Camarão na abóbora para celebrar a vida!

Camarão na Abóbora

Camarão na AbóboraOs últimos dias foram difíceis, de surpresas desagradáveis, mas de aprendizado enorme (momento pollyana). O que tirei de mais importante dos acontecimentos deste período foi realmente temos que aproveitar a nossa existência ao máximo e não deixar que as horas, dias, semanas se percam na loucura do dia-a-dia. Quero sempre me questionar, tipo pesquisa de revista: o que eu fiz nas últimas 24 horas valeu a pena? Foi inesquecível? Se na maior parte dos dias a resposta for sim, ótimo! Se não, “bora” rever isso aí!

Pós avalanche, veio a alegria! Hoje, celebramos os 80 anos de vida do meu pai. Uma data como esta não podia deixar passar em branco. E para comemorar e paparicá-lo muito, em primeiro lugar, importei a família pra cá. Com todos reunidos, restava pensar no menu (casa de ferreiro, espeto de pau – tudo sendo feito na correria…). Resposta do meu pai foi imediata: camarão na abóbora e bolo de côco.

Correria para preparar tudo, divisão de tarefas feita… mãos à obra! Ufa! Deu tempo para curtir todo mundo…

Para surpresa de todos, não fui eu que fiz a sobremesa. Minha sobrinha se ofereceu para fazer o bolo, segundo ela, o mais fácil do mundo – depois posto a receita aqui! E para mim, sobrou o camarão na abóbora… hummmm… ficou bom demais!

Divido aqui a receita e o desejo que tenhamos ainda muitos mais aniversários para comemorar a vida e reunir a família e amigos! Cheers!

Receita de Camarão na Abóbora (serve 10 pessoas)

– 1 abóbora de mesa (aquelas tipo haloween) inteira

– 1,5 kg de camarão graúdo sem casca

– 8 camarões graúdos com casca para enfeitar

– suco de 2 limões

– 6 tomates pomodoro

– 1 cebola grande picada

– 2 dentes de alho

– 1 xícara de molho de tomate

– 200 ml de leite de côco

– 200g de catupiry ou requeijão cremoso

– cheiro verde a gosto

– azeite de dendê a gosto

– sal e pimenta a gosto

– 3 colheres de sopa de farinha de trigo

-óleo de canola suficente para untar a abóbora

 

Modo de Preparo:

1- Cortar a tampa da abóbora (fica mais bonita se cortar em zigue-zague). Retirar toda a semente, deixando a sua cavidade limpa mas com sua polpa.

2- Passar óleo em toda sua casca, inclusive na tampa. Levar ao forno já pré-aquecido a 225 graus até a moranga ficar ao dente (teste colocando um garfo em sua polpa. Se afundar, ams ainda tiver um pouco de resistência é o ponto). Reserve.

3- Limpe o camarão sem casca, fazendo um corte leve na sua curva exterior e interior e retirando os fios pretos (intestino). Colocar o suco 1 limão e sal para temperar. Reservar.

4- Temperar o camarão com casca da mesmo forma. Reservar.

5- Picar a cebola e alho em cubinhos miudinhos. Reservar

6- Retirar a semente do tomate e bater com um pouco de água. Reservá-la junto com o molho de tomate. Cortar o restante dos tomates em cubinhos miúdos. Reservar.

7- Em uma panela grande, colocar o azeite de dendê, refogar a cebola. Quando estiver transparente, acrescentar o alho. Em seguida, o tomate. Após cerca de 3 minutos, acrescentar o sal, a pimenta e a farinha de trigo e mexer. Acrescentar o molho de tomate, deixar levantar fervura, mexendo sempre. Acrescentar o leite de côco.

8- Por último, acrescentar o camarão sem casca e misturar rapidamente. Testar e ajustar o tempero. Se estiver com muito caldo, acrescentar mais farinha de trigo torrada. Desligar a panela com o camarão, ainda parcialmente cozido. Acrescentar o cheiro verde, reservando um pouco para enfeitar na hora de servir. Colocar a mistura na abóbora, acrescentar o requeijão e legar ao forno já quente até começar a fazer borbulhas.

