Pode ser mandioquinha, batata baroa ou batata salsa, eu gosto muito e você?

Um monte de verduras, legumes e frutas tem nomes diferentes pelo Brasil a fora! Isso é divertido até um ponto e catastrófico em outros rs! Mas quem já morou em algumas cidades do Brasil como eu, aprende uma variedade de sinônimos interessantes. Aqui em Tietê não adianta procurar escarola, você só encontra chicória. Banana maçã é diferente das que eu conhecia até então, aliás com bananas já me embananei muito na vida rs. Banana nanica em São Paulo é caturra em Curitiba. E por aí vai. Decidi pegar a banana que eu quero e não pedir pelo nome, assim eu como aquela que eu quero rs!

E funcho? Erva doce! E aipo? Salsão! E mimosa? Mexerica ou  tangerina! E  mandioquinha que é batata baroa, batata salsa, os menos avisados acabam não saboreando uma boa receita, se não ficarem ligados! É com ela que eu apresento mais uma salada. Aliás, um prato completo porque vai frango e milho , também.

 

frango korinE por falar em frango, faz tempo que eu não como frango revendido por grandes empresas. Já li tantas matérias e vi tantos vídeos sobre o assunto que não consigo cozinhar este que me parece tudo, menos bicho. Já que eu não como mamíferos, acho uma sacanagem ingerir este monte de veneno que tem nas carnes de aves que vivem confinadas! Enfim, por isso eu pago um pouco mais caro e compro o frango korin. Se achar frango caipira é difícil pra você, Korin é uma opção, pois produz frangos e ovos livres do uso de antibióticos como promotores de crescimento ou de forma terapêutica! Volto a afirmar, a gente aqui não ganha nada divulgando produtos, mas se o produto é bom, porque não compartilhar a informação?!

Então lá vai a minha salada da semana: Mandioquinha, milho e frango! 

É um prato completo, super nutritivo e absolutamente delicioso! Vale a pena experimentar!

Beijo e até a próxima! 

Salada de Mandioquinha, milho e frango.
Print
Ingredients
  1. 500g de mandioquinhas cortadas em pedaços.
  2. 2 espigas de milho cortadas ao meio
  3. 1 sobrecoxa de frango sem pele
  4. 1 cebola em rodelas.
  5. azeite de oliva extra virgem
  6. um ramo alecrim
  7. um punhado de manjericão
  8. um punhado de orégano fresco
  9. pimenta a gosto
  10. sal agosto
Instructions
  1. Cozinhe o frango e o milho juntos em panela de pressão com 2 xícaras de água com sal e as ervas. Depois que começar a pressão desligue depois de 5 minutos. Deixe sair a pressão naturalmente, assim termina o cozimento. Desfie o frango depois de frio. Use a água do cozimento do frango e do milho, e cozinhe a mandioquinha por 5 minutos em panela normal. Ao terminar o cozimento, desligue o fogo e coloque a cebola em fatias. Neste momento a água já evaporou bastante. Corte a mandioquinha em cubos. Misture todos os ingredientes cozido com água também, que nesta altura já virou um caldo e o frango irá absorver. Tempere com azeite de oliva extra virgem, sal e pimenta.
Notes
  1. Essa é outra salada que dispensa grandes temperos, porque os sabores dos ingredientes são bem marcantes.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Mais uma salada: arroz negro e berinjela!

 Eu estou com muita preguiça estes dias, acho que eu gosto tanto de dezembro que  janeiro tem jeito de ressaca! Até porque acabaram as festas, as pessoas viajaram e eu fiquei rs! Antigamente este era o mês de ficar longe da praia porque chovia invariavelmente  e agora que eu não vou mais, tem um sol pra cada um rs!

Brincadeiras a parte, acho que janeiro é a hora de começar a por em prática os planos do ano, mas todo mundo ainda está em ritmo de férias e eu cheia de gás tenho que ficar  esperando , esperando até o carnaval passar, quando o ano começa rs!

 Mas, não é por isso que não vou cumprir a minha promessa de publicar minhas saladas para o projeto verão! Esta é de arroz negro hummm! Se você ainda não incluiu o arroz negro na sua alimentação, está esperando o que? Ele tem 30% a mais de fibras e 20% a mais de proteínas quando comparado com o arroz branco, e possui menos gordura do que o arroz integral, além de menor valor calórico e elevado teor de ferro.

