
  6. Sal a gosto
Instructions
  1. Cozinhe todos os ingredientes, inclusive o cabo do alho-poró. Quando os ingredientes estiverem macios ( por volta de 15 minutos de cozimento) desligue e deixe esfriar um pouco. Despreze o cabo do alho-poró e bata os demais ingredientes no liquidificador. Pronto. Sirva com um fiozinho de azeite.
Notes
  1. Se o alho-poró for grande use apenas um pedaço, o sabor é marcante e pode tomar conta do sabor do creme. O cabo é bastante fibroso e pesa um pouquinho, se você gosta, use também
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Polenta e Linguiça, versão mais saudável!

Aqui onde moro, os descendentes de italianos dominam e polenta com linguiça é um dos prato que está no cardápio semanal.  Casamento de gordura com carboidrato simples, bomba calórica e sem benefícios que compensem. Mas, o pessoal adora! 

  Eu consegui fazer uma versão bem menos calórica e com muitooo mais benefícios! Aliás, eu adoro pegar clássicos e fazer versões mais saudáveis ,  sem retirar  o prazer de comê-los. Infelizmente, em muitas versões ditas “light” isto acaba não acontecendo.

  O que você acha de uma polenta mole, com um toque de curry, com molho de linguiça de frango ( não gosto de cozinhar com embutidos, mas de vez em quando , pode rs! Até porque eu tiro a capa e o máximo de gordura possível) com broto de feijão (  apresenta considerável teor de compostos fenólicos, substâncias responsáveis por ações antioxidantes benéficas à saúde) e acelga ( excelente fonte de fibras e das vitaminasA e C) ? Ficou um espetáculo!!!!!

 Por falar em espetáculo e os jogos das quartas?! Sensacionais, não? Bom, já estamos entre os quatro, sem Neymar e Thiago Silva, vai que a comoção nacional não faça até Fred jogar rsrs? Quem sabe? Só amanhã, só amanhã… E quem sabe você aproveite esta receita pra comemorar?

 Só sei que até domingo tem copa, oba! Vai Brasil!! Beijos e até a próxima!

 

Polenta com linguiça versão mais saudável
Print
Ingredients
  1. Para a Polenta
  2. 1 e 1/2 xícara de polenta instantânea italiana
  3. 1 litro de caldo de frango feito em casa
  4. 1 colher de chá de sal marinho
  5. 1 colher de chá de curry
  6. Para o molho de linguiça
  7. 3 gomos de linguiça de frango, sem pele, e com o mínimo de gordura possível
  8. 1 cebola grande picada
  9. um punhado de salsinha picada
  10. 200g de broto de feijão
  11. 1/2 acelga picada
  12. 4 colheres de sopa de aceto balsâmico
  13. 1colher de sopa de molho shoyo, de preferência sem glutamato monossódico
  14. pimenta a gosto
Instructions
  1. Inicie com o molho. Em uma panela refogue a cebola e a linguiça ( bem moída a mão e sem o mínimo de gordura possível) por uns 5 minutos. Acrescente o broto de feijão e o aceto balsâmico. Com fogo baixo e a panela tampada, deixe cozinhar por mais 5 minutos. Acrescente a acelga, o shoyo e a pimenta. Deixe cozinhar por uns 3 minutos.Ajuste o sal. Enquanto isso, bata os ingredientes da polenta no liquificador e leve ao fogo mexendo sem parar. Quando levantar fervura, desligar. Sirva imediatamente.
Notes
  1. Caldo de frango você pode fazer com antecedência e congelar. Basta levar 1,5 lts de água e pedaços de frango ( ossos podem ser usados), ervas frescas e sal ao fogo de deixar ferver por 20 minutos em fogo baixo, coar e usar. Se não tiver o caldo, pode fazer apenas com água, mas perderá bastante em sabor. Se você não tiver nenhuma restrição à lactose, poderá acrescentar 1 colher de sopa de requeijão como ingrediente da polenta. Huumm!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Antepasto de berinjela em homenagem à Itália!

  Ontem, me desculpem, não consegui escrever, o jogo do Brasil, a correria, a emoção e além do mais, ninguém estaria interessado rsrs! Eu adoro Copa. Fiquei puta com a Fifa, com o governo e principalmente com a roubalheira sacramentada que foi cantada aos quatro cantos quando fomos “eleitos” para ser a  sede de 2014. Mas, o momento é para de curtir o evento,  na minha opinião, devemos protestar nas urnas em outubro, lá sim é o lugar certo!

