Como eu gosto de Feijão Tropeiro!

Feijao tropeiro

Feijao tropeiro jpegBom dia!!! Hoje é sexta-feita e já estou em ritmo de fim de semana! 

Não sei como demorei tanto tempo para escrever esta receita. Talvez porque seja tão comum fazer feijão tropeiro lá em casa, que sempre deixava para a próxima postagem.

Esta foto mesma foi feita às pressas, antes que todos atacassem…

Sempre que chegamos em BH, somos recepcionados com um tropeirinho, quer seja feito em casa, quer seja o do Mercado Central (recomendo muuuito!). O prato é tão amado pelos mineiros que é a atração gastronômica até no Mineirão, nosso principal estádio de futebol. É… feijão tropeiro e futebol, combinam! 

Mas nem preciso dizer que o da minha mãe é o melhor da cidade, né?

NOTA: Mineiro é meio italiano até nisso, os pratos da mãe são sempre os melhores e não discuta isso! Mas te juro que o da minha mãe é o melhor da cidade.. talvez do mundo… quiçá do universo!

Enfim, é uma vergonha ele não fazer parte do Memórias ainda. Então, “bora” corrigir este erro!

Este prato é de fácil preparo e pode ser um prato único ou pode ser acompanhado de uma couvinha refogada, arroz branco e o ovo frito (o meu com gema mole, por favor.).

Feijão Tropeiro da D. Eloíza
Print
Ingredients
  1. - 500g de feijão vermelho
  2. - 450g linguiças calabresa
  3. - 250g de bacon cortado em cubinhos pequenos
  4. - 1 cebola grande cortada em cubinhos
  5. - 5 dentes de alho picados miudinhos
  6. - 1 maço cheiro verde (metade de salsinha e metade de cebolinha)
  7. - 4 ovos
  8. - farinha de mandioca torrada, o quanto baste
  9. - sal e pimenta do reino à gosto
Instructions
  1. 1- Cortar as linguiças ao meio ao longo do seu comprimento e levar ao forno com o bacon já em cubinhos para assar e tirar a gordura por volta de 40 minutos. Escorra o óleo que saiu, e pique a linguiça em cubinhos pequenos e reserve. (não corte antes de assar para não ficar ressecada)
  2. 2- Cozinhar o feijão, com uma folha de louro, coberto por água na panela de pressão por cerca de 15 min (ele deve ficar cozido e firme e cozinha bem rápido, por isso é importante ficar atento).
  3. 3- Em uma panela grande, refogar a cebola em um pouco de óleo (pode-se utilizar um pouco da gordura do bacon que foi assado), acrescentar o alho. Refogar por mais 1 minuto.
  4. 4- Acrescentar a linguiça e o bacon já assados e picados em cubinhos. Em seguida, acrescentar o feijão já cozido (apenas os grãos sem o caldo). Misturar delicadamente para não quebrar os grãos.
  5. 5- Enquanto o feijão vai pegando o gosto das carnes, em uma frigideira, com um pouco de óleo (ou gordura do bacon), frite os ovos. Quando a clara começar a ficar firme, com a própria espatula, quebre-os. Teremos ovos mexidos, mas com pedaços de clara e gemas separados. Tempere com um pouco de sal.
  6. 6- Acrescente os ovos à mistura do feijão, teste o sal. Se for necessário, acrescente mais sal e pimenta, à seu gosto (eu adoro colocar pimenta dedo de moça picadinha também).
  7. 7- Por último, acrescentar a farinha e o cheiro verde.
  8. Servir imediatamente.
Notes
  1. Como falei, o feijão tropeiro pode ser um prato único. Mas sempre sirvo com acompanhamento. O mais perfeito para o feijão tropeiro, para mim, é uma couve bem fininha, refogada com alho, um ovo frito com gema mole e arroz branco.
  2. Bom apetite!!!
Adapted from Letícia Villela
Adapted from Letícia Villela
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
 Bom apetite!!!

