Bolo de cacau e coco com calda de maracujá, já!

Um bolo de cacau e coco com calda de maracujá  ajuda a esquentar com certeza!

Ganhei alguns maracujás nascidos displicentemente na casa da minha sogra, sem que ninguém tivesse plantado ( coisas que só acontecem no interior)!Eu adoro chocolate com maracujá, pra mim é um casamento perfeito!E se, fizesse do casal, um trio: cacau, maracujá e o coco? Então, me lembrei do meu bolo de cacau e coco mega nutritivo.  Coloquei a calda no bolo e huuummm!

Se escrevesse aqui todas as benesses dos ingredientes desse bolo, seria o post mais chato deste blog rsrs! Imagine numa só receita: cacau, coco, aveia, quinua, amaranto, nozes,  sem contar os ovos, óleo de girassol!

Preciso explicar a foto de uma fatia só, pois bem, Marcos me pediu pra que não colocasse a calda no bolo todo poque como bom chocólatra, prefere purinho! Ah, não custa mimar o maridão, não é? Assim, ganho alguns pontinhos rsrs! Sem mais churumelas, vamos ao que interessa. Beijos e até a próxima.

Bolo de cacau com coco e calda de maracujá mega nutritivo
Print
Ingredients
  1. 2 ovos
  2. 1/2 xícara de óleo de girassol
  3. 1/2 xícara de coco fresco ralado
  4. 1/4 xícara de cacau em pó
  5. 1 xícara de água
  6. 1/4 de xícara de nozes
  7. 1/2 xícara de açúcar demerara e stévia ou 3/4 de xícara de açúcar orgânico
  8. 1 de xícara de aveia em flocos
  9. 1/2 xícara de quinua em flocos
  10. 1/2 xícara de amaranto em flocos
  11. 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  12. Para calda
  13. Polpa de um maracujá
  14. A mesma quantidade de água
  15. Açúcar demerara e stévia ou açúcar orgânico a gosto
Instructions
  1. Coloque os ingredientes no liquidificador na mesma sequência acima até a aveia em flocos e processe por três minutos . A parte, misture a quinua, o amaranto e o bicarbonato. Manualmente, mistures todos os ingredientes. Despeje a massa em forma de bolo inglês untada e asse em forno pré-aquecido por 35 minutos ( sempre depende do forno!).
  2. Para a calda: Coloque os ingredientes em liquidificador e use a função pulsar para que misture bem, porém sem danificar as sementes. Leve ao fogo e assim que levantar fervura, desligue.
Notes
  1. Você pode substituir a aveia, a quinua e o amaranto por farinha de milho ou farinha de aveia, enfim por qualquer farinha que tiver no armário. O ideal é que não use farinha de trigo já que ela já é utilizada em muitas receitas, assim diversificamos o cardápio e o tornamos bem mais saudável!
  2. Esta calda é bem liquida, por isso cuidado e não deixe passar o tempo de cozimento!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Ai Cará rsrs! Um gostinho diferente pra variar!

  Conheci cará ( nome científico  Dioscorea alata L) na minha adolescência quando ia pra praia e comia um pão de cará hummm delicioso! Só comecei usá-lo em receitas quando Lucas era bebezinho e a pediatra recomendou adicionar nas papas salgadas. Hoje em dia, tento revesar o uso com  o da mandioca (aipim ou macaxeira), mandioquinha ( batata baroa) e inhame que são carboidratos altamente energéticos, importantes quando as refeições são vegetarianas, coisa que acontece com frequência aqui em casa. 

  Essa receita é fruto de uma obsessão rsrs. Conhecem batata suíça?  Pois é, batata ralada recheada  do que você quiser (queijos, carnes e etc) frita em muuuuito óleo. O resultado é muito saboroso, mas extremamente gordo e calórico. Marcos ama esta batata, mas não dá pra eu fazer, sinto muito! Então, faz tempo que persigo algo que se aproxime do sabor, sem usar gordura vegetal ou animal! Então, fui tentando com todos os tubérculos e qual foi que mais deu certo: CARÁ! Ele não é fácil de trabalhar, pois a goma é espessa, mas o resultado final vale. Trata-se de uma frittata sem ovo ou queijo ou seja não é fritatta ou fritada rsrs, mas parece né? Bem, você pode usá-la para acompanhar carnes, peixes e saladas. Assim você varia o cardápio e os nutrientes ingeridos, aliás, o cará é rico em amido, fonte de beta-caroteno, vitaminas C e do complexo B, rico em cálcio, fósforo, ferro, potássio e manganês! Muito bom, não acha?Ah, bom pra quem está buscando receitas sem glúten e sem lactose. Espero que gostem! Beijos e até a próxima!

