Banana e aveia, versão bolo. Pra ajudar a acordar no horário verão!

   Cada dia que passa, encontro mais frutas, legumes e verduras orgânicos e o que melhor, com preços menores! É isso aí gente, comprando mais, produzirão mais e os preços diminuirão ainda mais! Esse bolo foi feito com 6 bananas orgânicas compradas em um supermercado bem careiro de São Paulo, a menos de R$5,00! 

  Vocês já pararam pra pensar o que o nosso consumo de orgânicos gera? Pequenos produtores trabalhando a terra e cuidando do planeta, saúde para os lavradores sem o uso dos agrotóxicos, nossa saúde e da nossa família. Os grandes produtores vendendo menos, podem parar pra pensar e começar a tomar atitudes visando o bem estar das pessoas e do planeta, e não só no lucro!

  Mudar não é fácil, requer persistência! Primeiro mudamos a maneira de pensar e depois os nossos atos. E como é difícil sair da zona de conforto! 

  Então, força na peruca e bora consumir mais orgânicos, fazer mais exercícios e ser mais leve, levando a vida com mais humor 🙂 !

  E pra ajudar a dar mais energia nos primeiros dias de horário de verão, um outro jeito de comer banana com aveia, um bolo facilíssimo, como sempre. E fica com uma casquinha por causa da farinha de mandioca, deliciosa! Um cheirinho de bolo de banana feito em casa, acorda até sonambulo rsrs!

 Bom apetite!

Bolo de banana e aveia
Print
Ingredients
  1. 6 bananas orgânicas maduras cortadas em cubos
  2. 1/2 xícara de óleo de girassol
  3. 3/4 de xícara de açúcar orgânico
  4. 2 ovos caipiras
  5. 1 xícara de aveia em flocos
  6. 1 xícara de farinha de mandioca
  7. 1 colher de chá de canela
  8. 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Instructions
  1. Bater no liquidificador os ovos, óleo e açúcar, reserve. Misturar a banana e a canela, reserve. Misture a aveia, farinha de mandioca e bicarbonato, reserve. Misture as 3 partes delicadamente. Asse em forno preaquecido a 180º.
Notes
  1. Pode usar a aveia em flocos ou flocos finos, vai de gosto rsrs. Pode substituir o açúcar por 1/2 de açúcar fit ( açúcar demerara + stevia) assim fica menos calórico. Se a banana form beemm doce, diminua o açúcar, ficará mais saudável ainda!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Uma abóbora, muitas emoções!

Daí você compra uma abóbora kabocha ( fala-se cabotiá, mas como vem de uma palavra japonesa, escreve-se kabocha, viu, memórias, também é cultura rs!) e com seus 1,3 kg tem muito material para uma cozinheira pra dois! Coloquei a laranja na foto pra dar ideia de proporção!

Tudo isso porque me deu uma vontade de comer abóbora refogada com alecrim. Vc já comeu? Com abóbora kabocha? Hummm. Ai vai a receita: cortei a abóbora na metade, depois de higienizá-la. Descasquei ( reservei a casca)  e cortei em cubos grandes,  bem parecidos de tamanho para cozinharem por igual.  Piquei 3 dentes de alho em um pouquinho de azeite, deixei apenas por 2 minutos em fogo baixíssimo. Acrescentei a abóbora, um pouco de sal, pimenta e as folhas de um galhinho de alecrim fresco. Refoguei mexendo sempre, acrescentando uma xícara de café de água ( se tiver algum caldo, fica ainda melhor) até secar e repetindo mais duas vezes até que a abóbora estivesse macia. Ficou sensacional!

E ai sobrou meia abóbora! Já pro forno com casca, sementes e tudo, e também as cascas da primeira metade! Com a “boca” pra baixo, assim o calor se intensifica e assa mais rápido sem ressecar. Espetando o garfo, você percebe que está pronta quando macia. Muito bem. Cozida, as sementes saem com facilidade e com uma colher separe a polpa da casca.  Com a polpa você pode fazer o bolo com coco da foto aqui embaixo. Esse tem chocolate, mas não tem a menor necessidade, foi simplesmente para agradar o marido chocólatra.  