Essa salada é maravilhosa, fiquei orgulhosa dela e com certeza ela vai pro cardápio do meu projeto 2015! Aguardem-me rsrs!

Até a próxima!

Salada de Arroz Negro e Berinjela
Print
Ingredients
  1. 2 berinjelas cortadas em cubos
  2. 150 g de tomates cerejas cortados em fatias
  3. 2 dentes de alho moídos
  4. 1 xícara de arroz negro
  5. 2 xícaras de água
  6. Azeite de oliva extra-virgem
  7. sal a gosto
  8. pimenta a gosto
  9. folhas de manjericão
Instructions
  1. Asse os cubos de berinjela com o alho e o sal. Reserve. Cozinhe o arroz em 2 xícaras de água e sal. Ao secar a água, o arroz estará no ponto.Deixe esfriar.. Misture o arroz, a berinjela, o tomate e tempere com azeite de oliva, sal e pimenta. Sirva com folhas de manjericão, se tiver o francês melhor, porque as folhas são pequenas e fica perfeito..
Notes
  1. Se puder, acrescentar cubos de muçarela de bufala, hummmm! Delícia! Os sabores do arroz negro e da berinjela juntos combinam tanto e fica tão bom que dispensa temperos especiais!
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

É hora de salada! Que tal uma de macarrão bem leve?

E 2015 chegou! Chegou rápido né? Conseguiu fazer tudo o que planejava em 2014? Algumas coisas eu fiz e outras não! Normal, eu acho!Consegui ver e estar com meus amigos, e com as pessoas que amo! Isso eu quero em 2015, também! Estudei bastante e quero mais! Perder peso…nem um quilo, na verdade até ganhei alguns, isso foi mal rs .  Consegui manter as corridas leves, yoga,  alimentação MEGA saudável, mas a quantidade não está legal. Eu digo que o triste é que eu gosto do que cozinho e então como demais,  minha camada adiposa vai crescendo, crescendo aiaiai! 

A primeira providencia é diminuir a quantidade, já que a qualidade vai bem! Mas e esse calor hein?! Salada, frutas e muita água nesta hora! 

Eu estou fazendo uma salada bacana por dia em casa esta semana e vou publicá-las aqui neste mês. Hoje para iniciar a série, ofereço uma de macarrão de milho, sem glúten, sem lactose, sem gordura, mas beeem gostosa rs! Eu dei o nome de salada oriental porque vai curry e uma omelete bem simples que  ajuda a completar o prato com uma proteína. Aliás, este é um truque que uso, quando o minha refeição vegetaiana está muito levinha e preciso de um pouco mais de substância rs!

Então, bem-vindo 2015 e traga muitas risadas, prazeres e experiências positivas! Eu quero rs!

Beijo e até a semana!

 

Salada Oriental de Macarrão de Milho
Print
Ingredients
  1. 250 g de macarrão de milho, mas pode ser de arroz
  2. 1 abobrinha média ralada
  3. 1 cenoura média ralada
  4. 1/4 de xícara de uvas passas
  5. Azeite de oliva extra virgem
  6. 2 dentes de alho amassados
  7. Sal a gosto
  8. Pimenta rosa a gosto moída na hora
  9. 1 colher de chá de curry
  10. Para o omelete
  11. 2 ovos
  12. um punhado de orégano fresco
  13. um raminho de alecrim
  14. Umas folhinhas de sálvia
  15. sal
  16. pimenta a gosto
Instructions
  1. Cozinhe o macarrão, mas cuidado para não passar do ponto, este tipo de massa cozinha muuuito rápido! A parte, em uma panela refogue a cenoura, a abobrinha, as uvas passas e o alho por 2 minutos. Desligue o fogo. Acrescente o curry, a pimenta e o sal. Prepare o omelete em uma frigideira pequena. Depois de pronto, corte em cubinhos. Junte o macarrão, o refogado e o omelete em cubos e ajuste o sal. Finalize com um fio generoso rs de azeite extra virgem.
Notes
  1. Você pode trocar os legumes por seus preferidos. No omelete você pode usar todas as ervas que quiser, mas se não estiver contando calorias como eu, pode acrescentar queijo ou qualquer outro ingrediente seu predileto.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Cenoura e beterraba, cores vibrantes e sabor impressionante!

Minha cozinha está nas mãos do que está disponível em  uma horta de orgânicos Isto é muito novo pra mim! Já faz tempo que tinha um planejamento no mínimo semanal. Quer saber? Eu gosto assim, também! 