9- Enquanto isso, em uma frigideira com um pouco de azeite de dendê, refogar o camarão com casca até ficar rosa.

10- Na hora de servir, salpicar o cheiro verde e enfeitar com o camarão com casca.

Bom apetite!

 

Celebrando com amigas

Sopa de abóbora

Sopa de abóboraProposta de jantar leve para uma noite mais leve ainda!

Ontem, preparei uma aula jantar com harmonização de vinhos para um grupo de amigas. Como era um jantar apenas para mulheres, fiz um menu bem leve, mas muito saboroso. Enviei o cardápio para uma amiga que é sommelier (eu não tenho a menor competência para isso!), Luciana Sammarco, e escolhemos 2 vinhos por prato.

O resultado foi uma noite muito divertida, regada com sabores especiais, lembranças e muito vinho! Vale a pena experimentar!

Os vinhos escolhidos foram vinhos na faixa entre R$40,00 a 60,00.  Um dos desafio foi testar um vinho tinto com o prato principal que era um peixe. Não é que ficou legal!

Vamos às receitas!!!! (todas servem 4 pessoas)

Sopa de Abóbora com cubinhos de Salmão Desidratado e Queijo Coalho

Vinhos que harmonizamos:  Espumante Pizzato Brut – Vale dos vinhedos – Brasil: foi o que ficou mais legal/ Chardonnay Lariviere Yturbe 2007 – Partida Limitada – Mendonza Argentina: o vinho era legal, mas não funcionou tão bem.

 A) Salmão Desidratado 

– 300g de filet de salmão

– 300g de sal grosso

– 300g de açúcar

 Equipamento necessário: papel PVC e uma grade

 

Modo de Preparo:

1- Misturar o sal grosso com açúcar. Reservar.

2- Limpar o salmão, abrir o papel filme, fazer uma camada com metade da mistura de sal com  açúcar. Colocar o salmão sobre esta cama e cobrí-lo com uma nova camada da mistura. Em seguida, cobrí-lo com papel filme e vedando-o completamente.

3- Fazer alguns furinhos no plástico com uma faca, na parte superior e inferior do peixe, tomando cuidado para não perfurá-lo.

4- Levá-lo à geladeira por pelo menos 6 horas, sobre uma grade e um prato, para recolher o líquido.

5- Após este período, lavar o salmão. Está pronto para utilização. 

 

B) Sopa de Abóbora

 – 600g de abóbora

– 1 cebola pequena picada em cubos

– 2 dentes de alho

– 1 talo de salsão inteiro

– 1 folha de louro

– 1 ramo de tomilho

– 2 colheres (chá) rasas de gengibre ralado

– 3 colheres (sopa) de azeite de oliva

– 600ml de água ou caldo de legumes

– 1 colher (sopa) rasa de melado

– sal e pimenta-do-reino a gosto

– 10 grãos de coentro amassado

 Para finalizar:

– 100g de queijo coalho em cubinhos

– 100g de salmão desidratado em cubinhos

– 4 raminhos de coentro

Modo de Preparo:

1- Levar a abóbora ao forno para assar até ficar mole.

2- Em uma panela, colocar o 2 colheres de azeite e levar ao fogo. Quando estiver quente, refogar a cebola, 1 alho e o salsão. Acrescentar a polpa da abóbora e refogá-la. Juntar o caldo de legumes, gengibre, sal e pimenta-do-reino.

3- Cozinhar até que a abóbora fique macia. Retirar o salsão, o louro e tomilho e descartar.

4- Bater a sopa no liquidificador até ficar homogênea.

5- Colocar ao outra colher de azeite na panela. Refogar o outro alho espremido. Levar a sopa ao fogo novamente até que fique um creme homogêneo, acrescentar o melado e ajustar o sal, se necessário.