Mas, sobrou mais purê e as cascas. Bem, com o resto da polpa, você pode fazer um  creme de abóbora ( uma xícara de polpa para 500ml de caldo de frango ou legumes,misture bem,  sal, um colher de café de gengibre), mas pode acrescentar  parte da casca ( bata no liquidificador com a polpa e o caldo) que dará um monte de fibras pra sopinha! A outra parte da casca, coma como aperitivo, uma pitada de sal e um fiozinho de azeite, acompanhando uma cerveja, não tem  pra ninguém!

Bolo de Abóbora e Coco
Print
Ingredients
  1. 1 e 1/2 xícaras de flocos de aveia
  2. 1/2 xícara de flocos de amaranto
  3. 3/4 de xícara de purê de abóbora
  4. 1/2 xícara de açúcar fit ( açúcar demerara +stévia)
  5. 3 ovos caipiras
  6. 1/2 xícara de óleo de girassol
  7. 1 colher de sopa de essência de baunilha( sabe fazer em casa? Ensino nas notas abaixo)
  8. 1/4 de xícara de semente de girassol
  9. 1/2 xícara de coco ralado fresco
  10. 1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio
Instructions
  1. Bater no liquidificador os ovos, açúcar fit, óleo, purê, essencia de baunilha. a parte misture bem os flocos,o coco, as sementes e o bicarbonato. Misture bem o liquido e o seco. Leve ao forno preaquecido a 180º por no mínimo 35 minutos, mas depende do seu forno. Esse bolo da foto, para agradar o meu marido, fiz com raspas de chocolate amargo.
Notes
  1. Se você usa essência de baunilha e gostaria de fazê-la em casa ai vai a receita: 1 garrafa de Bacardi Oro e 6 favas de baunilha orgânicas. Coloque as favas dentro da garrafa e feche bem. Use após 24 horas. Dura quase uma eternidade rs! Assim, você terá em casa uma essência de baunilha DE BAUNILHA!
  2. Às vezes, eu processo os flocos pra variar sobre o mesmo tema rs! Se quiser fazer este bolo sem glúten, substitua a aveia por farinha de arroz integral e/ou flocos de quinua.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/
Enfim,  uma abóbora resultando em  uma, duas, três, quatro delícias!

Espero que goste!

Beijo e até a próxima!

bolo de abóbora

Bolo de cacau e coco com calda de maracujá, já!

Um bolo de cacau e coco com calda de maracujá  ajuda a esquentar com certeza!

Ganhei alguns maracujás nascidos displicentemente na casa da minha sogra, sem que ninguém tivesse plantado ( coisas que só acontecem no interior)!Eu adoro chocolate com maracujá, pra mim é um casamento perfeito!E se, fizesse do casal, um trio: cacau, maracujá e o coco? Então, me lembrei do meu bolo de cacau e coco mega nutritivo.  Coloquei a calda no bolo e huuummm!

Se escrevesse aqui todas as benesses dos ingredientes desse bolo, seria o post mais chato deste blog rsrs! Imagine numa só receita: cacau, coco, aveia, quinua, amaranto, nozes,  sem contar os ovos, óleo de girassol!

Preciso explicar a foto de uma fatia só, pois bem, Marcos me pediu pra que não colocasse a calda no bolo todo poque como bom chocólatra, prefere purinho! Ah, não custa mimar o maridão, não é? Assim, ganho alguns pontinhos rsrs! Sem mais churumelas, vamos ao que interessa. Beijos e até a próxima.