Aliás, planejamento na cozinha é herança de família. Segunda-feira virado. Quintas e domingos tínhamos macarrão. Peixe às sextas.  Terças e sábados abertos à criatividade da mamãe rsrs. Planejamento faz com que gastemos menos nas idas ao supermercado! 

Minha família vive na cidade grande há 3 gerações. Sempre tive tudo o que inventei cozinhar à mão. Mas como faziam as mulheres que viviam nas chácaras, sítios e fazendas há 30 ou 40 anos? Conforme relatos do povo daqui de Tietê, se comia o que se tinha disponível. Então, com essa nova realidade, comecei a usar toda a minha capacidade criativa, o que fez e faz bem à beça pro meu cérebro rsrs! 

Então com as cenouras pequeninas, mas bonitinhas demais e beterrabinhas tchucas fiz esse assado vegetariano ( assando legumes de novo! Mas fica tão bom que tenho que repetir rsrs) que além de lindo, ficou uma delícia! 

E pra dizer que não falei das eleições… nada mudou, e mudanças urgem no governo brasileiro! Estou apreensiva! Mas se a maioria escolheu que assim seja, democracia é isso! E amo viver em um país democrático!Tomara que ela nos surpreenda positivamente! Pelo nosso bem, pelo bem do Brasil!

Enfim,  gostei muuuito deste assado, espero que vocês curtam também! Beijos

Cenouras e beterrabas assadas.
Print
Ingredients
  1. 500 g de cenouras de preferência orgânicas
  2. 500 g de beterrabas de preferência orgânicas
  3. 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
  4. 1 colher de sopa de aceto balsâmico
  5. 5 folhinhas de sálvia bem picadinha
  6. 2 dente de alho picados
  7. sal a gosto
Instructions
  1. Se forem orgânicas corte as cenouras e beterrabas em pedaços pequenos com casca. Em uma assadeira misture bem todos os ingredientes e leve ao forno preaquecido a 200°. Asse até os legumes ficarem macios por volta de 20 minutos.
Notes
  1. Já temos disponível sal com sálvia ou sal com aipo. Pode substituir o sal normal e a erva fresca, fica uma delícia também. Além de acompanhar uma salada de folhas, pode e deve acompanhar carnes, peixes e aves!
  2. Ah, como foi um maço de cenouras e um maço de beterrabas, este peso é aproximado, pode considerar umas 3 cenouras/ beterrabas grandes ou 5 médias ou 6 pequenas.
Memórias Gastronômicas http://memoriasgastronomicas.com.br/

Mais um da série tudo junto e misturado! Receita de Verão

couscous de frango

IMG_20140104_164510[1]Quem aguenta comer com este calor? E cozinhar, então??

Mas, infelizmente, uma dieta rica em “cevada líquida” é excelente para matar o calor, mas não mantém ninguém em pé – literalmente!!!

E ficar na cozinha, com o fogão ligado por horas? Só nos fará suar ainda mais…

Será que a solução é um prato de alface bem crocante? Nada contra alface ou outras hortaliças, que eu adoro. Mas não é comida para o primeiro sábado do ano, não é verdade?

 

Esta receita é uma das minhas preferidas. É um prato único, fácil, delicioso e refrescante para estes dias mais quentes. Quase nada de cozimento (ou nada se você preferir), quase nenhuma panela suja, além de muito versátil. Todos os ingredientes podem ser substituídos. Não há regras, exceto por passar pouco tempo na cozinha e mais tempo na piscina!!!

Salada de Couscous com Frango Grelhado (Serve 4) IMG_20140104_164340

1 xícara de couscous (Quem ainda não conhece a sêmola de cereais (couscous marroquino) não sabe o que está perdendo na cozinha. Com certeza após usá-lo uma única vez tudo se tranformará!)

1 cebola roxa finamente picada

1 xícara de grão de bico cozido

1 xícara de lentilha cozida

1 xícara de pepino japonês cortado em cubos

1 xícara de tomate grape cortados ao meio

1/2 xícara de sementes de romã

1 xícara de folhas de salsinha

1/2 xícara de folhas de hortelã grosseiramente rasgadas

1/2 xícara de folhas de coentro

1 xícara de queijo de cabra tipo feta despedassados

2 filés de peito de frango

1 colher de sopa de tempero marroquino (você pode comprar pronto ou fazer uma mistura de páprica doce, cominho, gengibre, canela, açafrão da terra, menta e coentro em pó) IMG_20140104_164434

2 potes de iogurte

um punhado de folhas de hortelã finamente picadas

sal marinho, pimenta do reino preta moída, pimenta síria, azeite e suco de limão siciliano a gosto

 

Coloque o couscous em um recipiente refratário raso, de preferência, e hidrate conforme as instruções da embalagem. Eu, normalmente faço a mesma medida em volume; ou seja para cada xícara de couscous 1 xícara de água fervente. Cubra o recipiente com plástico filme e espere esfriar.