Fritatta de Cará
Print
Ingredients
  1. 300g de cará ralado
  2. Sal a gosto
  3. Uma colher de chá de orégano sêco
Instructions
  1. Depois de ralar o cará, tempere com sal e orégano e misture bem ( a goma dificulta um pouquinho o processo). Em uma frigideira untada com óleo de girassol bem quente, espalhe bem o cará, como se fosse uma panqueca. Vá misturando durante o processo de cozimento, a parte cozida vai pra cima, a crua pra baixo e irá perceber que a goma vai secando a medida que vai cozinhando. Depois de aproximadamente 15 minutos a goma quase secou totalmente, e já é possível unir a massa no meio da frigideira, neste ponto deixe dourar. Vire para dourar do outro lado. Sirva bem quente! Já pronto, dá pra fazer um pequeno corte e rechear, se quiser.
Notes
  1. Você pode trocar o orégano por ervas frescas, tais como alecrim ou sálvia, humm fica bom, também!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

 

   

Da série sopas, uma da ave que sobrou do almoço do Dia das Mães!

    Muita gente vai almoçar fora no Dia das Mães para tirar a mãe da cozinha. Justo, muito justo! Mas muita gente, assim como eu, não quer enfrentar filas gigantes nos restaurantes de São Paulo. Principalmente quando sua mãe não tem a menor paciência de esperar, como a minha rs! Então, eu fui pra cozinha ( aliás, como sempre rs). Mas,  o ritual em dia de festa é bem diferente, do meu lado sempre tem uma cervejinha gelada e assim fica bem mais divertido! Bom, come-se alucinadamente, e na minha família ( tios, tias, primos) ainda mais, porque nos encontramos no fim da tarde pra comer de novo! Esse é um encontro que mantivemos mesmo sem a presença minha querida vovozinha que morreu há mais de 10 anos! Família festeira é assim mesmo rs!  Foi bom demais, o Lucas voltou comigo pra Tietê, fiquei com ele pertinho mais um pouquinho… Mas e o dia seguinte? Aiaia parece que estamos digerindo um boi rs! Mas sobrou parte do frango, peru, ou chester, eu nem quero ver rs! Então que tal aproveitar a segunda-feira e fazer uma sopinha? Sim, com a parte branca da ave e todos os restos de legumes que vc tiver na geladeira?! Uma receita bem levinha, assim dá pra dar uma pequena desintoxicada ( lembra Lets?) rs! Feliz Dia das Mães atrasado para todas nós! Beijo e prometo que a próxima, não vai ser sopa rs!

 

Sopa de Segunda
Print
Ingredients
  1. Carne desfiada de frango, peru ou chester ( dê preferência para carne branca)
  2. 1,2 litro de água
  3. 1 cenoura pequena cortada em cubos
  4. 1 abobrinha pequena cortada em cubos
  5. 1 chuchu pequeno cortado em cubos
  6. 1 abóbora paulista pequena cortada em cubos
  7. 1/2 xícara de arroz integral
  8. 1 alho-poró picado
  9. Salsinha, cebolinha e orégano fresco a gosto
Instructions
  1. Desfie a carne da ave. Em uma panela, refogue a carne e o alho-poró ( sem azeite ou óleo). Acrescente a água, o sal e o arroz. Depois de levantar fervura, abaixe o fogo, deixe cozinhar por 10 minutos e acrescente os legumes. Cozinhe até os legumes ficarem macios ( 10 minutos mais ou menos) Por fim as ervas.
Notes
  1. Se não tiver alho-poró, troque por cebola. E se não tiver algum dos legumes acima, dobre a quantidade dos que tiver!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Esfriou, oba! Um creme de abobrinha com shimeji vai bem!