Bolo de cacau com coco e calda de maracujá mega nutritivo
Print
Ingredients
  1. 2 ovos
  2. 1/2 xícara de óleo de girassol
  3. 1/2 xícara de coco fresco ralado
  4. 1/4 xícara de cacau em pó
  5. 1 xícara de água
  6. 1/4 de xícara de nozes
  7. 1/2 xícara de açúcar demerara e stévia ou 3/4 de xícara de açúcar orgânico
  8. 1 de xícara de aveia em flocos
  9. 1/2 xícara de quinua em flocos
  10. 1/2 xícara de amaranto em flocos
  11. 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  12. Para calda
  13. Polpa de um maracujá
  14. A mesma quantidade de água
  15. Açúcar demerara e stévia ou açúcar orgânico a gosto
Instructions
  1. Coloque os ingredientes no liquidificador na mesma sequência acima até a aveia em flocos e processe por três minutos . A parte, misture a quinua, o amaranto e o bicarbonato. Manualmente, mistures todos os ingredientes. Despeje a massa em forma de bolo inglês untada e asse em forno pré-aquecido por 35 minutos ( sempre depende do forno!).
  2. Para a calda: Coloque os ingredientes em liquidificador e use a função pulsar para que misture bem, porém sem danificar as sementes. Leve ao fogo e assim que levantar fervura, desligue.
Notes
  1. Você pode substituir a aveia, a quinua e o amaranto por farinha de milho ou farinha de aveia, enfim por qualquer farinha que tiver no armário. O ideal é que não use farinha de trigo já que ela já é utilizada em muitas receitas, assim diversificamos o cardápio e o tornamos bem mais saudável!
  2. Esta calda é bem liquida, por isso cuidado e não deixe passar o tempo de cozimento!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Tapioca passo a passo

Tenho ouvido que  muitas pessoa estão trocando o pão pela tapioca no café da manhã, para diminuir o glúten da dieta. A primeira vez que comi tapioca foi em uma viagem à Bahia. Nem pensei em fazê-la em casa! Mas, quando estava definindo o meu segundo cardápio de comida saudável, logo me veio a ideia de incluí-la, mas não deu lá muito certo, porque tapioca gostosa é grelhada e consumida na hora! É engraçado como as pessoas gostam de dificultar o seu preparo . Gente, muito poucas coisas são tão fáceis de fazer na cozinha! E em homenagem às minhas férias na terra do vatapá ( pra não ser redundante rs), aí vai o passo a passo de fazer tapioca, para desfazer as possíveis  dúvidas! Como o polvilho não tem nenhuma fibra, acrescentei gergelim preto e assim você pode substituir pelo pão integral no café da manhã sem prejuízo nutricional! Todo mundo sabe que esta iguaria aceita qualquer recheio, mas com um recheio saudável fica perfeito, como esta pastinha de ricota com alho-poró e folhas verdes!

hidratar

Fase 1

 

peneira
Fase 2

Fase 3

Fase 3

Recipe Card

Tapioca Nutritiva
Print
Ingredients
  1. 500 g de polvilho azedo ou doce
  2. 240 ml de água
  3. 2 colheres de sopa de gergelim preto ( pode ser o branco, mas o preto fica mais bonito rs)
  4. 200g de ricota
  5. 4 colheres de sopa de alho-poró picado
  6. 1 colher de sopa de mostarda dijon
  7. sal a gosto
  8. folhas de alface/ rúcula ou outra folha verde de sua preferência
Instructions
  1. Hidrate o polvilho. Ele formará pedras ( fase 1). Passe por uma peneira ( fase 2). Misture o gergelim ( se sobrar "massa", guarde na geladeira). Coloque no fogo alto do fogão uma frigideira de 22 cm de diâmetro (fase 3). Quando estiver bem quente, coloque 2 colheres de sopa do polvilho hidratado e peneirado com gergelim e depois de alguns segundo vá alisando para deixar a superfície uniforme formado a panquequinha de tapioca. Quando estiver bem firme vire e deixe assar do outro lado por alguns segundos. Antes de fazer a tapioca, bata a ricota, o alho-poró, mostarda e sal no liquidificador. Passe esta pastinha sobre a tapioca, coloque as folhas dobre e sirva.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Limão é bão rsrs!

