Mais um da série tudo junto e misturado! Receita de Verão

couscous de frango

IMG_20140104_164510[1]Quem aguenta comer com este calor? E cozinhar, então??

Mas, infelizmente, uma dieta rica em “cevada líquida” é excelente para matar o calor, mas não mantém ninguém em pé – literalmente!!!

E ficar na cozinha, com o fogão ligado por horas? Só nos fará suar ainda mais…

Será que a solução é um prato de alface bem crocante? Nada contra alface ou outras hortaliças, que eu adoro. Mas não é comida para o primeiro sábado do ano, não é verdade?

 

Esta receita é uma das minhas preferidas. É um prato único, fácil, delicioso e refrescante para estes dias mais quentes. Quase nada de cozimento (ou nada se você preferir), quase nenhuma panela suja, além de muito versátil. Todos os ingredientes podem ser substituídos. Não há regras, exceto por passar pouco tempo na cozinha e mais tempo na piscina!!!

Salada de Couscous com Frango Grelhado (Serve 4) IMG_20140104_164340

1 xícara de couscous (Quem ainda não conhece a sêmola de cereais (couscous marroquino) não sabe o que está perdendo na cozinha. Com certeza após usá-lo uma única vez tudo se tranformará!)

1 cebola roxa finamente picada

1 xícara de grão de bico cozido

1 xícara de lentilha cozida

1 xícara de pepino japonês cortado em cubos

1 xícara de tomate grape cortados ao meio

1/2 xícara de sementes de romã

1 xícara de folhas de salsinha

1/2 xícara de folhas de hortelã grosseiramente rasgadas

1/2 xícara de folhas de coentro

1 xícara de queijo de cabra tipo feta despedassados

2 filés de peito de frango

1 colher de sopa de tempero marroquino (você pode comprar pronto ou fazer uma mistura de páprica doce, cominho, gengibre, canela, açafrão da terra, menta e coentro em pó) IMG_20140104_164434

2 potes de iogurte

um punhado de folhas de hortelã finamente picadas

sal marinho, pimenta do reino preta moída, pimenta síria, azeite e suco de limão siciliano a gosto

 

Coloque o couscous em um recipiente refratário raso, de preferência, e hidrate conforme as instruções da embalagem. Eu, normalmente faço a mesma medida em volume; ou seja para cada xícara de couscous 1 xícara de água fervente. Cubra o recipiente com plástico filme e espere esfriar.

Assim que estiver frio retire o filme plástico e separe o couscous com um garfo. Junte todos os ingredientes e tempere a gosto. Substitua o que não tiver, acrescente o que gostar! Polvilhe com os pedaços de queijo feta.

Em uma tigela coloque metade do pote de iogurte e misture com o tempero marroquino. Marine os filés de frango por 5 minutos. Enquanto isso coloque uma grelha em fogo alto (este é a parte quente da receita!) e regue com um fio de azeite. Assim que começar a esfumaçar coloque os peitos de frango e deixe grelhar por 10 minutos. Vire o peito de frango, reduza o fogo e grelhe por mais 15 minutos ou até que estejam cozidos, dependendo da grossura dos filés. Retire do fogo e deixe descansar por 5 minutos.

Misture o restante do iogurte com as folhas de hortelã picadas e tempere com sal, pimenta do reino e limão siciliano.

Corte os filés de frango em tiras e sirva sobre a salada. Sirva com o molho de iogurte

Obs. Confesso que a lentilha e a romã foram sobras do jantar do Reveillon. Esta salada é assim, ponha o que tiver, experimente, crie e recrie. Nunca ficará igual, mas sempre deliciosa!

 

Receita Centenária: Puchero da Bisa Candú

No último dia 16 de setembro minha avó completaria 100 anos. A Bisa Candú, como era conhecida na família foi uma mulher muito dura. 

Não tenho a imagem da avó carinhosa e doce, mas de alguém que sofreu muito na sua vida e lutou para criar 5 filhos sozinha, pois meu avó estava sempre viajando… As lembranças que tenho é de que não nos era permitido muito quando estávamos em sua casa… Nada de doces, nada muita tv, dormir cedo… Definitivamente a casa da Bisa não era um lugar onde queríamos passar as férias!!

Mas com o tempo fui aprendendo a lidar com minha avó e entender o seu jeito de ser. Entender que o que ela nunca teve na vida não podia nos dar. Sinto muito que isto tenha sido tão tarde. As coisas na vida são sempre assim… Mas antes tarde do que nunca, tive tempo de viver alguns momentos especiais.

Foi com ela que aprendi a comer uma saladinha de beterraba, cebola roxa, salsinha e limão, um omelete de vagem manteiga delicioso e o maior legado que ela poderia ter me deixado: Puchero Gallego.

Infelizmente não existe um caderno de receitas da Bisa, pois minha avó mal sabia escrever o seu nome. Mas as memórias que tenho deste prato são mais valiosas que qualquer pergaminho. E é assim que eu imagino como minha querida avó teria preparado este prato!

Bisa, se ainda não for muito tarde, eu te amo e sinto sua falta!

 

Puchero Gallego da Bisa Candú (Serve 4)

 

500 gr de grão-de-bico (eu uso já cozido, mas se você for cozinhar, siga as instruções do pacote e não esqueça de tirar a casquinha!)

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 cebola pequena picada

2 dentes de alho picados

1 paio  cortado em rodelas

2 linguiças calabresa cortadas em rodela 

2 coxas de frango sem pele

2 sobrecoxas de frango sem pele (minha avó fazia com pé de galinha e pescoço!!!!!)

3 tomates maduros sem pele nem sementes picados (eu uso 1 lata de tomati pelatti)

2 cenouras pequenas cortadas em rodelas

2 batatas pequenas cortadas em cubos

1 salsão cortado em pedaços pequenos

300 ml caldo de frango

sal e pimenta do reino, o quanto baste

Salsinha picada

 

Aqueça o azeite em uma panela e frite a cebola e o alho até dourar, Acrescenteo paio, a linguiça e deixe fritar a fogo médio. Se soltar muita gordura, escorra. Acrescente o frango e doure. Junte os tomates, as cenouras, as batatas e o salsão. Deixe refogar por uns 3 minutos sem mexer para não romper as carnes. Acrescente o caldo de frango e  a salsinha picada. Tempere com sal e a pimenta a gosto. Tampe a panela e cozinhe por 15 minutos. Junte o grão-de-bico e deixe cozinhar a fogo baixo por mais 10 minutos. Sirva quente, como uma sopa.