Assim que estiver frio retire o filme plástico e separe o couscous com um garfo. Junte todos os ingredientes e tempere a gosto. Substitua o que não tiver, acrescente o que gostar! Polvilhe com os pedaços de queijo feta.

Em uma tigela coloque metade do pote de iogurte e misture com o tempero marroquino. Marine os filés de frango por 5 minutos. Enquanto isso coloque uma grelha em fogo alto (este é a parte quente da receita!) e regue com um fio de azeite. Assim que começar a esfumaçar coloque os peitos de frango e deixe grelhar por 10 minutos. Vire o peito de frango, reduza o fogo e grelhe por mais 15 minutos ou até que estejam cozidos, dependendo da grossura dos filés. Retire do fogo e deixe descansar por 5 minutos.

Misture o restante do iogurte com as folhas de hortelã picadas e tempere com sal, pimenta do reino e limão siciliano.

Corte os filés de frango em tiras e sirva sobre a salada. Sirva com o molho de iogurte

Obs. Confesso que a lentilha e a romã foram sobras do jantar do Reveillon. Esta salada é assim, ponha o que tiver, experimente, crie e recrie. Nunca ficará igual, mas sempre deliciosa!

 

Mais um casamento saudável, torta com salada!

Faz muito tempo que provei este casamento perfeito,  foi no restaurante Gula Gula no Rio Janeiro e se tornou parte do cardápio de casa.  Este prato tem carboidratos, proteína ( recheio da torta é frango) e vitaminas, uma refeição completa. A torta é de liquidificador, simples a beça de fazer, mas o pulo do gato são os ingredientes! A salada é de folhas com lascas de manga – deliciosas nesta época do ano!

Comida saudável é variar o máximo de macronutrientes (proteínas, carboidratos e gorduras) e micronutrientes ( vitaminas e minerais), então como a gente conhece uma infinidade de receitas com farinha de trigo, que tal usar outras farinhas/flocos na hora prepará-las? As possibilidades são quase infinitas: amido de milho, fécula de batata, fécula de mandioca, farinha de milho, fubá, flocos de aveia, de quinoa de amaranto e vai longe! O que acontece é que o trigo contém glúten e ele ajuda a deixar a massa uniforme, não esfarelar! Pra começar, você pode trocar parte da farinha de trigo por outras farinhas, o resultado é surpreendente. Pra começar a mudança, esta receita tem além do trigo integral, outras farinhas, mas se quiser, pode incluir outras que tiver no armário da cozinha, arrisque-se!

Receita da Torta de Frango,  Acelga e Alho-poró.

Para Massa

1 xícara de farinha de trigo integral

1/2 xícara de fécula de batata

1/2 xícara de fubá

1/2 xícara de óleo de milho

1,5 xícaras de caldo frango ( feito no cozimento do peito do frango do recheio)

3 ovos caipiras ( se usar ovos de granjas grandes, pode usar apenas 2)

1 colher de sobremesa de fermento em pó

1 colher de chá de sal

1 colher de chá pimenta da Jamaica (pode trocar por outra de sua preferência)

Para o recheio

10 ou 15 folhas de acelga picadas

1 alho-poró fatiado ( a parte branquinha, as folhas verde use no caldo do frango)

1 peito de frango ( de preferência caipira ou criado no milho)

2 e 1/2 xícaras de água

sal a gosto

1 colher de chá de curry

 

Modo de fazer

Cozinhe o peito de frango com a água, sal e a parte verde escuro do alho-poró .  Frango cozido, desfie e reserve o caldo para a massa. Em uma panela, refogue o alho-poró com um fiozinho de azeite de oliva. Acrescente a acelga, o frango desfiado, tempere com sal e curry. Cozinhe apenas para “murchar” a acelga, misture bemSAM_0355 e reserve.