Enquanto o calor não dá trégua,  o negócio é economizar água, hidratar-se o máximo possível e tentar se refrescar como der! Por isso, a repetição de tema neste post,  o nosso, o vosso o limão amigo, ele merece, né?! Segundo a nutricionista Roberta Santos a fruta é rica em VITAMINA C, TIAMINA, RIBOFLAVINA, FÓSFORO, SILÍCIO, CÁLCIO E FERRO. Melhora sistema imunológico (combate a doenças e infecções), funcionamento do fígado (órgão essencial ao metabolismo), performance e qualidade corporal. Previne diabetes e hipertensão arterial. É um poderoso antioxidante evitando assim o envelhecimento precoce. Facilita a digestão por ter ação alcalinizante, ou seja, diminui acidez. Dessa forma, combate sintomas como azia e queimação.  Para quem teme o ganho de gordura, o limão ajuda no emagrecimento (perda de gordura) sem estimular o catabolismo (perda de massa muscular).  Sugestão de uso:  5 – 10 minutos antes do café da manhã, descongestiona e desintoxica o organismo. Recomendo que tome a água com limão e inicie o preparo do café da manhã, este tempo será suficiente. Dose: 1 limão por dia é o suficiente para promover os benefícios citados a cima. Importante! Os efeitos descritos serão melhores percebidos se o uso for de forma regular, torna-se um HÁBITO, uma vez que se tratando de VITAMINAS E MINERAIS precisamos garantir um aporte diário para que os seus estoques sejam conservados e otimizados, diferente de outros nutrientes, os quais o organismo consegue fazer reserva.

Bom, como cozinheira, tenho algumas receitinhas com limão para refrescar:

Raspadinha de limão: você tem liquidificador que tritura gelo? Aproveite e moa 4 pedrinhas com suco de meio limão, uma colher de chá de mel ou agave ou açúcar orgânico. Refresca a alma inclusive rsrs!

Sorvete de limão: minha mãe tinha guardado a página de uma revista dos anos 70 com esta receita do Leite Moça , só que era pra ser um mousse de limão, dai eu esqueci no freezer e virou sorvete! Vale a pena experimentar! Fácil, rápido e muuuuito gostoso. Pena que é nada light, melhor fazer no fim de semana rsrsrs! 4 claras em neve, 11 colheres de sopa de suco de limão e 1 lata de leite condensado. Misture o suco com o leite condensado e acrescente as claras, coloque no freezer por umas 4 horas e voilá, sorvete de limão!

Limão de manhã, à tarde e à noite rsrs! Os pés estão cheios desta frutinha abençoada, aproveite! Até a próxima!

 

limão1limão

Bolo de limão bugre facilíssimo, deliciosíssimo, nutritivíssimo!

  • Usar o forno nestes dias quentes é complicadíssimo (chega de supertalivo rsrs)! Evito ao máximo, mas este bolo vale, porque substitui pães, biscoitos e  outros industrializados. Como você pode ver na foto, fica molhado, então pode ser consumido como sobremesa ou no café da manhã, como quiser!Fiz questão de fotografar este limão porque tem muitos nomes, aqui no interior de São Paulo chamamos bugre, e como meu sogro falou, enquanto apanhava no pé ” esse é para tempero”, mas eu sempre atrevida rsrs, uso em todas as receitas! Este bolo é fácil de fazer porque basta bater todos os ingredientes no liquificador e eles são quase todos substituíveis. Vamos à receita:

1/2 xícara de amêndoas

1 xícara de aveia em flocos

1/2 xícara de amaranto em flocos ( pode substituir por quinoa em flocos ou farinha de milho em flocos)

1/4 de xícara de mel ( se quiser deixar mais light, use agave)

1/2 de xícara de açúcar orgânico ( se quiser deixar super light, substitua por açúcar fit, meio stevia e meio açúcar demerara, não dá pra perceber o amarguinho no final por causa do limão, saída incrível, adorei rsrs)

2/3 de xícara de suco de limão bugre ( pode ser qualquer tipo de limão, mas se tiver acesso a esse, vale experimentar o resultado, delícia hum!)

2 ovos

1/4 de xícara de óleo de côco ( é possível substituir, mas vale mantê-lo pelo sabor e teor nutritivo)

1 colher de chá de bicarbonato

Modo de fazer: coloque os ingredientes no liquidificador na ordem da receita, exceto 1/2 xícara de floco de aveia e o bicarbonato. Deixo-o funcionar de 3 a 5 minutos. Desligue e acrescente o restante da aveia e ligue o aparelho por mais 30 segundos, isto para deixar os flocos inteiros, caso não goste, bata a aveia toda de uma vez. Misture o bicarbonato manualmente. Asse em forno pré-aquecido 180 ° por mais ou menos 40 minutos. O bolo é pequeno, aqui em casa dura uns dois dias no máximo (detalhe, somos apenas dois adultos que tentam ao máximo não enfiar o pé na jaca durante a semana para não engordar demais rsrs).