  Assisto todos os jogos que posso, acompanho TODOS os programas da ESPN e quero ser especialista rsrs!

  A cozinha está a mil e pra assistir esse jogo da AZZURRA que se empatar, classifica,  fiz este antepasto de berinjela leve, saudável para acompanhar quem não deve faltar no jogo: cerveja, hummm!

Como a maioria das minhas receitas, esta é fácil e rápida e lembrando que “a berinjela é um legume que contém vitamina B5 e sais minerais como cálcio, fósforo, ferro e fibra solúvel. A niacina (vitamina B5) protege a pele e ajuda a regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo. Enquanto os minerais cálcio, fósforo e ferro contribuem para a formação dos ossos e dentes, construção muscular e coagulação do sangue.  Poucas pessoas sabem, contudo, que ela é um vegetal com poder de diminuir o colesterol e reduzir a ação das gorduras sobre o fígado. Seu suco é utilizado nas inflamações dos rins, bexiga e uretra como poderoso diurético.  Palavras do  Prof. Dr. Edson Credidio,  médico nutrólogo.

Juntemos então o útil ao agradável neste saboroso aperitivo!

Vai Brasil!!!!!!!Beijos e até o próximo!

Antepasto de berinjela
Print
Ingredients
  1. 3 berinjelas orgânicas com casca cortadas em rodelas
  2. 10 tomatinho cereja orgânicos cortadas em rodelas
  3. 1 dente de alho picado
  4. 50g de queijo de cabra
  5. 3 colheres de azeite extra virgem
  6. 2 pimentas cumari do Pará picadas
  7. Orégano fresco
  8. Sal marinho a gosto
Instructions
  1. Em uma frigideira bem quente e sem óleo, grelhe as fatias de berinjela e reserve. Dê uma salteada nos tomatinhos. Em outra frigideira com fogo baixíssimo coloque o azeite, o alho e a pimenta e deixe por 5 minutos até "soltar" bem o sabor do alho e da pimenta. Deixe esfriar. Misture bem todos os ingrediente e sirva com torradas ou piadina.
Notes
  1. Se você não gosta de pimenta forte, use a de sua preferência. Se não tiver orégano fresco, use o seco. Você pode substituir o queijo de cabra por queijo cottage ou iogurte de consistência firme.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Mel e gengibre, um santo remédio!

  Há muitos anos, trabalhei na editora Abril. Foi uma fase profissional importante e divertida. Como sempre gostei de cozinhar, ganhava as revistas Claudia Cozinha. O bacana das receitas daquela revista, que hoje em dia é apenas uma sessão da própria Revista Claudia, era o fato de  todas receitas serem testadas, como aqui! Naquele tempo era comum você comprar revistas que apenas traduziam de revistas importadas e quando você tentava fazer uma delas era bem difícil dar certo. Eu tenho uma coleção enorme de Claudia Cozinha, já estão todas velhinhas, algumas faltam a capa. Ah, inclusive minha mãe deu uma receita para a sessão “receita de família” ( faz mais de 20 anos uiah!), uma sopa baresa que fazemos no Natal, quem sabe no próximo, eu dê a receita da minha versão saudável!

   Com a missão de fazer um pão de mel pro Marcos ( marido),  tinha quase certeza que encontraria nas minhas relíquias. Não achei o pão de mel, mas esse muffim  de mel e gengibre muuuuito fácil. Você não precisa usar nenhum eletrodoméstico! A minha versão é bem mais nutritiva, porque troquei a farinha de trigo por integral, e usei, também flocos de quinoa e farinha de mandioca. A combinação de mel e gengibre além de saborosa é um santo remédio pra esses dias de tempo esquisito  que insistem em nos deixar gripados/resfriados.  Ficou bem bom! Experimentem! Beijos e até a próxima!