Bata no liquidificador todos os ingredientes da massa. Em uma assadeira untada, despeje metade da massa coloque o recheio e cubra com o restante da massa. Leve ao forno pré-aquecido 180º por 40 minutos (depende do seu forno).

Sirva com folhas  de alface americana e rúcula, lascas de manga. Tempere com azeite de oliva, aceto balsâmico e sal. Hummm, já me deu fome a essa hora !

 

Memórias Gastronômicas no Google+ Restaurant Week

Afff! Depois do post anterior não tem como vir inspiração para escrever nada. Só ficar babando…

Que festa linda, deliciosa e prezerosa! O que melhor que se juntar com uma grande amiga para realizar este projeto? Talvez aparecer ao vivo para mais de 7 bilhões de pessoas? Ok, ok. Exagerei? Nem todo mundo tem acesso a internet… Nem todo mundo fala português… Então seriam 82 milhões de usuários te vendo ao vivo e a cores! 🙂 Veja aqui!

Foi esse o nosso sentimento ao realizar o Hangout que foi ao ar no dia 13/09/2012 as 17 horas. Que falavamos para um mundão de gente. E com essa responsabilidade fizemos 2 receitas e falamos sobre dicas, ainda no tema do piquenique, que  deixamos registradas aqui para vocês! Esperam que curtam e não se esqueçam de fazer em casa, também.

 

Mini Cake de Maracujá e Doce de Leite 

1 pote de 170 ml de iogurte
a mesma medida de óleo
3 ovos
1 e 1/2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó

polpa de 1 maracujá azedo bem maduro
1/4 de xícara de farinha de trigo
doce de leite para rechear

Aquecer o forno a 180 graus

Bater os 4 primeiros ingredientes no liquidificador e incorporar nos 2 últimos peneirados.  Esta é uma receita base que você poderá usar e abusar com vários sabores. Neste caso, acrescentamos a polpa do maracujá e um pouco mais de farinha de trigo (1/4 de xícara) para dar a consistência correta.

Colocar a massa em forminhas untadas com manteiga e enfarinhadas ou forradas com forminhas de papel até 1/3 da capacidade. Rechear com uma colherada de doce de  leite e completar o outro 1/3 da capacidade com massa. Assar em forno pré aquecido por 20 minutos ou até que esteja firme e dourado. Faça o teste do palito.

 

Salada de Frango ao Curry e Manga (Serve 2 porções) 

120 gr de peito de frango cozido e cortado em cubos*
1/2  xícara de folhas de salsão picadas
2 colheres de sopa de pimentão vermelho picado em cubinhos pequenos
100 gr de mangas Tommy descascadas e cortadas em cubos
3 colheres de sopa de maionese
3 colheres de sopa de iogurte natural
suco e raspas de 1 limão
2 colheres de chá de curry
sal e pimenta, o quanto baste

* Para cozinhar o frango tempere o peito com sal e pimenta e leve ao forno a 220 graus por 20 minutos ou até que perfurado o líquido saia claro, sem vestígios de sangue.

Quando o frango estiver trio corte-o em pequenos cubos. Acrescente o pimentão, as folhas de salsão e a manga.

Em uma tigela misture a maionese, o iogurte, o suco de limão e o curry. Misture bem até ficar bem homogêneo.

Tempere a mistura de frango com o molho de curry. Acrescente sal e pimenta e prove o tempero.

Sanduiche de Bolo de carne – receita bônus!

Nada se cria tudo se transforma! Aqui em casa é assim. Aprendi desde cedo que toda a sobra de nossa comida poderia ser reaproveitada de alguma maneira. O freezer lá de casa vivia cheio de potinhos com sobras de queijo que depois iam parar nos recheios de deliciosas tortas, potinhos com nata para fazer biscoitinhos (essa receita logo vem prá cá) e sobras de comidas que poderiam ser a refeição de algum morto de fome as 3 da manhã!

 

Foi assim que este bolo de carne virou um delicioso sanduiche para um lanche de final de tarde. O bolo de carne recheado com queijo fresco e espinafre foi o protagonista de um almoço de verão. E as fatias que sobraram foram parar em bolsinhas Zip Lock e ali ficaram por umas boas semanas descansando no freezer! Qual foi minha alegria em encontrá-las num momento de grande fome e grande preguiça!?!

 

E mesmo que você decida prepará-lo desde o início para este sanduíche verá que fácil e delicioso!