Boa semana!

 

 

Pão sem glúten, sem lactose e com muuuuito sabor!

pão sem gluten 2Pelo menos uma vez por mês, escuto um amigo ou conhecido dizer que está com alergia a lactose, glúten, soja ou… Pois é, alimentação saudável é diversificação. Como já levantei essa bandeira aqui, vamos diminuir o que comemos demais e experimentar novos sabores!!! Então, inspirada em uma amiga muito querida que agora deve  evitar alguns dos itens acima, adaptei uma receita que tinha há muito tempo que é simples demais de fazer. Antes de mais nada é bom explicar que este tipo de pão lembra muito mais um bolo salgado do que o pão francês, porque como já mencionei, o glúten do trigo dá a liga pra massa e sem ele a consistência é bem diferente. Esse até que fica bacana ( a foto ficou boa, né?), vamos a receita:

Ingredientes:

3/4 de xícara de fécula de batata

3/4 de xícara de flocos de quinua

120g de tofu firme  ( de preferência orgânico)

2 ovos caipiras

5 colheres de sopa de azeite de oliva

2 colheres de sopa de semente de girassol

2 colheres de sopa de gergelim ( eu usei o preto pra ficar online casino bonito na foto rsrsrs)

1 colher de chá de sal

1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó.

Modo de Fazer:

Bata no liquidificador o tofu, azeite, ovos e sal até virar uma maionese ( ops, outra receita, basta acrescentar uma erva e você tem um patê super gostoso). A parte, misture a farinha, flocos,  gergelim, semente de girassol e fermento. Junte as duas misturas, vira uma espécie de pasta coloque em uma assadeira de bolo inglês ou como fiz,  em forminhas para cupcake ( super em moda hoje em dia). Asse em forno pré-aquecido de 180° por aproximadamente 30 minutos ( depende do seu forno) e deleite-se, não sem lactose rsrsrs!

Até a próxima!

 

 

Novidade em São Paulo e receita de bolo das arábias…

Bolo das arábias

Romã Armazém GourmetHoje é um dia muito especial para minha amiga e parceira aqui no blog, Patrícia Lopes. Sem divulgar ainda, ela hoje abre as portas de seu mais novo empreendimento, o Romã Armazém Gourmet.

Quem mora em São Paulo, agora tem à mão a facilidade de poder preparar um jantar gourmet, sem muito esforço. Pois pode achar tudo o que precisa no Romã. Lá, diariamente, ela oferecerá opções de pratos gourmets prontos, embalados à vácuo. Isso, além de entradas, sobremesas, bons vinhos, outras gourmadises… Eu provei alguns, como o arroz de pato, e me apaixonei!

O Armazém fica à Rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 57, em Pinheiros, São Paulo.

Não é comum a gente divulgar nada aqui no blog, mas não podia deixar passar em branco. Tinha que dar dar esta nota em primeira mão para vocês que nos acompanham com tanto carinho (me defendam, pois a Pati queria ficar quietinha…).

Pati, com certeza seu negócio será um sucesso, pois é feito com dedicação e amor!

Bem, para completar o post, escrevo aqui uma receita de um bolo simples, mas especial que fiz para presentear uma amiga.

Bolo das arábiasReceita de Bolo das arábias: Bolo de Iogurte com Pistache e Calda de Água de Rosas  

Para o Bolo:

– 1 pote de 170 ml de iogurte

– a mesma medida de óleo

– 3 ovos

– 1 e 1/2 xícaras de açúcar

–  2 xícaras de farinha de trigo

– 1 colher (sopa) de fermento em pó

– 1 xícara de xerém de pistache (pistache, sem casca e sem sal quebrado pequeno)

Para a calda:

– 250g de açúcar de confeiteiro

– 3 colheres (sopa) de suco de laranja

– 1 colher (sopa) de suco de limão

– 1 colher (sopa) de água de rosas

Modo de preparo:

1- Aquecer o forno a 180 graus

2- Bater os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Reservar.

