Bacalhau com alcachofra, já pensou? Já comeu?

Os dois sozinhos já são muito bons e juntos então, hummm! Amo alcachofra. Adoro bacalhau. 

Já faz muito tempo que eliminei os industrializados da minha cozinha. Por dois motivos: tenho bastante tempo pra cozinhar e  porque a maioria que a nossa indústria alimentícia vende é quase veneno. A minha luta pela leitura de rótulos e compra consciente é antiga. Quanto mais eu pesquiso, mais eu faço tudo que comemos em casa. Lógico que existem marcas que se preocupam em oferecer produtos de qualidade e com a saúde, mas nossa legislação é tão frouxa que no Brasil ainda se usa aditivos banidos em outros países há décadas! 

Claro que não voltei a idade da pedra, mas se eu posso, eu faço! Bom, amoooo alcachofra e vocês viram o preço das danadinhas? Está pela hora da morte. Confesso que brochei quando vi no mercado.  Mas há alguns dias na casa da Letícia, usamos um vidrinho de alcachofras na brasa da La Pastina que eu vou te contar, DIVINAS! As duas concordaram que precisaríamos fazer alguma receita pro blog com elas!

E neste último fim de semana, veio a inspiração: bacalhau e alcachofra. Delicioso, facilíssimo, rapídíssimo pra deixar a audiência extasiada e pedindo bis!

Essa alcachofra , conforme informações do fabricante/ importador possui apenas alcachofra,  óleo de girassol, vinagre, sal, especiarias, acidulante acido cítrico e antioxidante acido ascórbico.  Do jeito que eu gostei, vou aprontar outras com ela rs!

Aproveitem pra arrasar em uma reunião com os amigos ou no almoço da família!

Bom apetite!

Bacalhau com alcachofra
Print
Ingredients
  1. 300 de bacalhau dessalgado e desfiado
  2. 2 dentes de alho picados
  3. 300g de tomates orgânico picados ( eu usei os pequeninos).
  4. 1 vidro de 250g de alcachofra na brasa la Pastina
  5. manjericão fresco a gosto
  6. sal
Instructions
  1. Em uma frigideira refogue delicadamente o alho em um pouquinho de azeite com cuidado para não queimar. Refogue, também, os tomates. Adicione o bacalhau, refogue por 10 minutos até o bacalhau ficar macio. As alcachofras devem ser picados grosseiramente ou se preferir apenas solte as folhas e pique o fundo. Acrescente ao refogado de bacalhau e refogue por mais 1 minuto. Acrescente o óleo do vidrinho da alcachofra e por fim acrescente o manjericão já com o fogo desligado. Ajuste o sal.
Notes
  1. Arroz integral acompanha super bem. Mas pode servi-lo como entrada, com um pãozinho integral hummm, irresistível!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

O espírito da “mama” baixou em mim!

Domingão. Dia de ficar estirada na cama sem fazer nada. ERRADO!

Pelo menos para mim. Claro que fiquei na cama até as 10 da manhã. Mas quando me levantei, algo me empurrou logo para a despensa para ver se eu tinha suficiente farinha 00 para preparar pasta fresca! An??? Preparar pasta num domingo from scratch? Deveria estar louca, ou influenciada pelo artigo que vi sobre o Eataly (uma espécia de mercado italiano com cervejaria, rotisseria, salumeria, padaria, pizzeria, carne, peixe, pasta… Claro que na Itália, EUA e Japão. Quem sabe um dia…).

Mas, enfim. Me deu aquela vontade de ouvir Ornella Vanoni cantando L’appuntamento e amassar meio quilo de farinha e ovos para depois se transformar em lindos e dourados fios de pasta italiana!

E lá fui eu. Mas nem conto que antes fui ao mercado comprar ovos e tomates orgânicos pois queria fazer um molho de tomates frescos mornos e muito azeite extra virgem e manjericão!

Bem… de volta a casa ao meio-dia, me puz um avental e a amasar a deliciosa mistura de ovos e farinha! E preparar o mais fácil e delicioso molho de tomate para satisfazer ao espírito da mama que havia baixado por aqui!

Pasta Fresca (Receta Básica) Serve 4 como prato principal


600 gr de farinha de trigo 00 (se você não encontrar pode usar farinha de trigo comum)

12 gemas de ovo (ou pode substituir por 6 ovos inteiros – as gemas deixam a massa mas suave e amarela. Eu prefiro)

1 colher de chá de sal

Misture a farinha com o sal. Coloque a misture sobre uma bancada ou uma tigela e faça um buraco no meio. Quebre os ovos. Com um garfo, bata os ovos e vá cuidadosamente misturando com a farinha sem deixar que o líquido escape. Então comece a parte boa que é usar suas maãoes para misturar e sovar a massa. Sove até que obtenha uma massa suave e elástica. Faça uma bola, cubra com clingfilm e deixe descansar na geladeira por meia hora.

Ai você pode preparar o molho de sua preferência. Para esta massa eu usei tomates frescos sem pele e sem semente, cebola, alho e majericão. Tudo num refogado rapidíssimo, sem deixar o tomate cozinhar demais. E por cima coloquei cubos de mozzarella fresca a pedido de meu pequeno.

Após o descanso da massa e após abrir uma garrafa de vinho (no meu caso, um Brunello MARAVILHOSO!) comece a esticar a massa. Se você não tem uma máquina, não se preocupe. Fortaleça os seus braços esticando a massa com um rolo de macarrão o mais fino que puder. Depois dê a forma que quiser. O importante é “ser feliz e se divertir” (assim fala meu filhote!). Eu usei a máquina para preparar tagliatelle. E você também poderá fazê-lo cortando a suas tiras de massa com uma faca. Crie, invente e aproveite! Deixe a massa secando por uns 30 minutos. Isto é muito importante para que não grude e não fique empapada. Você pode usar um varal para massas ou deixa-la repousar sobre uma bancada ou assadeira polvilhada com semolina. Mas cuidado para não sobrepor as tiras de massas senão elas grudarão umas nas outras.

Coloque uma panela com abundante água para ferver. Eu uso a proporcão de 1 litro de água por cada 100gr de pasta a cozinhar e 1/2 colher de sopa de sal. A pasta tem que se mover livremente dentro da panela para que cozinhe uniforme e não grude. Cozinhe por apenas 3 minutos. Lembre-se: sua pasta está fresquisima. Assim estará al dente . Ao escorrer a pasta aproveite um pouco da água de sua cocção para dar sabor e e para que não seque e grude. Sirva com o molho de sua preferência.

P.S. Como não poderiam faltar, umas deliciosas e frescas alcachofras com vinagreta foram nossa entrada! Buon appetito!