Muffins de mel e gengibre
Print
Ingredients
  1. 1/2 xícara de farinha de trigo integral
  2. 1/2 xícara de farinha de mandioca
  3. 1/2 xícara de flocos de quinoa
  4. 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  5. 1 colher de sopa de gengibre em pó
  6. 1 pitada de sal
  7. 2 ovos caipiras pequenos ( parece óbvio, mas agora já encontramos grandes)
  8. 6 colheres de sopa de mel
  9. 1/2 xícara de óleo de girassol
  10. 6 colheres de sopa de açúcar mascavo
Instructions
  1. Aqueça o forno a 200°. Numa tigela misture as farinhas, flocos, bicarbonato e gengibre. Reserve. Em outra vasilha misture os ovos e mel até formar uma pasta. Acrescente o óleo e o açúcar, misture bem. Junte as duas misturas homogeneamente. Coloque em forminhas de muffins até 3/4 da superfície para não correr o risco de derramar. Eu uso as de silicone, são ótimas para desenformar e lavar!
Notes
  1. Cuidado esta massa assa rapidinho, preste atenção, dependendo do forno, pode assar em menos tempo!
Adapted from Revista Claudia Cozinha
Adapted from Revista Claudia Cozinha
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Uma sopa de cebola que virou ensopado de grão de bico!

 

Quem cozinha todo dia e gosta, acerta muito, mas erra bastante também! Pois é, a gente se empolga às vezes…

  Eu queria fazer uma sopa de cebola (as cebolas são muito ricas em cromo, um mineral que ajuda as células a responderem à insulina, além de vitamina C, flavonoides e mais notavelmente, quercitina) para uma noite fria e comecei a fuçar as minhas receitas. Olha daqui e revira de lá, de todas fiz um mix e pronto. Lá estavam 500g de cebola em rodelas e pimenta dedo de moça picada em quantidade exagerada  no azeite em fogo baixíssimo  por uns 15 minutos. Sem caldo nenhum no freezer, bati no liquidificador a água, especiarias e ervas frescas. Então o resultado final foi uma sopa de cebola picantéééérima. Ai que dó! O marido tentou tomar, tadinho o amor é lindo, mas não foi possível. Não, não vou jogar fora.  Tirando o excesso de pimenta, estava bem saborosa! E ai me veio uma vontade repentina de grão de bico, huuuum adooooro grão de bico ( já perceberam que eu adoro muita coisa rs). Pronto, cozinhei o grão de bico, acrescentei  a sopa e finalizei com escarola picada. Ficou muito bom!  Então minha gente, a sabedoria popular reza: se a cozinha te der uma sopa picante de cebola, faça um ensopado de grão de bico rsrs! Você pode servir com arroz ou quinoa ou sozinho mesmo. Espero que gostem! Até a próxima!

Sopa de cebola que virou ensopado de grão de bico
Print
Ingredients
  1. Para sopa de cebola
  2. 500g de cebolas picada
  3. 600ml de água
  4. 1 colher de sopa de mix de especiarias
  5. Um ramo de alecrim fresco
  6. 2 galhinhos de orégano fresco
  7. um punhado de salsinha
  8. um pedaço PEQUENO de pimenta dedo de moça picadada rs
  9. 1/4 de xícara de azeite de oliva extra virgem
  10. 1 colher de chá de sal
  11. Para o ensopado
  12. 1 xícara de grão de bico ( deixar de molho na água durante uma noite)
  13. 3 xícaras de água
  14. Folhas bem verdes de escarola picada ( de um pé, separe as folhas menores do miolo para uma salada e use as bem verdes para o ensopado)
  15. 1 colher de café de sal
Instructions
  1. Em uma panela, coloque o azeite, a cebola e a pimenta dedo de moça ao fogo baixíssimo por uns 15 minutos. Enquanto isso, bata no liquidificador a água, as especiarias, as ervas e o sal. Reserve. Quando a cebola estiver macia, espere esfriar e coloque na água no liquidificador e processe mais uma vez. Reserve. Cozinhe o grão de bico, descarte a água do cozimento. Em uma panela, coloque a sopa e o grão de bico e deixe no fogo médio até levantar a fervura. Desligue o fogo, acrescente a escarola tampe a panela. Depois de 2 minutos pode ser servido!
Notes
  1. Se vc não tiver o mix de especiarias com pimenta rosa, pimenta preta, cardamomo, noz moscada, cravo e canela, use outra ou coloque as especiarias que tiver em casa, vai ficar bom, com certeza!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/