3- Peneirar a farinha e fermento e misturar o pistache.

4- Acrescentar o líquido à parte seca, misturando levemente até incorporar tudo.

5- Colocar em forma untada e enfarinhada. Assar em forno pré-aquecido por cerca de 30 minutos ou até que esteja firme e dourado. Faça o teste do palito.

6- Depois que esfriar, desenformar para colocar a calda.

Detalhe calda no bolo7- Para a calda: levar ao fogo todos os ingredientes, exceto suco de limão, amolecer o açúcar. O resultado deve ser esbranquiçado, mas fluido. Não deixar virar calda transparente mesmo. Se isso acontecer, colocar mais açúcar. Acrescentar o limão no final do preparo. Virar a calda ainda quente sobre o bolo, que fica super macio e molhadinho!

Delicie-se!

Nota: A água de rosas é um ingrediente muito comum na culinária árabe, turca… mas é muito marcante e forte. Cuidado em sua utilização, se você não tem o hábito de utilizá-la, colocar apenas 1/2 colher de sopa e testar o sabor. 

Arroz doce, arroz de leite ou mesmo arroz de festa?

Arroz Doce Brulée

Arroz Doce BruléeEu sempre amei esta época de festas juninas. Adorava ir às festas das paróquias de BH, dos condomínios, dos clubes. Gosto do clima, da animação da turma e principalmente das comidas!!!! Aqui no blog já postamos algumas receitas tradicionais desta época. A de hoje porém nem acho que é só de festa junina. Na verdade, há muito tempo planejava escrever sobre este doce tão tradicional e comum na nossa vida… Vc pode esta com aquela cara: arroz-doce????? Não dava para arrumar coisa melhor????

Mas acho o arroz doce uma sobremesa que aquece a alma, claro que se bem feito. Quase nunca fazia em casa. Mas nas minhas últimas viagens, sem mais nem menos, trombava com o que? Arroz doce! Com isso, fui descobrindo que o arroz doce faz parte da cultura e paixão mundial. E aí, não resisti, neste período de “molho”, tive que pedir para fazerem para mim. O pior é que arrumei uma concorrente de peso, que devorou tudo!

Antes da receita, algumas curiosidades: você encontra arroz doce praticamente no mundo todo. Esta receita é de origem turca. Lá, em alguns restaurantes, você encontra o arroz doce como uma das opções de sobremesa. Foi em um deles que comi a versão que mais gostei, brulée e com sorvete e xerém de pistache.

Na Grécia, também é comum encontrá-lo, mas servido como opção de café da manhã. Na Itália, é uma opção mais caseira, para o dia a dia, como aqui no Brasil.

Enfim, pode-se chamar, arroz doce, arroz de leite, risoto doce, como preferir… o importante é que é bom demais da conta!

Receita de Arroz Doce:

– 200g de arroz (1 xícara)

– 500ml de água

– 1,25 l de leite integral

– 4 gemas

– 10 colheres (sopa) de açúcar (160g)

– casca de 1/2 laranja bahia

– 1 canela em pau

– 2 cravos

– 2 cardamomos

Modo de Preparo:

Em uma panela ferever o leite com a casca de laranja. Reservar. Em outra colocar o arroz, a água e as especiarias para ferver. Quando levantar fervura, adicionar o leite (dica da vovó: colocar um pires emborcado – virado para baixo – dentro da panela para o leite não entornar). Deixar ferver até o arroz ficar macio.

À parte, enquanto cozinha o arroz, bater à mão, as gemas com o açúcar até esbranquiçar. Adicionar uma concha do caldo do arroz à gemada e virar esta mistura ao arroz já cozido (este processo é importante para evitar grumos). Deixar ferver novamente. Desligar e colocar em vasilhas individuais ou em uma única de sua preferência.

Variações:

– Você pode servir o arroz doce brulée. Para isso, salpique açúcar sobre o pote e doure com ajuda de um maçarico. Fica moderninho e delicioso.

– Para uma versão mais mineira, acrescente uma colher de doce de leite por cima.

– Outra opção é como eu comi na Turquia, sirva quente com uma bola de sorvete de pistache por cima e salpique pistaches quebrados… Divino!