Viva esfriou! Aqui em Tiete fez 35° até outro dia! Não significa que está frio, apenas que parou de fazer aquele calor insano, o que já  é SENSACIONAL! E assim, já dá pra fazer umas sopinhas, huuummm! Como eu amooo abobrinha, (já deixei claro aqui rsrs), publico esta receita de um creme sem lactose, com as vitaminas B1, B2, B6, C, K, betacaroteno, ácido fólico, cobre, magnésio, fósforo, potássio da abobrinha, carboidratos e fibras do arroz integral e a proteína do shimeji. Sim, um prato perfeito! 

Ela  é uma adaptação de um clássico do cardápio da Dona Antonietta, minha mãe! Já nem me lembro quando foi a primeira vez que provei esse creme de total vanguarda na época,  já que não levava creme de leite ou qualquer derivado de leite. Foi num tempo que mamãe resolveu incrementar as sopas em casa, já que a gente só comia canja e sopa de carne com batatas. Com o de abobrinha vieram o de mandioquinha ( batata baroa), couve-flor e outras deliciosas que já fiz minhas adaptações, é claro rsrs! Prometo dividi-las com vocês em breve!

 O sabor é surpreendente, a cremosidade vem do arroz ,  o shimeji foi acrescido há pouco tempo, afinal esta iguaria não se encontrava em qualquer lugar e para minha alegria, agora compro aqui na minha cidade! Bom, tudo junto fica bom a beça! Prove e aprove , sem falsa modéstia rsrs!  Beijo e até a próxima!

Creme de Abobrinha com shimeji
Print
Ingredients
  1. 500g de abobrinha italiana
  2. 750 ml de água
  3. 1/2 xícara de arroz integral cateto ( pode ser o agulhinha, mas o cateto é melhor!)
  4. 1 dente de alho
  5. 200g de shimeji fresco picado
  6. 1 xícara de café de saquê culinário (opcional)
  7. 1 cebola média cortada em fatias finas
  8. 3 colheres de sopa de azeite de oliva exra vigem
  9. sal a gosto
  10. folhinhas de orégano fresco ( se só tiver o seco, cuidado com a quantidade, pois o sabor é muito mais intenso)
Instructions
  1. Cozinhe a abobrinha, alho, arroz, sal e água. Se usar panela de pressão, quando começar a "apitar", pode desligar. Bata no liquidificador e reserve o creme. A parte, refoge a cebola, o shimeji, o saquê e uma pitada de sal até que fiquem macios, regue com o azeite no final. Acrescente o shimeji ao creme e sirva com com folhinhas de orégano fresco.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
 
creme de abobrinha com shimeji

Tapioca passo a passo

Tenho ouvido que  muitas pessoa estão trocando o pão pela tapioca no café da manhã, para diminuir o glúten da dieta. A primeira vez que comi tapioca foi em uma viagem à Bahia. Nem pensei em fazê-la em casa! Mas, quando estava definindo o meu segundo cardápio de comida saudável, logo me veio a ideia de incluí-la, mas não deu lá muito certo, porque tapioca gostosa é grelhada e consumida na hora! É engraçado como as pessoas gostam de dificultar o seu preparo . Gente, muito poucas coisas são tão fáceis de fazer na cozinha! E em homenagem às minhas férias na terra do vatapá ( pra não ser redundante rs), aí vai o passo a passo de fazer tapioca, para desfazer as possíveis  dúvidas! Como o polvilho não tem nenhuma fibra, acrescentei gergelim preto e assim você pode substituir pelo pão integral no café da manhã sem prejuízo nutricional! Todo mundo sabe que esta iguaria aceita qualquer recheio, mas com um recheio saudável fica perfeito, como esta pastinha de ricota com alho-poró e folhas verdes!