 

 

 

Tapioca passo a passo

Tenho ouvido que  muitas pessoa estão trocando o pão pela tapioca no café da manhã, para diminuir o glúten da dieta. A primeira vez que comi tapioca foi em uma viagem à Bahia. Nem pensei em fazê-la em casa! Mas, quando estava definindo o meu segundo cardápio de comida saudável, logo me veio a ideia de incluí-la, mas não deu lá muito certo, porque tapioca gostosa é grelhada e consumida na hora! É engraçado como as pessoas gostam de dificultar o seu preparo . Gente, muito poucas coisas são tão fáceis de fazer na cozinha! E em homenagem às minhas férias na terra do vatapá ( pra não ser redundante rs), aí vai o passo a passo de fazer tapioca, para desfazer as possíveis  dúvidas! Como o polvilho não tem nenhuma fibra, acrescentei gergelim preto e assim você pode substituir pelo pão integral no café da manhã sem prejuízo nutricional! Todo mundo sabe que esta iguaria aceita qualquer recheio, mas com um recheio saudável fica perfeito, como esta pastinha de ricota com alho-poró e folhas verdes!

hidratar

Fase 1

 

peneira
Fase 2

Fase 3

Fase 3

Recipe Card

Tapioca Nutritiva
Print
Ingredients
  1. 500 g de polvilho azedo ou doce
  2. 240 ml de água
  3. 2 colheres de sopa de gergelim preto ( pode ser o branco, mas o preto fica mais bonito rs)
  4. 200g de ricota
  5. 4 colheres de sopa de alho-poró picado
  6. 1 colher de sopa de mostarda dijon
  7. sal a gosto
  8. folhas de alface/ rúcula ou outra folha verde de sua preferência
Instructions
  1. Hidrate o polvilho. Ele formará pedras ( fase 1). Passe por uma peneira ( fase 2). Misture o gergelim ( se sobrar "massa", guarde na geladeira). Coloque no fogo alto do fogão uma frigideira de 22 cm de diâmetro (fase 3). Quando estiver bem quente, coloque 2 colheres de sopa do polvilho hidratado e peneirado com gergelim e depois de alguns segundo vá alisando para deixar a superfície uniforme formado a panquequinha de tapioca. Quando estiver bem firme vire e deixe assar do outro lado por alguns segundos. Antes de fazer a tapioca, bata a ricota, o alho-poró, mostarda e sal no liquidificador. Passe esta pastinha sobre a tapioca, coloque as folhas dobre e sirva.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Nossa que calor! Eu queria mudar de assunto, mas ainda não dá!

tabule   Aqui no interior de São Paulo o calor beira o  insuportável! E o que começa 98 de 100 conversas é o calor, infelizmente não vamos mudar tão cedo de assunto, pelo menos é o que dizem as previsões do tempo!

Então o que não tem remédio remediado está! Que tal um tabule de quinoa pra matar a fome e não esquentar tanto na hora da digestão?

Ingredientes:

1 xícara de quinoa

2 xícaras de água

3 tomates sem pele e sem semente cortados em cubos

1 pepino japonês picado

Suco de 2 limões

folhas de hortelã picadas ( umas 4 no máximo)

Salsinha picada a gosto ( eu capricho)

Azeite extra virgem

Amêndoas em laminas ou picadas (opcional)

Sal a gosto

Modo de Fazer: Cozinhar a quinoa com um pouquinho de sal. Reserve. Dica: se você desprezar o miolo do pepino japonês, fica mais fácil pra digerir :)! Misture bem os ingredientes e pronto. Sirva geladinho. Leve, nutritivo e delicioso!

 

Você conhece bifum, já comeu?

Bifum em chinês significa  ’’massa seca de arroz’. Sabe aquela proposta de usar menos o trigo, então bifum pode substituir o macarrão. Olha que beleza! Existem várias marcas no mercado deste tipo de massa, porém a mais tradicional é a empresa  Bifum, fundada por uma família chinesa há 50 anos. Esse que eu usei nesta receita, chama-se macarrão oriental é bem fininho e cozinha muuuuito rápido. Inclusive, não é para fazê-lo como o tradicional. Basta tirá-lo da embalagem, colocá-lo em um recipiente, cobri-lo com água fervente. Para esta receita deixe por 1 minuto e meio, depois despreze a água.

