Muffins de Cenoura e Maçã da Balãzinho

Aiiii!!!! Que delícia. Mais um post de co-blogueira. Desta vez foram os muffins da Adriana (Balãozinho, para mim!). Conheci a Adriana em 1990 quando fiz intercâmbio para os EUA. E agora,  com o Facebook, retomamos contato. Não é incrível?!?

 

“Após muito planejamento, e muita vontade, consegui ir para Nova York durante o Natal. Tudo começou muito bem, estava feliz e encantada por encontrar uma cidade organizada e completamente decorada. Porém, ainda faltava a neve, com a qual estava sonhando… Estava muito pertinho da loja M&Ms quando senti os primeiros floquinhos caindo… Uma sensação muito boa e esperada… Fiquei parada por um tempo, curtindo o momento. Mas a neve veio com toda força (essa foi a famosa Blizzard de dezembro de 2010) e resolvi entrar na loja.

Enlouquecida com todos os produtos, umas forminhas lindas de silicone me chamaram a atenção. Eu, como amante de muffins e cupcakes, não pude resistir. Foi a melhor aquisição dos últimos tempos. Já em São Paulo, curti muitos momentos deliciosos com amigos e familiares comendo muffins, tomando um cafézinho e batendo papos descontraídos. A última receita, Muffins de Cenoura com Maça, foi sucesso absoluto… e muitas ainda viram :0)

 

Muffins de Cenoura com Maçã da Adriana (16 muffins) 

2 xícaras de farinha de trigo

2 colheres de chá de bicarbonato de seodio

2 colheres de chá de canela em pó

1 pitada de sal

1 1/4 de xeicara de açucar

1/2 xícara de coco em flocos

1 xícara de cenoura ralada

3/4 de xícara de nozes picadas

3 ovos grandes

1 xícara de óleo

2 colheres de chá de baunilha

1 maçã verde sem casca e ralada

Aqueça o forno a 180 graus. Em uma tigela misture a farinha, o bicarbonato, a canela, o sal e o açucar. Junte o coco ralado, a cenoura, 1/2 xícara de nozes e mescle bem. Em outra tigela, bata os ovos, o óleo,  a baunilha e a maçã ralada. Junte esta mescla a mistura seca e envolva até que os ingredientes fiquem homogêneos, mas grumosos. Lembre-se das dicas de como fazer muffins!

Coloque a massa em 16 forminhas para muffins preenchendo-as até 3/4 de sua capacidade. Polvilhe com nas nozes restantes e asse por 15 minutos ou até que, ao enfiar um palito, ele saia limpo.

Deixe esfriar nas forminhas e depois transfira para uma gradinha.”

 

Receita Centenária: Puchero da Bisa Candú

No último dia 16 de setembro minha avó completaria 100 anos. A Bisa Candú, como era conhecida na família foi uma mulher muito dura. 

Não tenho a imagem da avó carinhosa e doce, mas de alguém que sofreu muito na sua vida e lutou para criar 5 filhos sozinha, pois meu avó estava sempre viajando… As lembranças que tenho é de que não nos era permitido muito quando estávamos em sua casa… Nada de doces, nada muita tv, dormir cedo… Definitivamente a casa da Bisa não era um lugar onde queríamos passar as férias!!

Mas com o tempo fui aprendendo a lidar com minha avó e entender o seu jeito de ser. Entender que o que ela nunca teve na vida não podia nos dar. Sinto muito que isto tenha sido tão tarde. As coisas na vida são sempre assim… Mas antes tarde do que nunca, tive tempo de viver alguns momentos especiais.

Foi com ela que aprendi a comer uma saladinha de beterraba, cebola roxa, salsinha e limão, um omelete de vagem manteiga delicioso e o maior legado que ela poderia ter me deixado: Puchero Gallego.