hidratar

Fase 1

 

peneira
Fase 2

Fase 3

Fase 3

Recipe Card

Tapioca Nutritiva
Print
Ingredients
  1. 500 g de polvilho azedo ou doce
  2. 240 ml de água
  3. 2 colheres de sopa de gergelim preto ( pode ser o branco, mas o preto fica mais bonito rs)
  4. 200g de ricota
  5. 4 colheres de sopa de alho-poró picado
  6. 1 colher de sopa de mostarda dijon
  7. sal a gosto
  8. folhas de alface/ rúcula ou outra folha verde de sua preferência
Instructions
  1. Hidrate o polvilho. Ele formará pedras ( fase 1). Passe por uma peneira ( fase 2). Misture o gergelim ( se sobrar "massa", guarde na geladeira). Coloque no fogo alto do fogão uma frigideira de 22 cm de diâmetro (fase 3). Quando estiver bem quente, coloque 2 colheres de sopa do polvilho hidratado e peneirado com gergelim e depois de alguns segundo vá alisando para deixar a superfície uniforme formado a panquequinha de tapioca. Quando estiver bem firme vire e deixe assar do outro lado por alguns segundos. Antes de fazer a tapioca, bata a ricota, o alho-poró, mostarda e sal no liquidificador. Passe esta pastinha sobre a tapioca, coloque as folhas dobre e sirva.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Docinho bem saudável para comemorar!

Docinho de tâmaras e damascos
Print
Ingredients
  1. 6 damascos secos
  2. 6 tâmaras secas sem caroço
  3. 1/2 xícara de água
  4. 6 nozes
  5. 1 colher de sopa de agave ( ou mel)
  6. 50g de coco ralado
Instructions
  1. Em uma panela coloque as tâmaras e os damascos com a água. Quando ferver, desligue.
  2. Depois que esfriar os damascos e tâmaras, processe ( se não tiver processador, use a função pulsar do liquidificador) todos os ingredientes, apenas reserve metade do coco para decorar os docinhos
  3. Forme bolinhas com uma colher de chá da massa, envolva com o coco ralado e sirva.
Adapted from Nutrição Holística
Adapted from Nutrição Holística
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
Ficou bonito demais este Memórias, né gente?! E a ocasião é pra comemorar, aniversário da Patrícia, aniversário da Letícia, esse visual novo lindo e o meu aniversário domingo que vem!
Quando a gente pensa em festa, ninguém pensa em equilibrar o cardápio, enfia o pé na jaca mesmo rs! Fiz uma palestra semana passada em uma academia, meu amigo professor de aula de ritmos, aquela que as pessoas dançam e queimam calorias a beça, estava se despedindo e como ele casino pa natet é muuuuito amado, fizeram uma festinha surpresa.E ai foi engraçado porque depois daquele falatório todo, o que foi que serviram? Fritura, bolo com camadas generosas de creme entre outros rsrs! Saí de lá pensando, acho que estão faltando opções de comidinhas pra festejar que sejam bem prazerosas e saudáveis! Então aqui vai o meu docinho DELICIOSO sem açúcar ( só a frutose natural) e leite !!!!O damasco é rico em fibras, vitamina C, potássio e outros minerais como o magnésio, cálcio e sódio. As tâmaras secas também contém minerais essenciais para a boa nutrição como cálcio, magnésio, potássio, cobre e selênio.Os principais nutrientes das nozes são: Ômega-3 e 6, vitaminas C e E, zinco, potássio.Isso sem falar do coco, com potássio, sódio, fósforo e cloro! Então, um brinde à saúde!

Abobrinha não é uma unanimidade. E você gosta?

Eu AMO abobrinha! Meu filho odeia! Meu marido come sem reclamar! Quem ama, como eu não entende a rejeição, afinal  ela possui vitaminas B1, B2, B6, C, K, betacaroteno, ácido fólico, cobre, magnésio, manganês, fósforo e potássio. É  rica em fibras e ajuda  a retardar a fome! Então, não acha que ela é muito injustiçada quando é sinônimo de falar só coisas sem conteúdo rsrs?!Esta receita leve  é  pra comer como aperitivo, mas pode muito bem acompanhar uma carne.

Ingredientes:

500 de abobrinha cortadas em fatias

3 dentes de alho triturados

5 a 6 colheres de sopa de azeite

4 a 5 colheres de sopa de vinagre de vinho branco ou maçã ou arroz

sal e pimenta a gosto ( eu gosto da dedo de moça nesta receita).