O bacana é que esta massa tem baixíssimas calorias, e por isso pode ser consumida na segunda-feira, dia internacional da desintoxicação!

Aqui vai a minha receita, mas você pode se lançar e provar novos sabores!!!!

Ingredientes:

1 pacote de bifum/macarSAM_0370rão oriental 200g

1 cebola média picada em cubos

1 xícara de brócolis cortados em florzinhas e os talos em fatias

1 abobrinha italiana pequena cortadas em cubinhos

1 colher de chá de gengibre em pó

1 colher de chá de harissa (mistura de temperos arábe)

1 colher de chá de tempero de limão e ervas (opcional)

sal a gosto

Modo de Preparar

Se você tem uma panela wook , agora é hora de usar! Refogar a cebola em um fiozinho de azeite, acrescente o brócolis, salpique a harissa, depois de 2 minutos acrescente a abobrinha, salpique o gengibre, refogue por mais 2 minutos. Agora é hora de adicionar o bifum, feito como eu expliquei acima, misture todos os ingredientes na panela, o calor vai continuar a cozinhar a massa, então cuidado com o ponto! Finalize salpicando o tempero de limão /ervas e sal.

As ervas, temperos e especiarias dão sabor especial aos pratos, principalmente aqueles que não adicionamos gorduras! Então, o que você está esperando, vá até uma loja especializada da sua cidade e com calma, conheça o mundo de opções!!! Tenho certeza que você vai adorar! Até a próxima!

 

Fim de semana relax com suflê de bacalhau!

souflê de bacalhau

souflê de bacalhauSabe aquele mês que é uma loucura? Pois é, acabei de passar por um… muito trabalho (tks god!), minha ajudande de férias, eu e minha filha pegamos 1 semana de gripe, início de férias da pequena, viagem pra lá, viagem pra cá… loucura, loucura, loucura!!!! Mas, nada de lamentação, foi um mês bom demais da conta (fora a gripe que ninguém merece!!!!). Só estou mais elétrica que nunca!!!!

É só parar um pouquinho que apago! Sabe quando acaba a bateria de algum brinquedo? É assim que estou ultimamente. Por isso (é aí que vc e o nosso blog entram na história), quando chega o fim do dia ou o fim de semana, quero comer coisas gostosas, mas quero sossego…

Esta receita é para estes momentos! Muitas vezes a faço como prato único, apesar de ser uma excelente entrada ou acompanhamento. Mas nestes dias corridos é só ela e uma saladinha verde!

Perfeita! Se a sua semana estiver como a minha, vale o teste!!!

PS: Este suflê fica super alto, bem bonito, mas no dia da foto, quando já estava colocando-o na forma, minha ajudante pediu um só para ela, então tive que retirar um pouco da massa. Não quis esperar mais para dividí-la com vcs… então perdoem-me pela foto!!!

Receita de Suflê de Bacalhau

Serve 4 porções

Ingredientes:

– 70g de manteiga sem sal

– 70g de farinha de trigo

– 500ml de leite

– 4 gemas

– 4 claras em neve

– sal e pimenta à gosto

– noz moscada à gosto

– 400g de bacalhau dessalgado

– 50g de azeitonas pretas em rodelas

– cheiro verde a gosto

Modo de Preparo:

1- Fazer um molho bechamel, colocando em uma panela a manteiga e a farinha, refogá-la até virar uma massinha de cor dourada clara (roux).

2- Em seguida, acrescentar o leite aos poucos enquanto mistura para formar um creme. Temperá-lo com sal, pimenta e noz moscada. Deixar esfriar.

3- Com o molho bechamel já morno, acrescentar as gemas misturando sempre.

4- Em seguida acrescentar o bacalhau, azeitonas e cheiro verde.

5- Bater as claras em neve. Acrescentar 1/3 dela à mistura do souflê, mexendo suavemente até incorporá-la por completo.