6- Na hora de servir, colocar a sopa no prato a ser servir e acrescente o coentro, os cubinhos de salmão desidratado e do queijo coalho.

 *Nota: pode-se substituir o salmão desidratado por defumado, se necessário.

Papillote de NamoradoPapillote de Robalo com Leite de Côco e Purê de Banana da Terra

Vinhos harmonizados: Amaral Sauvignon Blanc 2009 – Leyda Valley – Chile: bem legal e também funcionou com a sopa / Pacífico Reserve Sur  Pinot Noir 2008 – Ciricó Valley Estate Grown – Chile: também ficou ótimo com o prato. Não conseguimos um acordo sobre o que ficou melhor… na dúvida, prove os dois!

A) Purê de Banana da Terra:

– 6 bananas-da-terra bem maduras

– 200ml de leite de côco

– 2 colheres (sopa) rasas de manteiga (30 g)

– água para cobrir e cozinha

– Sal a gosto

Modo de Preparo:

1- Coloque as bananas em uma panela, cubra com água e leve ao fogo. Deixe cozinharem por 20 minutos e reserve.

2- Descasque-as e passe-as pela peneira (ou amassar), formando um purê.

3- Coloque este purê em outra panela, acrescente o leite de côco e leve ao fogo, mexendo lentamente até que o purê fique cremoso e brilhante.

4- Junte o sal e a manteiga. Misture, desligue o fogo e reserve.

B) Papillote de Namorado com Leite de Côco:
 
 
 
 
 

 

– 4 pedaços de Namorado de 200g cada

– 1 cebola picada à julienne

– ½ pimentão amarelo picado à julienne

– 4 ramos de coentro (ou a raíz do coentro) picado miudinho

– ½ pimenta dedo de moça (sem semente) picado à julienne

-1 limão grande

– 200ml de leite de côco

– sal e pimenta do reino a gosto

– azeite de oliva

 Equipamento necessário: Papel alumínio e um tabuleiro

 

Modo de Preparo:

1- Cortar 4 pedaços de papel alumínio com cerca de 60 x 30 cm. Dobrar cada pedaço ao meio.

2- Fazer uma cama com um pouco de cebola e pimentão para colocar com peixe. Colocar um pedaço de peixe em cada pedaço de papel. Salpicar o sal, a pimenta, o coentro e o limão.

3- Distribuir a cebola, o pimentão e a pimenta (opcional) pelos 4 papillotes.

4- Fechar parcialmente o papillote (pelas laterais) e acrescentar o leite de côco.

5- Fechar o papillote por completo e levar ao forno, já pré-aquecido em 210º por 20 minutos. Servir imediatamente.

Delícia Tropical (Caipirinha quente de manga com sorvete de côco e calda de Maracujá) 

vinho harmonizado: neste cas foi um só: Santa Carolina Sauvignon Blanc Late Harvest 2006: delícia

Manga flambada

 – 1 manga em cubos

– 20g de açúcar

– 15ml de cachaça

– 1 pauzinho de canela

Modo de Preparo: Levar as mangas, açúcar e canela ao fogo baixo até derreter o açúcar. Acrescentar a cachaça e flambar. Retirar a canela e reservar. 

Calda de maracujá

 – Polpa de 1 maracujá

– 15 ml de água (uma colher de sopa)

– 40g de açúcar

– 1 pauzinho de canela

– 1 cardamomo

Modo de Preparo: Levar todos os ingredientes ao fogo baixo e deixar cozinhar até ficar em ponto de calda. 

Montagem:

– 4 bolas de sorvete de côco (tapioca também fica ótimo!)

Em um prato, coloque primeiramente a manga flambada, em seguida, a bola de sorvete e, por fim, despejar a calda de maracujá. Servir imediatamente.

Ops! Vou ter que preparar a sobremesa para fotografar novamente… que sacrifício!!!!