Infelizmente não existe um caderno de receitas da Bisa, pois minha avó mal sabia escrever o seu nome. Mas as memórias que tenho deste prato são mais valiosas que qualquer pergaminho. E é assim que eu imagino como minha querida avó teria preparado este prato!

Bisa, se ainda não for muito tarde, eu te amo e sinto sua falta!

 

Puchero Gallego da Bisa Candú (Serve 4)

 

500 gr de grão-de-bico (eu uso já cozido, mas se você for cozinhar, siga as instruções do pacote e não esqueça de tirar a casquinha!)

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 cebola pequena picada

2 dentes de alho picados

1 paio  cortado em rodelas

2 linguiças calabresa cortadas em rodela 

2 coxas de frango sem pele

2 sobrecoxas de frango sem pele (minha avó fazia com pé de galinha e pescoço!!!!!)

3 tomates maduros sem pele nem sementes picados (eu uso 1 lata de tomati pelatti)

2 cenouras pequenas cortadas em rodelas

2 batatas pequenas cortadas em cubos

1 salsão cortado em pedaços pequenos

300 ml caldo de frango

sal e pimenta do reino, o quanto baste

Salsinha picada

 

Aqueça o azeite em uma panela e frite a cebola e o alho até dourar, Acrescenteo paio, a linguiça e deixe fritar a fogo médio. Se soltar muita gordura, escorra. Acrescente o frango e doure. Junte os tomates, as cenouras, as batatas e o salsão. Deixe refogar por uns 3 minutos sem mexer para não romper as carnes. Acrescente o caldo de frango e  a salsinha picada. Tempere com sal e a pimenta a gosto. Tampe a panela e cozinhe por 15 minutos. Junte o grão-de-bico e deixe cozinhar a fogo baixo por mais 10 minutos. Sirva quente, como uma sopa.

Com castanhas e afeto

Ontem, entreguei a minha primeira encomenda: um bolo de cenoura com castanhas.

Uma amiga – uma das minhas testadoras oficiais de receitas – comentou que amou o bolo de cenoura que fiz e queria um para o fim de semana.

Eu estava no meio da arrumação de mala para viajar, mas não podia deixar de atender a vontade de uma cliente tão especial.

Arruma mala aqui, bate o bolo ali e, para completar o agito, ao mesmo tempo, eu e a Pê começamos a testar o conteúdo do blog.

Ainda falta muito, temos que cuidar da identidade visual, alguns vários detalhes técnicos, mas ele está tomando forma, crescendo, como o bolo ali no forno…

bolo, bolo de cenoura, lanche 

O pedido era simples, rápido de fazer, o blog também: simples e rápido de fazer. Mas foi um momento muito especial: o momento que a minha vida nova começou!

E, para marcar a data, é claro que minha amiga ganhou o bolo como presente de pedido número 1. Merecido, né?!

Que esta receitinha simbolize todo o nosso carinho e agradecimento àqueles que nos apóiam. Com castanhas e afeto.

 
Bolo de cenoura com castanhas

– 3 cenouras médias (cerca de 300g)

– 3 ovos

– 1 xic. (menos 1 dedo) de óleo

– 1 ½ xíc de açúcar

– 1 ½ xic de farinha de trigo peneirada

– 1 col. (sobremesa) rasa de fermento

– 1 xic. de um mix de castanhas-do-pará e nozes quebradas grosseiramente (se preferir pode outra castanha de sua preferência)

Colocar em um liquidificador, as cenouras, óleo, açúcar e gemas. Bata tudo até ficar um creme homogêneo. Despejar em uma vasilha.

Separadamente, bater as claras em neve. Reservar.

Pegar uma colher da farinha e misturar às castanhas e adicionar ao creme. Acrescentar o resto da farinha de trigo e o fermento ao creme misturando com movimentos suaves.

Acrescentar as claras em neve, aos poucos, misturando levemente, de baixo para cima.

Despejar em uma forma untada e enfarinhada. Levar para assar em forno pré-aquecido à 180oC por cerca de 35 min.