6- Acrescentar o resto das claras e repetir o processo até ter um creme uniforme.
7- Colocar em uma forma untada (encher até ¾ da forma). Levar para assar em forno pré-aquecido a 220 graus por cerca de 10 a 15 minutos.

8- Servir imediatamente!

Bom apetite e ótimo fim de semana!

Para um ano novo mais leve.

Saladinha de Cenoura

Saladinha de CenouraCaros amigos, como foram de festas? Ficamos um período longe de vcs, mas foi por bons motivos: viagens, cursos, celebrações  e mudanças, muitas mudanças…

Hoje, resolvi fazer uma pausa na abertura de caixas para deixar uma receitinha deliciosa, leve e fácil de fazer.

Esta receita me foi dada quando ainda estava grávida da minha filha, pela nutricionista que me acompanhou na reta final, Renata Chaves (do Renutre). Logo me apaixonei e virou parte da minha rotina. Hoje, a escrevo aqui em homenagem ao meu irmão que está fazendo uma dieta super restrita para um tratamento de saúde.

Hermano: Parabéns pela força de vontade e perseverança. O objetivo final vale muito a pena!

Chega de papo e vamos a receita. Mas não sem antes desejar um feliz ano novo a cada um de vocês que tem nos acompanhado nesta trajetória deliciosa da cozinha para o blog. Que vocês tenham um ano de muito equilíbrio, paz e bem – e uma boa pitada do seu tempero predileto! Beijo no coração!

Saladinha de Cenoura com Passas e Cominho

– 2 cenouras raladas

– 1/2 cebola roxa cortada à julienne bem fininha

– 1/2 colher de sopa de grãos de cominho

-1 colher de sopa de passas brancas secas (reidratadas)

– 3 colheres de sopa de vinagre ou limão

– 1 colher de sopa de azeite

– Sal e pimenta à gosto

Modo de preparo:

Picar a cebola e deixar de molho em água gelada por 15min. Deixar também as passas de molho em água morna por 15 min. Ralar a cenoura. Reservar. Pegar os grão de cominho e colocar em uma frigideira quente (sem óleo nem nada) por 2 minutos (apenas para exalar o seu aroma). Misturar todos os ingredientes e levar a geladeira. Está pronto!

Projeto verão em plena ação!

Quibe de Quinua e Legumes

Quibe de Quinua e LegumesApesar do tempo ainda estar maluco e eu continuar oscilando entre meus doces testes doces e meus pratos lights, continuo firme e “mais ou menos” forte no meu projeto verão. Ele está surtindo efeito, o que é bom…

E, para equilibrar estas duas realidades preciso de comidinhas deliciosas… ou caio em tentação e fico só na parte 2.

Como prometido por uma das nossas leitoras especiais nos comentários do post Fase light… mas com sabor!, recebi uma receita que testei e adorei! Perfeita para esta fase: nutritiva na medida certa, desitoxicante e super saborosa.

Vale a pena experimentar!

Receita de Quibe de Quinua e Legumes (receita da Chef Valéria Rúbio  do Parada Saudável)*

– 2 xíc. de quinua  pode ser branca, preta vermelha ou todas misturadas- fica bem bonito)

– 4 xíc. de água

– 3 xíc de abóbora japonesa cozida e espremida (medida após espremida)

– azeite, sal e noz-moscada a gosto

– 1/2 xíc. de brócolis picado

– 1/2 xíc. de ervilhas frescas

– 1/2 xíc. de alho-poró picado

– 1/2 xíc de shitake picado

– 1/2 cebola picada em cubos

– 20ml de sakê

Modo de Preparo:
Ferva a água e cozinhe a quinua, conforme orientação do produtor. Quando pronta, misture com a abóbora e tempere com a noz-moscada, sal e azeite. Reserve.

Refogue a cebola, o alho-poró, acrescente os demais legumes e o shitake. Flambe-os com o sakê e deixe-os
o mais al dente possível. Monte em um pirex, colocando metade da mistura de quinua, depois o recheio, cobrindo com o restate da quinua. Coloque no forno pré-aquecido a 200 graus por cerca de 15 minutos, para a massa secar um pouco.