 

Para o Bolo de Carne

1 kg de carne moída sem gordura

1 ovo grande

1 cebola média bem picadinha

2 colheres de sopa de molho inglês

1 colher de sopa de mostarda

2 colheres de salsa picadinha

sal e pimenta, o quanto baste

fatias finas de queijo fresco ou outro queijo de sua preferência, o quanto baste.

folhas de espinafre, o quanto baste

fatias de bacon curado, o quanto baste

 

Para o Sanduíche

fatias de pão integral tostadas

condimento de mostarda de grãos

queijo Gruyère

rodelas de tomate

rodelas de cebola

 

Misture todos os ingredientes do bolo de carne, exceto o queijo, espinafre e o bacon. Prove o sal, lembrando que o molho inglês já contém sal. Deixe a mistura descansar por 30 minutos. Aqueça o forno a 180 graus.

Forre uma bancada com filme plástico e sobre o plástico coloque a mistura de carne fazendo uma camada de mais ou menos 1,5cm de espessura. Recheie com as fatias de queijo e por cima as folhas de espinafre. Não aproxime muito o queijo das bordas pois quando assar pode derreter e “vazar”. Você poderá usar o recheio que queira. Até sobras que tenha na geladeira! Enrole a carne com a ajuda do filme plástico fazendo um rocambole bem apertado. Vá fechando as bordas assegurando-se de que o recheio não saia. Cubra com as fatias de bacon. Se você preferir não usar bacon, poderá untá-lo com uma mistura de ketchup e molho inglês, mas o bacon vale o esforço da esteira no dia seguinte!!!

Coloque o bolo de carne em uma assadeira forrada com papel manteiga ou untada com azeite e asse por 40 minutos vigiando a partir dos 30 minutos para o bacon não queimar. Se você for comer o bolo de carne como prato principal retire do forno, cubra com papel alumínio  e deixe descandar por 10 minutos. Sirva em seguida.

Como  prato principal eu servi com uma salada de batatas e mostarda em grãos e vagem salteadas com alho.

Este bolo também pode ser preparado sem o recheio e assado em forma de bolo inglês. Daí o nome!

 

Se você for comer o bolo como sanduíche, corte-os em fatias finas. Unte as fatias de pão integral com a mostarda em grãos. Coloque sobre o pão duas fatias do bolo de carne e cubra com o queijo Gruyère. Coloque sobre um grill ou salamandra para derreter o queijo. Acrescente as rodelas de tomate e cebola e tempere com um fio de azeite de oliva, sal e pimenta. Sirva com uma fresca salada de folhas verdes e fatias de maçã.

Para um ano novo mais leve.

Saladinha de Cenoura

Saladinha de CenouraCaros amigos, como foram de festas? Ficamos um período longe de vcs, mas foi por bons motivos: viagens, cursos, celebrações  e mudanças, muitas mudanças…

Hoje, resolvi fazer uma pausa na abertura de caixas para deixar uma receitinha deliciosa, leve e fácil de fazer.

Esta receita me foi dada quando ainda estava grávida da minha filha, pela nutricionista que me acompanhou na reta final, Renata Chaves (do Renutre). Logo me apaixonei e virou parte da minha rotina. Hoje, a escrevo aqui em homenagem ao meu irmão que está fazendo uma dieta super restrita para um tratamento de saúde.

Hermano: Parabéns pela força de vontade e perseverança. O objetivo final vale muito a pena!

Chega de papo e vamos a receita. Mas não sem antes desejar um feliz ano novo a cada um de vocês que tem nos acompanhado nesta trajetória deliciosa da cozinha para o blog. Que vocês tenham um ano de muito equilíbrio, paz e bem – e uma boa pitada do seu tempero predileto! Beijo no coração!

Saladinha de Cenoura com Passas e Cominho

– 2 cenouras raladas

– 1/2 cebola roxa cortada à julienne bem fininha

– 1/2 colher de sopa de grãos de cominho

-1 colher de sopa de passas brancas secas (reidratadas)

– 3 colheres de sopa de vinagre ou limão

– 1 colher de sopa de azeite

– Sal e pimenta à gosto

Modo de preparo:

Picar a cebola e deixar de molho em água gelada por 15min. Deixar também as passas de molho em água morna por 15 min. Ralar a cenoura. Reservar. Pegar os grão de cominho e colocar em uma frigideira quente (sem óleo nem nada) por 2 minutos (apenas para exalar o seu aroma). Misturar todos os ingredientes e levar a geladeira. Está pronto!