Grelhe as abobrinhas em frigideira bem quente sem óleo, de preferência panela antiaderente ( essa parte é chatinha, mas vale a pena o esforço, zero gordura). Reserve. Coloque o azeite e o alho em outra frigideira e ascenda o fogo mais baixo possível ( se usar a pimenta dedo de moça, acrescente bem picadinha neste momento). Doure o alho levemente, reserve até esfriar. Acrescente o vinagre, tempere com sal e pimenta ( se não usou a dedo e prefere outra). Coloque as abobrinhas em uma travessa e despeje o tempero sobre elas ( use um recipiente fundo que as abobrinhas fiquem mergulhadinhas no tempero). Deixe na geladeira e sirva depois de pelo menos 4 horas. Essa uma é uma daquelas receitas pra fazer no sábado e depois ir comendo durante a semana ou oferecer em uma reunião de amigos, o sucesso é garantido!

Boa semana e até a próxima!

Abobrinhas
Print
Ingredients
  1. 500 de abobrinha cortadas em fatias
  2. 3 dentes de alho triturados
  3. 5 a 6 colheres de sopa de azeite
  4. 4 a 5 colheres de sopa de vinagre de vinho branco ou maçã ou arroz
  5. sal e pimenta a gosto ( eu gosto da dedo de moça nesta receita).
Instructions
  1. Grelhe as abobrinhas em frigideira bem quente sem óleo, de preferência panela antiaderente ( essa parte é chatinha, mas vale a pena o esforço, zero gordura). Reserve. Coloque o azeite e o alho em outra frigideira e ascenda o fogo mais baixo possível ( se usar a pimenta dedo de moça, acrescente bem picadinha neste momento). Doure o alho levemente, reserve até esfriar. Acrescente o vinagre, tempere com sal e pimenta ( se não usou a dedo e prefere outra). Coloque as abobrinhas em uma travessa e despeje o tempero sobre elas ( use um recipiente fundo que as abobrinhas fiquem mergulhadinhas no tempero). Deixe na geladeira e sirva depois de pelo menos 4 horas.
Notes
  1. Essa uma é uma daquelas receitas pra fazer no sábado e depois ir comendo durante a semana ou oferecer em uma reunião de amigos, o sucesso é garantido!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Limão é bão rsrs!

Enquanto o calor não dá trégua,  o negócio é economizar água, hidratar-se o máximo possível e tentar se refrescar como der! Por isso, a repetição de tema neste post,  o nosso, o vosso o limão amigo, ele merece, né?! Segundo a nutricionista Roberta Santos a fruta é rica em VITAMINA C, TIAMINA, RIBOFLAVINA, FÓSFORO, SILÍCIO, CÁLCIO E FERRO. Melhora sistema imunológico (combate a doenças e infecções), funcionamento do fígado (órgão essencial ao metabolismo), performance e qualidade corporal. Previne diabetes e hipertensão arterial. É um poderoso antioxidante evitando assim o envelhecimento precoce. Facilita a digestão por ter ação alcalinizante, ou seja, diminui acidez. Dessa forma, combate sintomas como azia e queimação.  Para quem teme o ganho de gordura, o limão ajuda no emagrecimento (perda de gordura) sem estimular o catabolismo (perda de massa muscular).  Sugestão de uso:  5 – 10 minutos antes do café da manhã, descongestiona e desintoxica o organismo. Recomendo que tome a água com limão e inicie o preparo do café da manhã, este tempo será suficiente. Dose: 1 limão por dia é o suficiente para promover os benefícios citados a cima. Importante! Os efeitos descritos serão melhores percebidos se o uso for de forma regular, torna-se um HÁBITO, uma vez que se tratando de VITAMINAS E MINERAIS precisamos garantir um aporte diário para que os seus estoques sejam conservados e otimizados, diferente de outros nutrientes, os quais o organismo consegue fazer reserva.

Bom, como cozinheira, tenho algumas receitinhas com limão para refrescar:

Raspadinha de limão: você tem liquidificador que tritura gelo? Aproveite e moa 4 pedrinhas com suco de meio limão, uma colher de chá de mel ou agave ou açúcar orgânico. Refresca a alma inclusive rsrs!

