O leitão viajante

Leitão recheadoIsso daria uma hitória infantil, mas é apenas parte da semana de comemoração do meu aniversário. É que resolvemos fazer um almocinho de mineiro. Sabe daqueles de por na mesa e quem chegar, chegou e você passa o dia todocozinhando, comendo e bebendo pois ninguém é de ferro… Foi isso que fizemos no meu aniversário, mas com um toque especial. Uma receita maravilhosa da minha mãe.

Como já disse, ela é minha super inspiração e a melhor professora que tenho, pois me ensinou o que acredito ser o mais importante na cozinha: cozinhar é um ato de amor e tudo feito com amor é especial.

Bem, puxação de saco à parte, vamos voltar ao assunto principal deste post. Resolvemos fazer um leitão, mas não é um leitão à pururuca como se come normalmente, este leitão é um leitão de leite (bem miudinho) e é desossado e recheado. Então fica praticamente uma terrine… todo mundo que come fica surpreso com a leveza e delicadeza do prato (acho que é porque sempre se lembram daqueles pratos pesados…)

É daqueles pratos que você come e quer repetir. Não preciso nem falar que não sobrou nem um pedacinho para contar a história.

Vamos à receita!

Leitão recheado à pururuca à moda de D. Eloíza

– 1 leitão de leite (cerca de 6 quilos) desossado (você pode pedir ao seu açougueiro para fazê-lo deixando apenas as patinhas e a cabeça) – a minha mãe trouxe este de Minas, pois o açougueiro já conhece como ela gosta…

– 300g de presunto

– 600g de lombo

– 600g de linguiça de pernil

– 200g de alcaparras

– 100ml cachaça

– 1l de vinho branco

– 2 colheres de sopa de azeite de oliva

– 40g de alho (cerca de 7 dentes)

– 4 folhas de hortelã pimenta

– 4 colheres de sopa rasa de sal

– 3 pimenta dedo de moça picadas bem miudinhas (com a semente)

– 1 colher de café de cominho

– suco de 1 limão grande

– pimenta do reino a gosto

– 2 ramos de tomilho, louro e alecrim frescos

– linha e agulha para fechar o leitão

– 2 maçãs pequenas

Modo de preparo:

Para preparar o tempero: colocar no processador ou socador o alho, a pimenta do reino, o cominho, a hortelã-pimenta, o sal e o suco de limão. Triturar. Deste tempero, retire uma colher de sopa e reserve para o recheio. O restante será utilizado no leitão. Pegar a cachaça e mistrurar 80ml no tempero do leitão e os outros 20ml no tempero do recheio.

Para o leitão: Pegar o leitão já desossado e lavá-lo bem em água corrente.  Passar o tempero sobre toda a sua carne (parte interna) espalhando bem. Deixar neste tempero, dentro da geladeira por no mínimo 2 horas.

Para o recheiro: Cortar (ou processar) o lombo e o presunto bem miudinho. Pegar a linguiça, retirar toda a sua pele e misturá-la às demais carnes.  Colocar o tempero que estava reservado, acrescentar as pimentas dedo de moça já picadas miudinhas, as alcaparras (sem o líquido). Misturar tudo.

Rechear o leitão preenchendo todos os espaços onde havia ossos com a mistura. A barriga deve ter bastante recheio, mas não pode ficar estufada, pois corre-se o risco de romper durante o cozimento. Após rechear, fechar a barriga do leitão costurando cuidadosamente.

Colocá-lo é um tabuleiro já na posição  de servir, protejer online casino as orelhas e o rabo com um pedaço de papel alumínio (parte brilhante virada para fora), espalhar os raminhos de ervas frescas embaixo e nas laterais do leitão. Colocar uma das maçãs na boca. Untar o couro da parte superior do leitão com o azeite e colocar 2 copos do vinho branco no fundo da assadeira. Fechar com papel alumínio e levar para assar em forno pré-aquecido a 210 graus.

Depois de 2 horas, tirá-lo do fogo, verificar se o vinho diminuiu muito, regar toda o leitão com este caldo e acrescentar mais um pouco de vinho e fechá-lo novamente com o papel alumínio. Levar para assar novamente. Após 1 hora, repetir este processo. Nesta fase, tirar o papel alumínio (manter apenas os que cobre orelhas e rabo) e deixá-lo assar por cerca de mais 1 hora.

Depois disso, deixá-la descansando no forno desligado até a hora de servir.  Na hora de servir, pururucar  o couro do leitão (aquecer até aparecer bolhas) com um maçarico – sugiro este processo pois a carne ficará mais leve. Porém, se você não tiver o maçarico, pegue 1 litro de óleo e leve-o ao fogo para aquecer. Para saber o ponto de pururucar, jogue um palito de fósforo dentro o óleo que deverá ascender imediatamante. Isso ocorredo você já pode jogá-lo cuidadosamente, com uma concha sobre o leitão que deverá estar em uma grade sobre um tabuleiro limpo. Esta operação deve ser feita com muito cuidado para evitar acidentes.

Na hora de servir, retire a maçã que foi assada na boca do leitão e substitua pela outra fresca, bem vermelhinha.2011 leitão à pururuca 2

Está pronta esta delícia! Eu sirvo sempre com uma saladinha de couve bem fina (ou a couve refogada) e com um acompanhamento adocicado: molho de jabuticaba combina super bem e, desta vez fiz um purê de maçã com maracujá que ficou divino!

Áh! Mais uma dica, na hora de servir, fatiar bem fininho com uma faca super afiada ou com faca elétrica.

Bom apetite!