Apaixone-se!

 

Waffle com chocolate quente, enquanto penso…

Waffle

WaffleÉ impossível passar indiferente a estas duas últimas semanas no Brasil. Para mim, que ando impossibilitada de fazer muita coisa, está sendo uma ótima oportunidade. Pois não tenho feito outra coisa além de estudar, pensar, planejar e começar a agir.

Com um tema relevante assim em voga, estou como pinto no lixo… agora o fundamental é partirmos para ação real. Cada um fazendo sua parte, mudando sua comunidade, seu ambiente, respeitando o outro e o bem público. Votando diferente. Cobrando. A gente é o nosso próprio herói. Não espere dos outros o que você não faz por você, pelo seu ambiente. Ok, aqui não é o fórum, mas não consegui deixar de registrar que estou otimista e farei a minha parte.

Em homenagem a todo este clima e para acompanhar dias tão intensos, não melhor que um delicioso waffle e uma boa xícara de chocolate quente mais que especial.

Receitas de Waffle

Uma das minhas pesquisas durante este período vem sendo de receitas saudáveis para fazer com as crianças. Esta é uma delas. Aqui em casa, quando chega fim de semana, se a gente não vai para cozinha fazer waffle, é dia de protesto!

Vou deixar aqui 2 receitas de waffle, uma mais tradicional e outra (a que fiz neste dia e minha preferida) com algumas farinhas diferentes. O modo de preparo é igual.

waffle modo de fazer waffle modo de fazer waffle modo de fazer

 

 

 

 

 

Ingredientes de Waffle Tradicional

– 2 ovos

– 2 xíc de farinha de trigo

– 2 xic de leite

– 2 col (sopa) de amido de milho

– 2 col (café) rasa de fermento em pó

– 1 col (sopa) óleo

– 1 col (sopa) açúcar mascavo

– 1 pitada de sal

– manteiga para untar

 

Ingredientes de Waffle Especial

– 2 ovos

– 1/2 xíc de farinha de trigo

– 1/2 xíc de aveia em flocos

– 1 xíc de farinha de côco

– 2 xic de leite

– 2 col (sopa) de amido de milho

– 2 col (café) rasa de fermento em pó

– 1 col (sopa) óleo

– 1 col (sopa) açúcar mascavo

– 1 pitada de sal

– manteiga para untar

 

Modo de Preparo

Misturar todos os ingredientes (pode ser à mão ou no liquidificador). A sua textura deve ser de um mingau mole. Você pode verificar a textura correta ao pegar uma concha, do seu lado contrário, mergulhar na massa e passar o dedo. Se a linha se mantiver, está no ponto. Coloque a massa no aparelho de waffle (ou frigideira) pré-aquecido e untado para dourar.

Sirva imediatamente com os acompanhamentos da sua preferência: mel, geléias, frutas, iogurtes, requeijão etc. Eu servi com iogurte, mel e morangos frescos.

Para finalizar, a receita do chocolate quente especial que acompanhou esta orgia gastronômica…

Receita de Chocolate Quente Especial

– 500ml de leite

– 50ml de creme de leite fresco

– 30g de chocolate em pó (3 col de sopa)

– 5g de amido de milho (1/2 col de sopa)

– 50g de chocolate amargo (em raspas)

– 1/2 col (chá) de bicarbonato em pó

– 1 canela em rama

– noz moscada à gosto

– opcional: açúcar mascavo a gosto

 

Modo de Preparo:

– Dissolver o amido de milho e chocolate em pó em um pouco de leite. Reservar. Colocar o leite para ferver com o creme de leite, especiarias (canela, noz moscada). Quando levantar fervura, acrescentar a mistura de amido de milho. Por último, retirar a canela e acrescentar o chocolate amargo e bicarbonato. Servir imediatamente.

Variações: você pode retirar o creme de leite e o chocolate amargo para fazer um chocolate mais leve. Mas vale a pena estas calorias a mais. Eu não adoço, mas se preferir adoçar, utilize o açúcar mascavo que completa o sabor!

Bon apetit e um Brasil melhor para todos nós. Faça a sua parte!