Sorvete de limão: minha mãe tinha guardado a página de uma revista dos anos 70 com esta receita do Leite Moça , só que era pra ser um mousse de limão, dai eu esqueci no freezer e virou sorvete! Vale a pena experimentar! Fácil, rápido e muuuuito gostoso. Pena que é nada light, melhor fazer no fim de semana rsrsrs! 4 claras em neve, 11 colheres de sopa de suco de limão e 1 lata de leite condensado. Misture o suco com o leite condensado e acrescente as claras, coloque no freezer por umas 4 horas e voilá, sorvete de limão!

Limão de manhã, à tarde e à noite rsrs! Os pés estão cheios desta frutinha abençoada, aproveite! Até a próxima!

 

limão1limão

Bolo de limão bugre facilíssimo, deliciosíssimo, nutritivíssimo!

  • Usar o forno nestes dias quentes é complicadíssimo (chega de supertalivo rsrs)! Evito ao máximo, mas este bolo vale, porque substitui pães, biscoitos e  outros industrializados. Como você pode ver na foto, fica molhado, então pode ser consumido como sobremesa ou no café da manhã, como quiser!Fiz questão de fotografar este limão porque tem muitos nomes, aqui no interior de São Paulo chamamos bugre, e como meu sogro falou, enquanto apanhava no pé ” esse é para tempero”, mas eu sempre atrevida rsrs, uso em todas as receitas! Este bolo é fácil de fazer porque basta bater todos os ingredientes no liquificador e eles são quase todos substituíveis. Vamos à receita:

1/2 xícara de amêndoas

1 xícara de aveia em flocos

1/2 xícara de amaranto em flocos ( pode substituir por quinoa em flocos ou farinha de milho em flocos)

1/4 de xícara de mel ( se quiser deixar mais light, use agave)

1/2 de xícara de açúcar orgânico ( se quiser deixar super light, substitua por açúcar fit, meio stevia e meio açúcar demerara, não dá pra perceber o amarguinho no final por causa do limão, saída incrível, adorei rsrs)

2/3 de xícara de suco de limão bugre ( pode ser qualquer tipo de limão, mas se tiver acesso a esse, vale experimentar o resultado, delícia hum!)

2 ovos

1/4 de xícara de óleo de côco ( é possível substituir, mas vale mantê-lo pelo sabor e teor nutritivo)

1 colher de chá de bicarbonato

Modo de fazer: coloque os ingredientes no liquidificador na ordem da receita, exceto 1/2 xícara de floco de aveia e o bicarbonato. Deixo-o funcionar de 3 a 5 minutos. Desligue e acrescente o restante da aveia e ligue o aparelho por mais 30 segundos, isto para deixar os flocos inteiros, caso não goste, bata a aveia toda de uma vez. Misture o bicarbonato manualmente. Asse em forno pré-aquecido 180 ° por mais ou menos 40 minutos. O bolo é pequeno, aqui em casa dura uns dois dias no máximo (detalhe, somos apenas dois adultos que tentam ao máximo não enfiar o pé na jaca durante a semana para não engordar demais rsrs).

Boa semana!

 

 

Nossa que calor! Eu queria mudar de assunto, mas ainda não dá!

tabule   Aqui no interior de São Paulo o calor beira o  insuportável! E o que começa 98 de 100 conversas é o calor, infelizmente não vamos mudar tão cedo de assunto, pelo menos é o que dizem as previsões do tempo!

Então o que não tem remédio remediado está! Que tal um tabule de quinoa pra matar a fome e não esquentar tanto na hora da digestão?

Ingredientes:

1 xícara de quinoa

2 xícaras de água

3 tomates sem pele e sem semente cortados em cubos

1 pepino japonês picado

Suco de 2 limões

folhas de hortelã picadas ( umas 4 no máximo)

Salsinha picada a gosto ( eu capricho)

Azeite extra virgem

Amêndoas em laminas ou picadas (opcional)

Sal a gosto

Modo de Fazer: Cozinhar a quinoa com um pouquinho de sal. Reserve. Dica: se você desprezar o miolo do pepino japonês, fica mais fácil pra digerir :)! Misture bem os ingredientes e pronto. Sirva geladinho. Leve, nutritivo e delicioso!