Pronto, delicioso e super saudável!

 * Receita adaptada de original da Tatiana Cardoso do restaurante Moinho de Pedra (São Paulo)

Parada Saudável

Tel: +55 15 3282-3769

email: valeriamrubio@yahoo.com.br

 

Fase light… mas com sabor! Gnocchi de ricota e espinafre

Gnocci de Ricota com Espinafre - Receita

Gnocci de Ricota com Espinafre - ReceitaPassei uma semana no Rio. Essa cidade é maravilhosa mesmo! Como é bom ter aqueles dias ensolarados, brisa do mar… é impossível não se animar a dar uma passeada no calçadão, a comer uma comidinha mais saudável…

E para completar tudo isso, minha sogra resolveu me dar de presente uma semaninha de spa urbano, com direito a malhação, massagens e comidinhas maravilhosas planejadas pela Pique o espinafre bem miudinho. Pegue a ricota, de uma espremida com a mão para sair um pouco de soro e misture ao espinafre. Acrescente noz moscada, sal e pimenta do reino (eu pus bastante noz moscada). Molde bolas (como almôndegas) de cerca de 2 – 2,5cm de diâmetro e coloque em forma untada com um pouco de óleo. Com o dedo faça um buraco (um vale na verdade) no centro de cada bolinha, coloque um pedacinho de tomate em cada gnocci, salpique pistache e o queijo ralado. Leve ao forno pré-aquecido em 180 graus. Deixe assar por uns 15 minutos ou até o queijo dar uma leve dourada.

Servir imediatamente. Para cada prato, colocamos ao fundo um pouquinho do molho, por cima cerca de 7 – 8 bolinhas de gnocchi.

Maravilhoso!

Um dia mais leve – Receita Salada Morna de Quinoa, Camarão e Lula

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarão e Lula

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarão e Lula

Depois dos abusos gastronômicos do fim de semana, eu – e mais 90% da população feminina – tento começar a semana com umas comidinhas mais leves… nem sempre consigo, mas sigo tentando e experimentando. E se levar em conta meus quilos a mais, acho que sigo experimentando mais que tentando… ; )

Uma destas receitas, que particularmente adoro, é a Salada Morna de Quinoa com Camarões e Lula. Vale a pena experimentar!

Receita de Salada Morna de Quinoa com Camarões e Lula

– 250g de Quinoa

-2 xic. de água (ou conforme indicação do produtor)

– 200g de camarão sem casca

– 200g de lula em anéis

– 10 vagens francesas cozidas “al dente” no vapor

– suco de 2 limões

– 1 cebola picada em cubinhos

– 1/2 xic. coentro e cebolinha picado miudinhas

– 1 dente de alho

– 1/2 pimenta dedo de moça sem semente

– 1 col. de sopa de molho de ostra

– 1 col. chá de óleo de gergelim

– sal e pimenta do reino à gosto

– 1 colher de óleo de girassol

Modo de preparo:

Limpar os camarões: fazer corte na parte superior e retirar o fio preto. Limpar as lulas (mesmo que vc já as compre em anéis, retire os pedacinhos de de cartilagem que fica). Em um pilão, socar o sal, alho, pimentas, e metade do coentro e cebolinha. Em seguida, acrescentar o suco de 1 limão. Jogar esta mistura no camarão e lula. Reservar.

Colocar a água para ferver. Quando levantar fervura, adicionar a quinoa, cozinhar como arroz até o grão ficar macio. Reservar.

Em uma frigideira, colocar o óleo de girassol. Quando estiver quente, acrescentar, a cebola. Em seguida, adicione o camarão e logo depois a lula. Esperar esbranquiçar e adicionar a quinoa e a vagem picada com cerca de 3 cm. Desligar e passar para uma vasilha, onde está misturado o molho de ostra, óleo de gergelim, o resto do coentro e da cebolinha e limão. Servir ainda quente.

Dica: Vale servir com uma salada de agrião.

Bom apetite!